Protecionismo alfandegário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Protecionismo alfandegário foi um princípio alfandegário criado em 1844 pelo governo brasileiro, com o objetivo de ampliar a receita fiscal e proteger os então poucos estabelecimentos industriais do país, dificultando as importações.

Protecionismo alfandegário são restrições impostas por alguns países quanto à passagem de algumas mercadorias ou produtos. Essas restrições podem envolver desde elevadas taxas de importação, exigências de certificados internacionais de qualidade (como os da ISO), fiscalização minuciosa da documentação e origem de determinadas cargas, podendo chegar à proibição da entrada de certas mercadorias, quando provenientes de determinado país.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre economia é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre relações internacionais, diplomacia ou sobre um diplomata é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.