Quarteto Fantástico (revista em quadrinhos)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quarteto Fantástico
(Quatro Fantásticos na RGE)
Comic image missing-pt.png
Língua de origem Não disponível
Arte vários
Desenho vários
Colorista(s) vários
Arte-finalista(s) vários
Personagens principais Quarteto Fantástico

Quarteto Fantástico são os títulos de várias publicações brasileiras de histórias em quadrinhos protagonizadas pelo grupo homônimo, cujo conteúdo são aventuras produzidas pela editora estadunidense Marvel Comics. A mais recente é da Editora Panini. Diferente das edições americanas, que são todas publicadas individualmente, é costume no Brasil lançar as séries nos chamados "mix", contendo diversos conteúdos originais em cada edição nacional.

EBAL[editar | editar código-fonte]

A EBAL inicia o primeiro título solo (eles haviam estreado no Brasil em Super X - 5ª Série - n° 12 da própria EBAL[1] em janeiro de 1968) do grupo como uma série da revista mensal chamada "Estréia" lançada em janeiro de 1970[2] e cujo último número foi em novembro de 1971, totalizando 21 publicações.[3]. As aventuras do grupo voltariam a ser publicadas pela editora como complemento da revista do Homem-Aranha, cujo titulo foi mantido até 1975.

GEA[editar | editar código-fonte]

O grupo teve rápida passagem pela GEA (Grupo de Editores Associados)[4] em 1972, com apenas três números publicados em revista própria.[5][6]

Bloch[editar | editar código-fonte]

O grupo foi publicado pela Editora Bloch na revista O Tocha Humana, revista inicialmente protagonizada pelos dois personagens que usavam o nome de Tocha Humana, Johnny Storm e o Tocha Humana Original (matérial da Timely Comics)..[7][8] Em função das condições negociadas com a Marvel, a Bloch reproduziu as mesmas capas e histórias de uma série do Tocha Humana lançada originariamente em 1974 nos Estados Unidos e que trazia material republicado dos dois heróis.[9] Quando a revista americana parou de circular após um curto período, a Bloch utilizou o título brasileiro para republicar as histórias da revista do Quarteto Fantástico (as mesmas publicadas pela Ebal em preto e branco, na década de 1960).

RGE[editar | editar código-fonte]

A RGE lançou o grupo como "Os Quatro Fantástico" (nome brasileiro do desenho animado baseado no grupo feito pela Hanna Barbera em 1977).[10] A revista publicada entre abril de 1979 e outubro de 1980 totalizou 14 números.[11]

Panini[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Super X - 5ª Série no Guia dos Quadrinhos» 🔗. Consultado em 5 de agosto de 2009 
  2. «Resenha Quarteto Fantástico # 1 (EBAL) no site Universo HQ» 🔗. Consultado em 5 de agosto de 2009. Arquivado do original em 21 de outubro de 2007  |coautores= requer |autor= (ajuda)
  3. «Quarteto Fantástico (EBAL) no Guia dos Quadrinhos» 🔗. Consultado em 5 de agosto de 2009 
  4. «GEA». Guia dos Quadrinhos. Consultado em 18 de agosto de 2009 
  5. «Quarteto Fantástico (GEA) no Guia dos Quadrinhos» 🔗. Consultado em 5 de agosto de 2009 
  6. «Quarteto Fantástico (GEA) no site Gibihouse». Consultado em 5 de agosto de 2009 
  7. «O Tocha Humana (Editora Bloch) no Guia dos Quadrinhos» 🔗. Consultado em 5 de agosto de 2009 
  8. «O Tocha Humana (Editora Bloch) no site Gibihuose». Consultado em 5 de agosto de 2009 
  9. «Site GCD» . Página visitada em 02/10/09.
  10. «Super-Heróis Marvel no site RetrôTV». Consultado em 5 de agosto de 2009. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2008 
  11. «Os Quatro Fantásticos (RGE) no Guia dos Quadrinhos» 🔗. Consultado em 5 de agosto de 2009 
Ícone de esboço Este artigo sobre editoras ou revistas de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda desenhada da Marvel Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.