Quarteto em Cy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quarteto em Cy
Informação geral
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Vocal, samba, choro
Período em atividade 1964-
Integrantes Cinara Ribeiro de Sá Leite
Cyva Ribeiro de Sá Leite

Sonya
Corina Vianna

Ex-integrantes Cylene

Cybele
Dorinha Tapajós
Regina Werneck
Cymiramis

Página oficial www.quartetoemcy.com.br

Quarteto em Cy é um grupo vocal brasileiro formado inicialmente pelas irmãs Cybele, Cylene, Cynara e Cyva Ribeiro de Sá Leite, todas naturais de Ibirataia, Bahia, que se mudaram para o Rio de Janeiro na década de 1960. Com o apoio de Vinícius de Moraes,[1] iniciaram a carreira em 1964 com apresentações em boates do Rio de Janeiro.

Desde 2017 o grupo é formado por Cyva, Cynara, Sonya e Corina.

História[editar | editar código-fonte]

No final da década de 1960 o grupo alcançou êxito internacional sob o título The Girls From Bahia [1] tendo passado por mudanças em sua composição original. Neste período atuaram no quarteto as cantoras Semíramis, Regina e Sonya.

Após um breve hiato o grupo voltou às atividades em 1972 com as cantoras: Cyva, Cynara, Dorinha e Sonya. Em 1980 Dorinha se afastou por motivos de saúde e foi substituída por Cybele,[1] que permaneceu no grupo até sua morte em 2014.

As vozes do grupo transitaram por notáveis compositores da música brasileira, como Vinícius de Moraes, Toquinho, Dorival Caymmi, Chico Buarque, Tom Jobim e tantos outros. Seus registros fonográficos foram lançados em mais de 30 discos—tanto no Brasil quanto no exterior.

Com uma carreira sólida e inabalável por cinquenta anos,[2] o Quarteto em Cy se mantém como um dos mais notáveis e expressivos grupos vocais da história da MPB.

.Após o falecimento de Cybele, em 2014, [3] o grupo passou por uma formação provisória, com a qual chegou a gravar o álbum "Janelas Abertas" (Fina Flor). Atualmente, o grupo é formado por Cyva, Cynara, Sonya e Corina, que passou a integrar a formação em 2016.

Em 2017 o Quarteto em Cy foi indicado na categoria Melhor Grupo de MPB no Prêmio da Música Brasileira.

Em 2018 o Quarteto em Cy além de seguir em turnê com seus shows, estreou o show Femininas, em parceria com Joyce Moreno, no Teatro Riachuelo Rio. Neste ano também voltará a ser apresentado o show "Quarteto em Cy e MPB4". Em 2018 foi lançada pelo selo Discobertas, de Marcelo Fróes, a caixa "Anos 60 e 70"[4] que traz três registros inéditos de shows do Quarteto em Cy.


Discografia[editar | editar código-fonte]

  • 1964: Quarteto em Cy (Forma)
  • 1965: Vinícius/Caymmi no Zum Zum - com Oscar Castro Neves (Elenco)
  • 1965: Caymmi and The Girls From Bahia - com DOrival Caymmi (Warner Brothers)
  • 1966: Som Definitivo - com Tamba Trio (Forma)
  • 1966: Os Afro-Sambas - com Vinícius de Morais e Baden Powell (Forma)
  • 1966: The Girls From Bahia/Pardon My English (Warner Brothers)
  • Quarteto em Cy, 1972. Arquivo Nacional.
    1966: Quarteto em Cy (Elenco)
  • 1967: De Marré de Cy (Elenco)
  • 1967: ¡Revolución con Brasilia!/The Girls From Bahia- (Warner Brothers)
  • 1968: Em Cy Maior (Elenco)
  • 1972: Quarteto em Cy (Odeon)
  • 1974: Saravá, Vinicius! - com Vinícius de Morais em São Paulo e Toquinho (Musical Hall)
  • 1975: Antologia do Samba Canção (Phonogram/Philips)
  • 1976: Antologia do Samba Canção (volume 2) (Phonogram/Philips)
  • 1977: Resistindo ao Vivo (Phonogram/Philips)
  • 1978: Querelas do Brasil (Phonogram/Philips)
  • 1978: Cobra de Vidro - com MPB-4 (Phonogram/Philips)
  • 1979: Em 1000 Kilohertz (Polygram/Philips)
  • 1980: Flicts - com MPB-4 e Sérgio Ricardo (Polygram/Philips)
  • 1980: interpreta Gonzaguinha, Caetano, Ivan, Milton (Polygram/Philips)
  • 1981: Caymmis, Lobos e Jobins/Caminhos Cruzados (RGE)
  • 1983: Pontos de Luz (Som Livre)
  • 1989: Claudio Santoro Prelúdios e Canções de Amor- (part. especial) (Pan/Coca-Cola)
  • 1990: Os Afro-Sambas - com Vinícius de Morais e Baden Powell (Ideia Livre/Banco BMC)
  • 1991: Chico em Cy (Fama/CID)
  • 1992: Bossa em Cy (Nanã/BMG)
  • 1993: Vinícius em Cy (CID)
  • 1994: Tempo e Artista (CID)
  • 1996: Brasil em Cy (CID)
  • 1997: Bate-Boca E MPB-4 (Mercury/Polygram)
  • 1998: Somos Todos Iguais - com MPB-4 cantam Ivan Lins e Djavan (Mercury/Universal Music)
  • 1999: Gil e Caetano em Cy (CID)
  • 2000: Vinícius: a arte do encontro - com MPB-4 (Som Livre/Universal Music)
  • 2001: Falando de Amor pra Vinícius ao Vivo - com Luís Cláudio Ramos (CID)
  • 2001: Hora da Criança (CID)
  • 2002: Quarteto em Cy (CID)
  • 2004: Quarenta Anos (Mercury/Universal Music)
  • 2006: Samba em Cy (Fina Flor)
  • 2016: Janelas Abertas (Fina Flor)
  • 2018: Box Quarteto em Cy Anos 60 e 70 (Discobertas)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Enciclopédia da música brasileira: erudita, folclórica e popular. São Paulo, Art Editora, 2000

Referências

  1. a b c Albin, Cravo. «Quarteto em Cy - Dados Artísticos». Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Consultado em 11 de fevereiro de 2016. 
  2. Essinger, Silvio (21 de fevereiro de 2012). «Quarteto em Cy antecipa comemorações dos 50 anos com show e livro». O Globo. Consultado em 11 de fevereiro de 2016. 
  3. «Morre no Rio a cantora Cybele, do Quarteto em Cy, aos 74 anos». Folha de S. Paulo. 22 de agosto de 2014. Consultado em 11 de fevereiro de 2016. 
  4. «Quarteto em Cy tem shows históricos editados pela primeira vez em disco». G1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma banda ou grupo musical é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.