Python (míssil)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2017). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Python
Python5-missile001
Tipo Míssil Ar-ar
Local de origem  Israel
Histórico de produção
Criador Rafael Advanced Defense Systems
Custo unitário Shafrir-1: US$20,000
Período de
produção
  • Shafrir series: 1961–1983
  • Python series: 1978–presente
Especificações
Peso 103.6 kg
Comprimento 3.1 metros
Diâmetro 160 Milímetros
Ogiva 11 kg
Detonador Proximidade
Motor Foguete monoestágio de propelente sólido
Envergadura 640 mm
Propelente Sólido
Velocidade Mach 4
Sistema de
orientação
IR + Sistema Eletro-Ótico
Plataforma de
lançamento
Aviões:

CASA C-101 Aviojet
F-4E Kurnass 2000
F-5E/F Tiger-II
McDonnell Douglas F-15 Eagle
General Dynamics F-16 Fighting Falcon[1]
Dassault Mirage III
Dassault Mirage 5
Dassault Mirage 2000
IAI Nesher/Dagger/Finger
IAI Kfir
BAE Sea Harrier
HAL Tejas
Saab JAS 39 Gripen[2]
Sukhoi Su-30MKI[carece de fontes?]
Su-25KM Scorpion[3]

O Rafael Python é um Míssil ar-ar construido pela fabricante de armas israelita Rafael Advanced Defense Systems. Originalmente começando com o Shafrir, o míssil Shafrir-1 foi desenvolvido em 1959, seguido pelo Shafrir-2 em 1970. Posteriormente, os mísseis receberam o nome ocidental de "Python" para fins de exportação, começando com o Python-3 em 1978. Desde então, desenvolveu-se e evoluiu para o Python-4, Python-5, Derby, e, também, o SPYDER. Atualmente, os mísseis estão em serviço nas forças armadas de mais de quinze países em todo o mundo.

Variantes[editar | editar código-fonte]

Shafrir-1[editar | editar código-fonte]

O Shafrir-1 foi desenvolvido em 1959-1964 para cumprir o requisitos da IAF de um míssil ar-ar doméstico.

O Shafrir-1 foi destinado a ser usado em jatos Mirage de construção francesa. O primeiro teste ocorreu na França em 1963. No entanto, o desempenho do míssil foi tão fraco que eles começaram a trabalhar imediatamente em uma versão melhorada, o Shafrir-2. [4]

  • Comprimento: 250 cm (2.5 m)
  • Diâmetro: 14 cm
  • Peso: 65 kg
  • Orientação: IR
  • Ogiva: 11 kg
  • Alcance: 5 km
  • Velocidade: ???

Shafrir-2[editar | editar código-fonte]

O Shafrir-2 foi creditado com 89 mortes na Guerra do Yom Kippur em 1973.

  • Comprimento: 250 cm (2.5 m)
  • Diâmetro: 15 cm
  • Peso: 93 kg
  • Orientação: IR
  • Ogiva: 11 kg
  • Alcance: 5 km
  • Velocidade: ???

Python-3[editar | editar código-fonte]

  • Comprimento: 295 cm
  • Diâmetro: 16 cm
  • Peso: 120 kg
  • Orientação: IR
  • Ogiva: 11 kg, fusível de proximidade ativo
  • Alcance: 15 km
  • Velocidade: Mach 3.5

Python-4[editar | editar código-fonte]

  • Comprimento: 300 cm
  • Diâmetro: 16 cm
  • Peso: 120 kg
  • Orientação: IR
  • Ogiva: 11 kg
  • Alcance: 15 km
  • Velocidade: Mach 3.5 ou mais

Python-5[editar | editar código-fonte]

  • Comprimento: 310 cm
  • Diâmetro: 16 cm
  • Peso: 105 kg
  • Orientação: Sistema Eletro-Ótico
  • Ogiva: 11 kg
  • Alcance: >20 km
  • Velocidade: Mach 4

Operadores[editar | editar código-fonte]

Operadores atuais[editar | editar código-fonte]

  •  Argentina – Shafrir-2 (350 misseis, entregues em 1981[5]) e Python-4.[6][necessário esclarecer]
  •  Bolívia – Python-3.[7]
  •  Brasil – Python-3 (400 misseis, entregues em 2001), Python-4 e Derby (200 misseis cada, todos entregues em 2011).[5]
  •  Chile – Shafrir-2 (50 misseis, entregues em 1978), Python-3 (120 misseis, entregues em 1997), Python-4 (280 misseis, entregues em 2011) e Derby (60 misseis, entregues em 2003).[5]
  •  China – Python-3 (3000 misseis, entregues em 1991–2000, designação local PiLi-8 (PL-8)).
  •  Colômbia – Shafrir-2 (80 misseis, entregues em 1989), Python-3/4 (75 misseis cada, todos entregues em 2005), Python-5 (100 misseis, entregues em 2011) e Derby (40 misseis, entregues em 2010).[5]
  • Equador – Shafrir-2 (75 misseis, entregues em 1984), Python-3/Python-4 (60 misseis, entregues 1996), Python-5 (50 misseis, entregues em 2001) e Derby (60 misseis, entregues em 2003).[5]
  • El Salvador – Shafrir.[8][necessário esclarecer]
  • Honduras – Shafrir-2 (100 misseis, entregues em 1978).[5]
  •  Índia – Python-4 and Python-5 (100 misseis, entregues em 2007) e Derby.[5]
  •  Israel – Shafrir-1/2, Python-4 e Python-5, (usuário primário, designação local Zephyr).
  • Roménia – Python-3.
  •  Singapura – Python-4 (600 misseis, entregues em 2004).[5]
  • África do Sul – Python-3 (Designação local V3S Snake, entregues em 1989 e aposentados em Abril de 2008), Derby (Designação local R-Darter ou V4).[9]
  • República da China (Taiwan) – Shafrir-2 (450 misseis, entregues em 1977).[5]
  •  Tailândia – Python-4 (400–500 misseis, entregues em 1990).[5]
  •  Venezuela – Python-4 (54 misseis, entregues em 2004).[5]

Referências

  1. Airframe Details for F-16 #87-1672. F-16.net. Retrieved on 2013-07-17.
  2. Gripen for Brazil – The Fighter Arquivado em 31 de março de 2013, no Wayback Machine.. Saabgroup.com. Retrieved on 2013-07-17.
  3. Fighter SU-25KM (Scorpion). Geo-army.ge (2010-06-28). Retrieved on 2013-07-17.
  4. Shafrir 1 Arquivado em 22 de setembro de 2008, no Wayback Machine., www.Israeli-Weapons.com.
  5. a b c d e f g h i j k «SIPRI arms transfer database». Stockholm International Peace Research Institute. Information generated on 3 April 2014. Consultado em 3 de abril de 2014  Verifique data em: |data= (ajuda)
  6. International Institute for Strategic Studies (2010). The Military Balance 2010. Reino Unido: Taylor and Francis. p. 66. ISBN 9781857435573 
  7. International Institute for Strategic Studies (2010). The Military Balance 2010. Reino Unido: Taylor and Francis. p. 72. ISBN 9781857435573 
  8. International Institute for Strategic Studies (2010). The Military Balance 2010. Reino Unido: Taylor and Francis. p. 82. ISBN 9781857435573 
  9. «V3S Snake (Rafael Python 3)». South African Air Force. Consultado em 20 de março de 2012 
Ícone de esboço Este artigo sobre mísseis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.