Protocolo de roteamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Um protocolo de roteamento especifica como roteadores se comunicam uns com os outros, a distribuição de informações que permite selecionar rotas entre quaisquer dois nós em uma rede de computadores. Algoritmos de roteamento determinam a escolha específica da rota. Cada roteador tem um prévio conhecimento somente das redes ligadas diretamente ao mesmo. Um protocolo de roteamento compartilha estas informações entre os vizinhos imediatos, e, em seguida, em toda a rede. Desta forma, os roteadores adquirem conhecimento sobre a topologia da rede.

As características específicas dos protocolos de roteamento incluem a forma pela qual eles evitam loops de roteamento, a forma que eles selecionam as rotas preferenciais, usando informações sobre custos de saltos, o tempo necessário para alcançar a convergência de roteamento, sua escalabilidade, e de outros fatores.

Embora existam muitos tipos de protocolos de roteamento, três grandes classes são muito utilizados em redes IP:

Muitos protocolos de roteamento são definidos em documentos denominados RFCs.

Camadas OSI[editar | editar código-fonte]

Protocolos de roteamento, de acordo com o framework OSI, são camadas de gerenciamento de protocolos para a camada de rede, independentemente do seu mecanismo de transporte:

Veja também[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Leitura complementar[editar | editar código-fonte]