Quatrocentos e noventa e seis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
496
Nomes dos numerais
Cardinal Quatrocentos e noventa e seis
Ordinal Quadringentésimo nonagésimo sexto
Notações nos principais sistemas
Numeração indo-arábica 496
Numeração romana CDXCVI
Numeração egípcia
V1
V1
V1
V1
V20 V20 V20
V20 V20 V20
V20 V20 V20
Z1
Z1
Z1
Z1
Z1
Z1
Numeração grega HHHHGrec 50.pngΔΠI
Numeração jónica υϟϝ'
Numeração chinesa 四百九十六
Numeração hebraica תצ"ו
Numeração arménia ՆՂԶ
Numeração Āryabhaṭa सचघि
Sistema binário 1111100002
Sistema octal 7608
Sistema duodecimal 35412
Sistema hexadecimal 1F016
Propriedades matemáticas
Fatorização 2 x 2 x 2 x 2 x 31
Lista de números inteiros

Quatrocentos e noventa e seis (CDXCVI, 496) é o número inteiro que segue 495 e precede 497.

Propriedades matemáticas[editar | editar código-fonte]

  • Ele é um número perfeito, sendo o único número perfeito entre 100 e 1000.[1] Um número é perfeito quando ele é igual à soma dos seus divisores próprios, por exemplo, 6 = 1 + 2 + 3.[1]

Física[editar | editar código-fonte]

Em física, o número 496 é um número muito importante na teoria das supercordas. Em 1984, Michael Green e John H. Schwarz percebeu que uma das condições necessárias para a teoria das supercordas fazer sentido era que a dimensão do grupo de calibre da teoria das cordas tipo I deve ser 496. O grupo é, portanto, SO (32). Percebeu-se, em 1985, que a cadeia heterótica pode admitir outro possível grupo de calibre, ou seja, E8 x E8.


Referências

  1. a b Isidoro de Sevilha, Etimologias, Livro III, De Mathematica, 5.11 [em linha] (em latim)