Processo de cassação de José Dirceu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Este artigo foi proposto para eliminação por consenso. Você é encorajado a melhorá-lo(a), mas não remova este aviso, o que seria considerado vandalismo.

Dê a sua opinião e caso ela seja transformada numa votação após uma semana, vote (se tiver direito a voto) na discussão.

Se aprovada, a eliminação ocorrerá a partir de 6 de agosto.

Processo de cassação de José Dirceu
Participantes José Dirceu
Localização Brasil
Data 31 de novembro de 2005
Resultado cassado

O processo de cassação de José Dirceu consistiu na cassação do então deputado federal José Dirceu em votação na Câmara dos Deputados, na noite de 31 de novembro de 2005. O placar da votação foi 293 votos a favor da cassação e 192 contra. Dirceu ficou inelegível até 2015. O relator do processo de sua cassação no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados foi o deputado federal Júlio Delgado.[1][2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Felipe Recondo (1 de dezembro de 2005). «Câmara aprova cassação do mandato de José Dirceu». Folha de S.Paulo. Consultado em 14 de junho de 2016 
  2. «Por 293 votos a 192, Dirceu tem mandato cassado pela Câmara e perde direitos políticos por 10 anos». UOL. Consultado em 14 de junho de 2016 


Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.