Quarteto Fantástico (2005)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Fantastic Four
Quarteto Fantástico (PT/BR)
 Estados Unidos
2005 •  cor •  106 min 
Direção Tim Story
Produção Avi Arad
Bernd Eichinger
Ralph Winter
Roteiro Michael France
Mark Frost
Elenco Ioan Gruffudd
Jessica Alba
Michael Chiklis
Chris Evans
Julian McMahon
Laurie Holden
Género Ação
Aventura
Fantasia
Música John Ottman
Cinematografia Oliver Wood
Edição William Hoy
Companhia(s) produtora(s) 20th Century Fox
Marvel Entertainment
1492 Pictures
Constantin Film
Distribuição 20th Century Fox
Lançamento Estados Unidos 8 de julho de 2005
Brasil 8 de julho de 2005
Portugal 28 de julho de 2005
Orçamento US$ 100 milhões[1]
Receita US$ 330,579,719[1]
Cronologia
Quarteto Fantástico e o Surfista Prateado
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Quarteto Fantástico (Fantastic Four no original e Fantastic 4 no lançamento DVD e Blu Ray)[2] é um filme norte-americano de 2005, dirigido por Tim Story e lançado pela 20th Century Fox. É a adaptação dos quadrinhos de mesmo nome da Marvel de 1961, e tem no elenco os atores Ioan Gruffudd como o Senhor Fantástico, Jessica Alba como a Mulher Invisível, Chris Evans como o Tocha Humana, Michael Chiklis como Coisa, e Julian McMahon como o Doutor Destino.

O filme foi lançado nos Estados Unidos em 8 de julho de 2005. Foi o terceiro filme de super herói do ano, depois de Elektra e Batman Begins.

Trata-se do segundo filme baseado no grupo, o primeiro, dirigido pelo diretor de filmes B, nunca foi lançado, em 2007, foi lançada uma sequência, Fantastic Four: Rise of the Silver Surfer e em 2015, um reboot.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O físico Dr. Reed Richards está convencido de que a evolução foi desencadeada há milhões de anos na Terra por nuvens de energia cósmica no espaço, e calculou que uma destas nuvens em breve vai passar perto da Terra. Junto com seu amigo, o astronauta Ben Grimm, Reed convence Dr. Victor Von Doom, seu ex-colega de classe no MIT e agora CEO da Von Doom Industries, para permitir-lhe o acesso a sua estação espacial de propriedade privada para testar os efeitos de uma amostra biológica a uma exposição da nuvem. Doom concorda em troca do controle sobre o experimento e uma maioria dos lucros de quaisquer benefícios que ele trouxer. Reed traz a bordo sua ex-namorada e principal pesquisadora genética de Von Doom, Susan Storm, e seu irmão ex-astronauta Johnny.

O quinteto viaja para o espaço para observar as nuvens de energia cósmica, mas Reed havia errado seu cálculo e as nuvens se materializam antes do previsto. Reed e os Storms saem da estação espacial para resgatar Ben, que tinha ido em uma caminhada espacial para colocar as amostras. Ben recebe a exposição completa no espaço, enquanto os outros recebem uma dose mais limitada dentro da estação. De volta para casa logo desenvolvem super-poderes: Reed pode esticar seu corpo como borracha, Susan pode se tornar invisível e gerar escudos de força resistente ao impacto, Johnny pode envolver-se em fogo e voar sem ajuda, e Ben se torna uma criatura pétrea com força sobre-humana e durabilidade. Enquanto isso, Von Doom enfrenta um boicote de seus acionistas por causa da publicidade da missão espacial, e tem uma cicatriz no rosto que veio de um controle de console que explodiu na estação.

A noiva de Ben, Debbie, não pode lidar com sua nova aparência e decide deixá-lo. Ben vai para a ponte do Brooklyn e acidentalmente provoca um engarrafamento, evitando um homem de saltar da ponte. Ben, Reed e os Storms usam suas várias habilidades para conter os danos e evitar danos. A mídia chama os de Quarteto Fantástico. Eles se mudam para o laboratório de Reed no Edifício Baxter para estudar suas habilidades e buscar uma maneira de voltar ao normal. Von Doom, que também estar sofrendo sua própria mutação, oferece o seu apoio, mas culpa Reed para o fracasso do voo espacial, o que o fez perder a sua empresa.

Reed diz ao grupo que ele irá construir uma máquina para recriar a tempestade e reverter seus efeitos sobre eles, mas adverte que poderia acelerar-los em seu lugar. Enquanto isso o braço de Von Doom tornou-se de metal orgânico, o que lhe permite produzir raios de eletricidade, e ele começa a traçar vingança. Ele inicia um conflito entre Ben e Reed, que reacendeu seu relacionamento com Susan Storm. A utilização da máquina, Von Doom restaura Ben à forma humana, enquanto acelera a condição de Von Doom, causando muito de seu corpo para transformar se em metal. Vingativo Von Doom deixa Grimm humano inconsciente e captura Reed.

