Queratose

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Queratose actínica
Queratose pilar
Queratose seborreica

Queratose é um crescimento anormal das células produtoras de queratina, os queratinócitos, encontradas na pele e nas mucosas, muito comuns em todo o mundo. São crostas pequenas, ásperas, com coloração anormal, indolores e geralmente não coçam e só são problema estético.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Os três tipos mais comuns de queratose são a actínica, a pilar e a seborreica. Outros tipos são raros.[1][2]:

Queratose actínica ou solar[editar | editar código-fonte]

São lesões causadas pela exposição a luz ultravioleta prolongada. Crostas secas, grossas, ásperas, múltiplas, descoloradas (rosadas ou bege), geralmente de 2 a 6mm. Podem desaparecer e reaparecer com o tempo. Mais comuns na face, pescoço, mãos e braços, pois são as áreas mais expostas ao sol. A maioria são benignos, porém cerca de 10% se transformam em um carcinoma de células escamosas (um tipo de câncer pouco agressivo). Podem ser prevenidos com protetor solar e evitando o sol nas horas mais quentes do dia.[3]

Queratose pilar ou folicular[editar | editar código-fonte]

Pintas vermelhas na pele, pouco elevadas, ásperas, indolores e inofensivas. São um problema meramente cosmético e estão associados a alergias e pele seca. Presentes em quase 40% de todos os adultos e na maioria dos adolescentes, costumam desaparecer com a idade. Podem ser prevenidos com loções hidratantes e esfoliação.

Queratose seborreica[editar | editar código-fonte]

Manchas marrons ou negras, ásperas, pouco elevadas, arredondadas, indolores, geralmente entre 1 e 2,5cm. Sua frequência aumenta com a idade e quando a imunidade está baixa. São sempre benignos, mas por sua aparência podem ser confundidos com papilomas e melanomas.

Queratose por hidrocarbonetos[editar | editar código-fonte]

Lesão cutânea pré-cancerosa, parecida com uma verruga, que ocorre em pessoas que foram expostas a hidrocarbonetos aromáticos policíclicos (HAPs) por períodos prolongados como trabalhadores expostos ao alcatrão.

Tratamento[editar | editar código-fonte]

Geralmente não precisam de tratamento, mas quando parecem um câncer ou incomodam esteticamente podem ser removidos com microcirurgia e anestesia local para biópsia. Quando confirmados que são benignos, podem ser queimados com laser (ablação por laser) ou eletricidade (eletrocauterização) ou congelados com nitrogênio líquido (criocirurgia). [4]

Referências

  1. Sonia Gulati. What Is Keratosis? A General Guide To The Different Forms. Maio de 2016. https://www.symptomfind.com/health/what-is-keratosis/
  2. David Niven Miller. Keratosis. http://growyouthful.com/ailment/keratosis.php
  3. Skin Cancer Information. Actinic Keratosis (AK). http://www.skincancer.org/skin-cancer-information/actinic-keratosis/what-is-actinic-keratosis
  4. Mayo Clinic Staff. Seborreic keratosis treatment. http://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/seborrheic-keratosis/diagnosis-treatment/treatment/txc-20253946