Problema da planicidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
A geometria geral do universo é determinada pelo parâmetro cosmológico Omega ser menor, igual ou maior que 1. De cima para baixo estão um universo fechado com curvatura positiva, um universo hiperbólico com curvatura negativa e um universo plano com zero curvatura.

Problema da planicidade é um problema cosmológico dentro do modelo Big Bang do universo. Tais problemas surgem da observação de que algumas das condições iniciais do universo parecem ser ajustadas a valores muito "especiais" e que pequenos desvios desses valores teriam efeitos extremos sobre a aparência do universo no momento atual.

No caso do problema de planicidade, o parâmetro que aparece bem afinado é a densidade de matéria e a energia no universo. Esse valor afeta a curvatura do espaço-tempo, sendo necessário um valor crítico muito específico para um universo plano. Observa-se que a densidade atual do universo está muito próxima desse valor crítico. Uma vez que a densidade total sai rapidamente do valor crítico sobre o tempo cósmico,[1] o universo primitivo deve ter tido uma densidade ainda mais próxima da densidade crítica, partindo dela por uma parte em 1062 ou menos. Isso leva cosmólogos a questionar como a densidade inicial veio a ser tão estreitamente ajustada a este valor "especial".

O problema foi mencionado pela primeira vez por Robert Dicke em 1969.[2] A solução mais comumente aceita entre os cosmólogos é a inflação cósmica, a ideia de que o universo passou por um breve período de expansão extremamente rápida na primeira fração de segundo depois da Grande Explosão; juntamente com o problema do monopolo e o problema do horizonte, o problema da planicidade é uma das três principais motivações da teoria inflacionária.[3]

Referências

  1. Peacock, J. A. (1998). Cosmological Physics. Cambridge: Cambridge University Press. ISBN 978-0-521-42270-3 
  2. Alan P. Lightman (1 de janeiro de 1993). Ancient Light: Our Changing View of the Universe. [S.l.]: Harvard University Press. ISBN 978-0-674-03363-4 
  3. Barbara Ryden (2002). Introduction to Cosmology. San Francisco: Addison Wesley. ISBN 0-8053-8912-1 
Ícone de esboço Este artigo sobre física é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.