Agora chamando a si mesmo Doutor Destino, ele coloca uma máscara metálica para esconder sua desfiguração, tortura Reed e dispara um míssil teleguiado por calor ao Edifício Baxter em uma tentativa frustrada de derrotar Johnny Storm. Sue confronta Destino mas é superada. Ben chega para ajudá-la, transformado no Coisa novamente, reutilizando a máquina (falando seu bordão, "É hora do pau!"). A batalha então é levada para as ruas de Nova Iorque e os Storms combinam os seus poderes para prender Destino em um inferno de calor intenso, e Ben e Reed o extinguem com água fria, induzindo choque térmico e congelando Destino no lugar. Em um epílogo, Grimm informa Reed que ele aceitou sua condição com a ajuda de Alicia Masters, uma artista cega para quem ele desenvolveu sentimentos, e a equipe abraça seu papel como super-heróis. Reed propõe casamento a Sue, que aceita. Enquanto isso, os restos de Doom (que havia se transformado em uma estátua) estão sendo transportados de volta para sua terra natal, Latveria, quando os aparelhos do chefe do cais sofrem interferência eletromagnética, o que sugere que Dr.Destino ainda está vivo.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Elenco
Ator Personagem Dublagem BRA
Ioan Gruffudd Reed Richards / Sr. Fantástico Marcelo Garcia
Jessica Alba Susan Storm / Mulher Invisível Sylvia Salustti
Chris Evans Johnny Storm / Tocha Humana Clécio Souto
Michael Chiklis Ben Grimm / Coisa Mauro Ramos
Julian McMahon Victor Von Doom / Dr. Destino Guilherme Briggs
Kerry Washington Alicia Masters Teresa Cristina
Hamish Linklater Leonard Manolo Rey
Stan Lee Willie Lumpkin Jomeri Pozzoli
Laurie Holden Debbie McIlvane Miriam Ficher
David Parker Ernie, o bartender Mário Cardoso
Michael Kopsa Ned Cecil Maurício Berger
Kevin McNulty Jimmy O'Hoolihan, o porteiro Sérgio Stern
Andrew Airlie Doutor Mário Cardoso
Danielle Dunn-Morris Senhora no Carro Maria da Penha
Dee Jay Jackson Chefe de Bombeiros Jorge Vasconcellos
Douglas Weston Doutor de Victor Carlos Seidl
Donavon Stinson Apresentador do X Games Malta Júnior
Doug Abrahams Motorista de Caminhão Hamilton Ricardo
Lorena Gale Senhora Negra no Carro Carla Pompílio
Maria Menounos Enfermeira Sexy Mabel Cezar
Preston Thomas Peet Homem no Carro Esportivo Jorge Vasconcellos
Lynnanne Zager Computador (voz) Maíra Góes
Locutor Luiz Feier Motta

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Fantastic Four - The Album
Trilha sonora
Lançamento Estados Unidos 8 de Julho de 2005
Idioma(s) Inglês
Formato(s) CD
Gravadora(s) Wind-Up Records
  1. "Come On, Come In" (Velvet Revolver)
  2. "Everything Burns" (Ben Moody feat. Anastacia)
  3. "Noots" (Sum 41)
  4. "Kirikirimai(Fantastic Four Remix)" (Josh Deutsch)
  5. "Now You Know" (Miss Eighty feat. Classic)
  6. "Bang Bang to the Rock 'n Roll" (Gabin)
  7. "On Fire" (Lloyd Banks)
  8. "Relax" (Chingy)
  9. "Waiting (Save Your Life)" (Omnisoul)
  10. "New World Symphony" (Miri Ben-Ari)
  11. "What Ever Happened to the Heroes" (Joss Stone)
  12. "Goodbye to You" (Breaking Point)
  13. "I'll Take You Down" (TFF)[4]


Produção[editar | editar código-fonte]

