Qualcomm Snapdragon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Qualcomm QSD8250

Snapdragon é uma família de system-on-a-chip com processadores baseados na arquitetura ARM para dispositivos móveis produzido pela Qualcomm.[1] Todos os membros da família Snapdragon integram a GPU, os circuitos para GPS e o modem para as redes GSM e CDMA.[2] Também encontram-se integrados atualmente os circuitos para câmera digital, Wi-Fi, Bluetooth, núcleos DSP e codecs para áudio e vídeo.[3]

Criar um processador de dispositivo móvel com essas características, onde ele conseguem incorporar num único chip diversas funcionalidades comuns a esses dispositivos, diminui o custo total de manufatura e a complexidade do hardwares dos dispositivos. Este é um dos grandes fatores de sucesso do Snapdragon.

História[editar | editar código-fonte]

A linha Snapdragon surgiu no final de 2008 com uma versão single core de 528 Mhz, produzidos pela empresa Qualcomm.

Os CPUs são baseados em tecnologias licenciadas da ARM. A Qualcomm implementa melhorias sobre os projetos licenciados da ARM como: maior número de instruções decodificadas simultaneamente, execução fora de ordem, pipeline com mais estágios, garantindo uma maior taxa de DMIPS/MHz (desempenho).

Um dos maiores sucessos do ramo, ele equipa hoje grande parte dos dispositivos móveis de diversos fabricantes como LG, Samsung, Asus, Motorola, Nokia e HTC em dispositivos com SO Android e Windows Phone.

Diferentes implementações de CPU foram utilizadas na linha Snapdragon baseados na arquitetura ARMv7. Existem versões com até 8 cores de CPU por chip.

Pre-lançamento[editar | editar código-fonte]

Qualcomm anunciou que estava desenvolvendo o processador Scorpion em novembro de 2005.[4][5] O System-on-a-chip Snapdragon foi anunciado em novembro de 2006 e incluiu o processador Scorpion, como também outros semicondutores.[5][6] Ele também incluiu o primeiro DSP da Qualcomm, o Hexagon.[7]

Segundo o porta voz da Qualcomm, o nome Snapdragon foi escolhido porque snap e dragon, respectivamente estalo e dragão na língua inglesa, soa rápido e feroz.[8] No mês seguinte, Qualcomm adquiriu a empresa Airgo Networks e anunciou que a tecnologia Wi-Fi 802.11a/b/g e 802.11n da Airgo seria integrada na família Snapdragon.[9][10] As primeiras versões do Scorpion tiveram um design de processador similar ao do Cortex-A8.[5]

Plataformas Semelhantes[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Andrew Cunningham (9 de dezembro de 2013). «Qualcomm's first 64-bit chip is the mid-range Snapdragon 410». Ars Technica. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  2. Ryan Whitwam (26 de agosto de 2011). «How Qualcomm's Snapdragon ARM chips are unique». ExtremeTech. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  3. «Qualcomm Snapdragon Chipset». ARM. Consultado em 29 de dezembro de 2013 
  4. «Snapdragon seeds Qualcomm's future». Electronic Engineering Times. 4 de junho de 2007. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
  5. a b c BDTI (5 de dezembro de 2007). «Analysis: QualComm's 1 GHz ARM "Snapdragon"». Electronic Engineering Times. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
  6. «Qualcomm rolls out Snapdragon for mobile». New Media Age. 16 de novembro de 2006 
  7. Oram, John (12 de outubro de 2011). «Qualcomm announces its 2012 superchip: 28NM Snapdragon S4». VRWorld. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
  8. Kewney, Guy (MAIO 09). «Puff the magic Snapdragon». Personal Computer World  Verifique data em: |data= (ajuda)
  9. Taylor, Colleen (4 de dezembro de 2006). «Qualcomm's Q4 Shopping Spree». Electronics News 
  10. Hachman, Mark (4 de dezembro de 2006). «Qualcomm Buys Airgo, Bluetooth Assets». ExtremeTech. Consultado em 4 de fevereiro de 2021 
Ícone de esboço Este artigo sobre hardware é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.