Queijo de cabra transmontano

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Queijo de Cabra Transmontano
Queijo de cabra transmontano.jpg
País de origem
Origem do leite
Cabra serrana
Pasteurizado
Leite Cru
Dimensões
Entre 12 e 19 cm diâmetro
peso
300 a 900 g
Textura
Semi-duro e extraduro (Velho)
Designação
Tempo de envelhecimento
mínimo de 60 dias e mínimo de 120 dias (Velho)

Queijo de cabra transmontano é um queijo português oriundo da região de Trás-os-Montes e Alto Douro. Constitui uma denominação de origem protegida (DOP), de acordo com as normas da União Europeia.[1]

É produzido exclusivamente com leite cru de cabra de raça Serrana, o que o torna o único queijo de cabra DOP português.[2]

Variantes[editar | editar código-fonte]

É um queijo de cor esbranquiçada, de pasta pouco untuosa apresentando alguns olhos. A maturação deste queijo dura no mínimo 60 dias.

A sua forma é cilíndrica, sem bordos definidos e baixa, apresentando diâmetros compreendidos entre os 12 e os 19 centímetros. O seu peso varia geralmente entre os 300 e os 900 gramas.[3][4] A crosta é semi-dura, o aroma é forte e agradável e o sabor oferece normalmente um ligeiro travo picante.

Semi-curado[editar | editar código-fonte]

Queijo com uma maturação entre os 60 e os 90 dias de pasta semi-dura.

Velho[editar | editar código-fonte]

Queijo de maturação prolongada, normalmente entre os 90 dias e os dois anos. O aroma é forte e agradável com um travo picante. Pode ser comercializado untado com uma pasta de azeite e colorau.

Elaboração[editar | editar código-fonte]

Para a obtenção do Queijo de Cabra Transmontano DOP ocorre a filtração do leite e o seu aquecimento até aos 35 ⁰C. De seguida, o leite é coalhado com coalho de origem animal. A coalhada resultante é colocada nos cinchos e pressionada manualmente, de forma a remover todo o soro.[5]

Após o corte, os queijos são salgados e deixados a amadurecer, no mínimo 60 dias, à temperatura entre 5 a 18 ⁰C e humidade relativa de 70 a 85%. São efectuadas viragens e lavagens periódicas.[6]

Área de Produção[editar | editar código-fonte]

A área geográfica da produção deste queijo abrange uma grande faixa de Trás-os-Montes, coincidindo com a bacia hidrográfica da margem direita do Douro. É uma zona caracterizada por terreno montanhoso e agreste onde os animais pastoreiam alternando entre a vegetação arbustiva das encostas e a erva dos lameiros de montanha.

O queijo é produzido nos concelhos de Alfândega da Fé, Carrazeda de Ansiães, Freixo de Espada à Cinta, Macedo de Cavaleiros, Mirandela, Mogadouro, Murça, Torre de Moncorvo, Valpaços e Vila Flor.[7]

Consumo[editar | editar código-fonte]

Pode ser consumido em fatias muito finas com pão de centeio, compotas de frutos silvestres ou abóbora, chutney e vinho branco, no início ou no fim das refeições.

Referências