Em 1986, a produtora alemã Constantin Film (na época conhecida como Neue Constantin Film) adquire os direitos da franquia nos cinemas, contudo, a empresa não conseguiu produzir o filme na década de 80, caso não consegui termina-lo até o final de 1992, os direitos voltariam para a Marvel Comics, a solução com a contratação do cineasta Roger Corman, conhecido por produzir filmes de baixo orçamento, o filme de Corman custou apenas $ 1 milhão e foi programado para 1994, mas nunca foi lançado, sendo acusado de ser uma "cópia ashcan", usada apenas para garantir os direitos cinematográficos.[5][3] Logo em seguida, a 20th Century Fox, anunciou que lançaria um novo filme da franquia, contudo, a Constantin continuou atuando como co-produtora.[6] Em 1995,[7] a Fox contrata o cineasta Chris Columbus para dirigir o novo filme, contudo, ele acaba desistindo da direção do filme e terceiriza a produção para sua própria empresa, a 1492 Pictures, em abril de 1997, Peter Segal é contratado para o seu lugar[8] e substituído no final do ano por Sam Weisman. A Fox contrata Sam Hamm para reescrever o roteiro em abril de 1998,[9] em uma tentativa de reduzir o orçamento inicial de 165 milhões dólares.[8] Em fevereiro de 1999, com o desenvolvimento levando mais tempo do que o esperado, a Constantin e a Fox assinam um contrato com a Marvel para estender o controle dos direitos do filme por mais dois anos, com o lançamento planejado para o verão de 2001,[10] e contrata Raja Gosnell para dirigir.[11] No entanto, Gosnell decidiu fazer Scooby Doo vez e deixou a produção em outubro de 2000.[12] Ele foi substituído por Peyton Reed em abril de 2001[13] e Mark Frost foi contratado para rescrever o roteiro. Reed sai da produção em julho de 2003,[14] Tim Story é contratado em abril de 2004, depois da Fox ficar impressionada com o filme Taxi. O roteiro foi reescrito por Simon Kinberg, que foi não credenciada pelo trabalho.[15]

Elisha CuthbertCharlize TheronRachel McAdamsJessica SimpsonElizabeth BanksKaDee StricklandJulia StilesChristina MilianKeri Russell e Kate Bosworth estiveram cotadas para interpretar a personagem Susan Storm.[16]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

Fantastic Four teve recepção mista por parte da crítica especializada. Em base de 35 avaliações profissionais, alcançou uma pontuação de 40% no Metacritic. Por votos dos usuários do site, atinge uma nota de 5.4, usada para avaliar a recepção do público.[17] No Rotten Tomatoes, atinge um índice de 27% em base de 203 avaliações.[18]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Quarteto Fantástico estreou arrecadando $56,061,504 em seu fim de semana de abertura.No final de sua exibição nos cinemas arrecadou mais de 330 milhões dólares em todo o mundo, com uma arrecadação nos EUA de US$ 154 milhões.

Lançamento[editar | editar código-fonte]

  • Foi lançado nos EUA e no Brasil em 8 de Julho de 2005.
  • Teve sua estreia em Portugal dia 28 de Julho do mesmo ano.

Sequência e reboot[editar | editar código-fonte]

Fantastic Four: Rise of the Silver Surfer foi lançado em 15 de Junho de 2007, e foi considerado como sendo melhor do que seu antecessor, mas ainda faltava o talento do gênero e da essência dos quadrinhos. O site Metacritic deu 45% de aprovação baseado em 45 pessoas.

A sequência ganhou menos bilheteria do que o primeiro, conseguindo US$289.047.763. Em 2015, a franquia teve um reboot.

Referências

  1. a b «Fantastic Four». Box Office Mojo. Consultado em 20 de janeiro de 2009 
  2. Quarteto Fantástico SAPO Cinema
  3. a b Roberto Sadovski (6 de agosto de 2015). «Por que as quatro tentativas de filmar Quarteto Fantástico erraram o alvo». UOL 
  4. «Soundtracks for Fantastic Four». IMDb. Consultado em 20 de janeiro de 2009 
  5. Quarteto Fantástico: documentário sobre o filme de 1994
  6. Mike Pearl (6 de agosto de 2015). «A Estranha História do Filme Inédito (e Lendariamente Ruim) do Quarteto Fantástico de 1994». Vice 
  7. Army Archerd (13/05/1995). [.http://variety.com/1995/voices/columns/columbus-seeing-red-after-nine-reviews-1117862735/ "Columbus seeing red after ‘Nine’ reviews"]. Variety
  8. a b Michael Fleming (14/07/1997). "A Mania for Marvel". Variety.
  9. Staff (14/04/1998). "Midler tries on noir; New Line keys on prodigy". Variety.
  10. Chris Petrikin (1999-02-08). "Marvel, Fox pact for pix". Variety.
  11. Chris Petrikin (27/07/1999). "Under construction". Variety.
  12. Michael Fleming (17/10/2000). "WB’s ‘Scooby’ gets live-action greenlight". Variety.
  13. Dana Harris (25/04/2001). "Reed takes on Fox’s ‘Fantastic’ project". Variety.
  14. Gary Susman (30/07/2003). "Invisible Guy". Entertainment Weekly.
  15. Gary Susman (6 de abril de 2004). «Fox moves ahead on X-Men 3». Entertainment Weekly 
  16. http://www.adorocinema.com/filmes/filme-42946/curiosidades/
  17. «Fantastic Four» (em inglês). Metacritic. Consultado em 3 de julho de 2014 
  18. «Fantastic Four» (em inglês). Rotten Tomatoes. Consultado em 3 de julho de 2014 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]