Pula a Fogueira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Pula a Fogueira"
Single de Francisco Alves
Lado A Pula a Fogueira
Lado B Longe dos Olhos
Lançamento 25 de maio de 1936 (1936-05-25)
Formato(s) 78 rotações
Gênero(s) marchinha, música junina
Gravadora(s) Victor
Letra Amor

Pula a Fogueira é o título da marchinha junina de autoria de Getúlio Marinho, mais conhecido como "Amor" e composição de João Bastos Filho, lançada em 1936 pelo cantor brasileiro Francisco Alves.

Dados artísticos[editar | editar código-fonte]

A marcha carnavalesca havia se tornado o principal estilo musical nos festejos de Momo na década de 1930 e acabou transposto também para a música junina que surgia naquele mesmo período.[1]

Amor era já um compositor consagrado quando Francisco Alves, gravando nos estúdios da Victor, lançou a canção no disco número 34.068, alcançando um "estrondoso sucesso".[1]

Em sua letra Marinho registrou os versos que se tornaram populares nas festas de São João, com o refrão:[1]

Pula a fogueira, iaiá
Pula a fogueira, ioiô
Cuidado para não se queimar
Olha que a fogueira
Já queimou o meu amor!

Referências

  1. a b c Luiz Américo Lisboa Júnior (2006). Compositores e Intérpretes Baianos. [S.l.]: Via Literarum / Editus. ISBN 8598493244 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]