Processo Krupp

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Processo Krupp (ou oficialmente, Os Estados Unidos da América vs. Alfried Krupp, et al.) foi o décimo de doze julgamentos movido pelos Estados Unidos contra colaboradores e chefes do nazismo por crimes de guerra nos chamados processos de guerra de Nuremberg. Aconteceu em Nuremberg, Alemanha após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Acusações[editar | editar código-fonte]

  1. Crimes contra a paz;
  2. Crimes contra a humanidade por participar e colaborar com a exploração de países ocupados;
  3. Crimes contra a humanidade por assassinatos;
  4. Conspirar para cometer crimes contra a paz

Todos os acusados foram indiciados nas acusações 1, 3, e 4; Somente Lehmann e Kupke não foram julgados pela acusação 2

Acusados[editar | editar código-fonte]

Nome Função Sentença
Alfried Krupp Chefe do Grupo 12 anos
Ewald Oskar Ludwig Löser Antigo CFO 7 anos
Eduard Houdremont Diretor de campos de trabalho 10 anos
Erich Müller diretor, chefe de fabricação de armas 12 anos
Friedrich Wilhelm Janssen CFO, sucessor de Löser 10 anos
Karl Heinrich Pfirsch Antigo chefe de vendas Inocente
Max Otto Ihn Chefe da inteligência 9 anos
Karl Adolf Ferdinand Eberhardt Chefe de vendas 9 anos
Heinrich Leo Korschan Deputado 6 anos
Friedrich von Bülow Chefe das relações públicas 12 anos
Werner Wilhelm Heinrich Lehmann Ajudante de Ihn 6 anos
Hans Albert Gustav Kupke Líder dos campos de trabalho 2 anos e dez meses

Ligações externas[editar | editar código-fonte]