Programa Erasmus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Estudante tcheco do Programa Erasmus estudando na França.

O Protocolo Erasmus, Ação Erasmus ou ainda Programa Erasmus, estabelecido em 1987, é um programa de apoio interuniversitário de mobilidade de estudantes e docentes do Ensino Superior entre Estados-membros da União Europeia e Estados associados, e que permite, a alunos, que estudem noutro país por um período de tempo entre 3 e 12 meses.

Objetivo[editar | editar código-fonte]

O objetivo do programa ERASMUS é encorajar e apoiar a mobilidade académica de estudantes e professores do ensino superior, dentro da União Europeia, nos países do Espaço Económico Europeu, como a Noruega, Islândia e o Liechtenstein, assim como países candidatos, como a Turquia.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

O programa deve o seu nome ao filósofo holandês Erasmo de Roterdão (em neerlandês, Erasmus), conhecido oponente do dogmatismo, que viveu e trabalhou em vários locais da Europa para expandir o seu conhecimento e ganhar novos conhecimentos, e que deixou a sua fortuna à Universidade de Basileia. E.R.A.S.M.U.S. é, também, uma sigla para European Region Action Scheme for the Mobility of University Students (ou, em português, Esquema de Ação Regional Europeia para a Mobilidade de Estudantes Universitários).

Alcunha[editar | editar código-fonte]

Informalmente, o programa ganhou a alcunha de "Orgasmus" (uma referência a orgasmo) devido à reputação de o programa ser uma ótima forma de estabelecer novos relacionamentos, inclusive amorosos.[1]

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

O número de estudantes portugueses integrados no programa europeu Erasmus passou de 25, no ano da sua criação, em 1987, para 6 956, em 2014, e só não aumentou na edição de 2012-2013.

Portugal está integrado no Erasmus desde o seu lançamento pela Comissão Europeia, tendo enviado um total de 81 560 estudantes lusos até à edição de 2014-2015 com os apoios médios atribuídos num valor situados entre os 200 e os 300 euros.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • L'Auberge espagnole (2002), filme franco-espanhol que retrata a vida de um estudante do Erasmus em Barcelona. Graças à popularidade alcançada pelo filme e à imagem festiva da cidade mostrada pelo filme, a Espanha passou a ser o país que mais recebe estudantes do programa.[2]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre educação ou sobre um educador é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Café Babel. Disponível em http://www.cafebabel.co.uk/society/article/erasmus-orgasmus-in-spain-and-germany.html. Acesso em 1 de março de 2017.
  2. Café Babel. Disponível em http://www.cafebabel.co.uk/society/article/erasmus-orgasmus-in-spain-and-germany.html. Acesso em 1 de março de 2017.