Projecção conforme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma grelha retangular (topo) e a sua imagem através de uma projeção conforme f (fundo). Verifica-se que f mapeia pares de linhas intersetando-se a 90° em pares de curvas intersetando-se a 90°.

Projeção conforme é toda a projeção cartográfica cuja escala, em cada ponto, é independente da direção considerada. Em consequência, os ângulos em torno desse ponto são conservados, bem como a forma dos pequenos objetos (em teoria, somente dos objetos com dimensão infinitesimal). O termo conforme é falacioso, na medida em que induz no erro de pensar que as projeções conformes conservam a forma de todos os objetos geográficos. Na realidade, não há nenhuma projeção cartográfica que goze dessa propriedade, uma vez que é impossível planificar uma superfície esférica sem a deformar. Quer isto dizer que, necessariamente, a escala de qualquer projeção (e, portanto, dos mapas que a utilizam) varia de lugar para lugar. Ou seja, uma projeção conforme mantém os ângulos retos e corretos em um plano e por isso distorce as terras emersas. Exemplo: projeção de 1569 (mercator).

A mais conhecida das projecções conformes é a projecção de Mercator, apresentada em 1569 pelo cartógrafo flamengo Gerardus Mercator, para uso da navegação marítima. Outras projecções conformes muito utilizadas são a projecção estereográfica e a projecção cónica conforme de Lambert.

Curiosidade: foi a projeção usada nas grandes navegações, usado também como instrumento de dominação pelas potências européias na época da colonização (Eurocentrismo: Europa como o centro do mundo).

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.