Quarta Coligação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Quarta Coligação
Guerras Napoleônicas
Charles Meynier - Napoleon in Berlin.png
O exército francês entrando em Berlim, por Charles Meynier
Data outubro de 1806 a julho de 1807
Local Europa Central
Desfecho Vitória francesa, Tratados de Tilsit:
Beligerantes
Prússia
Rússia
Reino Unido
Saxônia (1806)
Suécia
Sicília
França
Espanha
Baviera
Württemberg
Saxônia (1806–1807)
Itália
Nápoles
Etrúria
Holanda
Suíça
Legiões polonesas
Comandantes
Frederico Guilherme III
Luísa de Mecklemburgo
Duque de Brunsvique
Príncipe de Hohenlohe
Eugênio de Württemberg
Ernst von Rüchel
Gebhard von Blücher
Bogislav von Tauentzien
Ludwig von Wartenburg
Friedrich von Kalckreuth
Anton von L'Estocq
Alexandre I
Levin von Bennigsen
Dmitry Golitsyn
Mikhail Kutuzov
Pyotr Bagration
Gustavo IV Adolfo
Hans von Essen
Barão Grenville
Duque de Portland
Napoleão I
Louis-Alexandre Berthier
Louis Nicolas Davout
Jean Lannes
Joaquim Murat
Jean de Dieu Soult
Michel Ney
Pierre Augereau
Édouard Mortier
Guillaume Brune
Jean-Baptiste Bernadotte
Luís I
Eugênio de Beauharnais
Józef Poniatowski
Jan Dąbrowski
Forças
390 mil homens 310 mil homens
   

A Quarta Coligação ou Quarta Coalizão foi a aliança formada pela Grã-Bretanha e pela Rússia e Suécia, contra a França de Napoleão Bonaparte, em 1806. A Prússia aderiu à Coligação, sendo as suas tropas derrotadas na batalha de Jena (14 de Outubro), tendo as forças francesas ocupado Berlim. Em seguida, Napoleão derrotou os exércitos russos na batalha de Friedlândia, obrigando o czar Alexandre I da Rússia a assinar o Tratado de Tilsit. Uma tênue paz se seguiu na Europa, até a volta das hostilidades dois anos mais tarde.[1]

Referências

  1. Robert Asprey. The Reign of Napoleon Bonaparte (Chs. 1-8) Basic Books, New York, NY (2001) ISBN 0-465-00482-2

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.