Quebrangulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quebrangulo
  Município do Brasil  
Símbolos
Bandeira de Quebrangulo
Bandeira
Brasão de armas de Quebrangulo
Brasão de armas
Hino
Apelido(s) "Veneza alagoana"
Gentílico quebrangulense
Localização
Quebrangulo está localizado em: Brasil
Quebrangulo
Localização de Quebrangulo no Brasil
Mapa de Quebrangulo
Coordenadas 9° 19' 08" S 36° 28' 15" O
País Brasil
Unidade federativa Alagoas
Municípios limítrofes Palmeira dos Índios, Paulo Jacinto, Chã Preta e Bom Conselho-PE
Distância até a capital 115 km
História
Fundação 1872 (148 anos)
Administração
Prefeito(a) Marcelo Ricardo Vasconcelos Lima (PMDB, 2017 – 2020)
Características geográficas
Área total [1] 299,922 km²
População total (IBGE/2010[2]) 11 486 hab.
Densidade 38,3 hab./km²
Clima Não disponível
Altitude 366 m
Fuso horário Hora de Brasília (UTC−3)
Indicadores
IDH (PNUD/2000[3]) 0,574 baixo
PIB (IBGE/2008[4]) R$ 40 676,048 mil
PIB per capita (IBGE/2008[4]) R$ 3 504,44

Quebrangulo é um município brasileiro do estado de Alagoas. Sua população estimada em 2007 era de 11.289 habitantes. Situa-se na parte norte de Alagoas, faz parte da Microrregião de Palmeira dos Índios, antigamente denominada de "Zona da Mata" e hoje parte do agreste alagoano.

Ocupa uma área territorial de 342 km² e dista da capital, por estrada de rodagem, 115 quilômetros e por estrada de ferro 135 quilômetros.

Seu clima é quente e seco no verão e bastante frio (para os padrões nordestinos) no inverno, sendo propício para veraneios e repousos. A temperatura máxima é de 35°C e a mínima de 14°C. De maio a agosto é a época chuvosa e fria, a estiagem, é de outubro a março.

Acidentes geográficos[editar | editar código-fonte]

Seu principal acidente geográfico é o rio Paraíba do Meio, que nasce em Bom Conselho (PE) e corta o município, possuindo 30 quilômetros. O rio Caçambinhas, que nasce em Quebrangulo e banha a sede do município, tendo o curso de 11 quilômetros, até sua foz em Viçosa. De menor importância, são os riachos Dobrão, Seco, Caçambinha, Bálsamo e Lunga.

O município se destaca por está aos pés de imponentes serras, dentre elas as mais importantes do município são as Guaribas, na parte norte com 882 metros; Chorador com 730 metros, nas suas encostas estão as nascentes dos riachos Dobrão e Seco, Cajueiro, com 895 metros, que é a mais alta e dista 20 quilômetros da sede municipal. Uma curiosidade sobre a geografia de Quebrangulo é que o Planalto da Borborema começa em seu território, mais precisamente na serra do Urubu.

Povoados[editar | editar código-fonte]

Possui o município vários povoados que são: Dois Braços, com 30 prédios e 150 habitantes; Rua Nova, possuindo 371 casas e 1855 moradores; São Francisco com 100 prédios e 500 habitantes.

Economia[editar | editar código-fonte]

Quebrangulo situa-se na "zona da pecuária", seu criatório de gado bovino é grandioso, servindo inclusive para exportar carne para a capital e estados vizinhos.

O município já foi grande produtor de algodão, café, mandioca, banana, feijão e milho, que são vendidos geralmente na sede municipal, em regiões vizinhos e na capital do Estado.

Transportes e comunicações[editar | editar código-fonte]

Para se ter acesso ao município, conta o quebrangulense com duas empresas de ônibus. A antiga Rede Ferroviária Federal S/A, que fazia a linha Maceió – Porto Real do Colégio via Quebrangulo, está desativada, mas ainda hoje mantém o transporte por trem de carga, uma vez por semana.

As estradas que fazem acesso ao município são: rodovia AL-210, trecho Palmeira dos Índios – Quebrangulo, de nome Rodovia Graciliano Ramos, asfaltada, foi construída no governo Guilherme Palmeira e inaugurada no dia 2 de dezembro de 1979. O trecho Serra do Muro – Quebrangulo possui 22,48 quilômetros. A rodovia AL 210, asfaltada que cobre o trecho Quebrangulo – Paulo Jacinto, foi construída nos governos José de Medeiros Tavares - Divaldo Suruagy, e inaugurada em outubro de 1986. A terceira estrada é o trecho Quebrangulo – Bom Conselho, é uma estrada vicinal, não asfaltada.

Aspectos gerais[editar | editar código-fonte]

Os prédios em geral são modernos e simples, contando ainda com algumas casas antigas.

Ao visitante, o que mais impressiona são as igrejas: a da Matriz do Senhor Bom Jesus dos Pobres, domina todo o centro da cidade e a Igreja do Rosário situada num alto, onde se pode ter uma visão quase geral da cidade.

Quebrangulo é toda entrecortada por pontes sobre os rios Paraíba do Meio e o Quebrangulinho, o que dão um aspecto agradável a todos que a visitam. Por possuir várias pontes cortando o centro do município, denominaram-na de "Veneza Alagoana".

A cidade não foi planejada quando começou a ser povoada, mas os aspectos das ruas são quase retilíneos e simétricos; dir-se-ia que fora edificado obedecendo a uma certa ordem estética. Fato digno de registro é que as ruas seguem direção em forma de cruz, o que faz lembrar o sentimento de religiosidade do povo do município.

Pessoas ilustres de Quebrangulo[editar | editar código-fonte]

Graciliano Ramos Mano Walter

Referências

  1. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  2. «Censo Populacional 2010». Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 29 de novembro de 2010. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  3. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2000. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  4. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]