Prosumer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Prossumidor é um neologismo (originado no inglês prosumer) que provém da junção de produtor + consumidor ou profissional + consumidor.

Este neologismo possui dois significados distintos, porém complementares.

Utilização no marketing[editar | editar código-fonte]

Alvin Toffler, o visionário e escritor da obra A terceira onda criou este neologismo para indicar o novo papel do consumidor na sociedade pós-moderna.

O consumidor atual é exigente e acaba forçando a indústria a produzir aquilo que ele quer comprar quebrando, portanto, o paradigma de que a indústria é que detém o poder da cadeia de suprimentos.

Este poder conquistado pelo público consumidor advém da alta competitividade dos mercados, sejam eles globais ou locais, e que a todo instante direcionam suas estratégias a fim de satisfazer o cliente e torná-lo cada vez mais lucrativo ao longo do tempo.

O autor pega carona num conceito anterior e amplamente difundido: A customização de produtos e serviços.

Prosumer x Cauda Longa x Social Media[editar | editar código-fonte]

Ampliando o entendimento para a especificidade da comunicação, o termo prosumer também é utilizado para identificar um comportamento catalisado pelo surgimento das ferramentas sociais digitais (incluindo redes sociais), onde o, até então, consumidor de conteúdo produzido por grandes grupos de mídia passou a ter acesso e aproveitar ferramentas que tornaram a produção e distribuição de conteúdo mais acessíveis.[1]

Desta maneira, qualquer indivíduo na sociedade em rede tornou-se apto e com ferramentas disponíveis para tornar-se também produtor de conteúdo. O ciclo contínuo entre os papéis de emissor e receptor de uma mensagem lhe confere, então, a simultaneidade entre produção e consumo, producer and consumer = prosumer.

Considerando conteúdo como um possível 'serviço' no conceito inicial de Toffler, podemos observar também a obediência a outro conceito, o da Cauda longa onde, neste caso, há uma ampliação da oferta às micro audiências (mais caudal), antes eclipsado pelos hits (cabeça) e sem formas de ser compartilhado.

O perfil Prosumer, portanto, tornou-se mais presente por conta das mídias sociais e, com isso, gerou um alongamento da cauda longa.

Utilização na área de tecnologia[editar | editar código-fonte]

Neste caso, o termo é utilizado para qualificar produtos que apesar de serem vendidos para o consumidor final, são destinados a usuários avançados. Trata-se, portanto, de um segmento de clientes com foco em produtos de tecnologia de ponta cujos recursos são mais extensos que os disponibilizados ao restante do mercado de massa.

Notas e referências

  1. ALMEIDA, S. O.; MAZZON, J. A; DHOLAKIA, U. Os efeitos da participação nas comunidades de marca virtuais no comportamento do consumidor: um estudo comparativo entre comunidades gerenciadas pelas organizações e pelos consumidores. In: ENCONTRO DE MARKETING DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, 3., 2008, Curitiba. Anais... Rio de Janeiro: ANPAD, 2008. 
  • Lui, K.M. and Chan, K.C.C. (2008) Software Development Rhythms: Harmonizing Agile Practices for Synergy, John Wiley and Sons, ISBN 978-0-470-07386-5