Produções Fictícias

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Produções Fictícias
Agência de guionismo
Atividade Entretenimento
Fundação 1 de abril de 1993[1]
Fundador(es) Nuno Artur Silva, Carlos Fogaça[2], José de Pina, Manuel Viterbo, Rui Cardoso Martins
Sede Travessa da Fábrica dos Pentes, n.º 12, 9+, Lisboa, Portugal
Proprietário(s) Em 2008:[1] Nuno Artur Silva, Filipe Homem Fonseca, José de Pina, Maria João Cruz, Nuno Markl e Rui Cardoso Martins
Acionistas Nuno Artur Silva
Website oficial www.producoesficticias.pt

Produções Fictícias é uma agência criativa (ou agência de autores criativos), produtora e co-produtora portuguesa, criada no dia 1 de abril de 1993[1] por Nuno Artur Silva, que desenvolve projetos para a área da televisão, rádio, cinema, imprensa, teatro, livros e DVDs.

Segundo Nuno Artur Silva, as Produções Fictícias podem ser consideradas a "Motown portuguesa dos cómicos dos anos [19]90"[3].

Formado inicialmente por colegas de faculdade que gostavam de escrever, em 1994 entraram Nuno Markl e Maria João Cruz, a primeira mulher nas Produções.

Projetos[editar | editar código-fonte]

É conhecida principalmente pelos projetos:

Referências

  1. a b c Produções Fictícias (1 de Abril de 2013). «PF 20 Anos» 
  2. Meios & Publicidade (21 de Junho de 2000). «No trilho dos conteúdos interactivos». Consultado em 19 de Setembro de 2009 
  3. Ana Soromenho, Expresso (24 de Novembro de 2018). «Nuno Artur Silva. "Na cultura pop sou uma nota de rodapé"». Consultado em 26 de Novembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.