Queridos Amigos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Queridos Amigos
Informação geral
Formato Minissérie
Gênero Drama
Criador(es) Maria Adelaide Amaral
Baseado em Aos Meus Amigos de Maria Adelaide Amaral
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Produção
Director(es) Denise Saraceni
Editor(es) Célio Fonseca
José Carlos Monteiro
Mauricio Migon
Elenco Dan Stulbach
Débora Bloch
Luiz Carlos Vasconcelos
Denise Fraga
Bruno Garcia
Guilherme Weber
Matheus Nachtergaele
Drica Moraes
Maria Luisa Mendonça
Joelson Medeiros
Malu Galli
Tarcísio Filho
(ver mais)
Tema de abertura "Nada Será Como Antes", Milton Nascimento e Beto Guedes
Compositor da música tema Milton Nascimento
Localização São Paulo, São Paulo
Exibição
Emissora de televisão original Brasil Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 18 de fevereiro - 28 de março de 2008
N.º de temporadas 1
N.º de episódios 25

Queridos Amigos é uma minissérie brasileira exibida pela Rede Globo entre 18 de fevereiro a 28 de março de 2008, no total de 25 capítulos[1][2].

Escrita por Maria Adelaide Amaral, com colaboração de Letícia Mey, dirigida por Denise Saraceni, Carlos Araújo, Flávia Lacerda e Vinícius Coimbra com direção geral de Denise Saraceni e baseada no livro harmonioso de Aos Meus Amigos.

Contou com Dan Stulbach, Débora Bloch, Luiz Carlos Vasconcelos, Denise Fraga, Bruno Garcia, Guilherme Weber, Matheus Nachtergaele, Drica Moraes, Maria Luisa Mendonça, Joelson Medeiros, Malu Galli, e Tarcísio Filho nos papéis principais.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Nos anos 1970, Léo, Lena, Tito, Vânia, Ivan, Lúcia, Rui, Benny, Flora, Pingo, Raquel, Pedro e Bia formavam um grupo de amigos que se conheceram no auge da ditadura no país, nos colégios, faculdades e trabalho, e estabeleceram uma amizade profunda, a ponto de se referirem ao grupo como "a família". Separados ao longo do tempo em função das relações amorosas, da política, de mágoas e ressentimentos mal resolvidos, "a família" havia se reunido pela última vez no réveillon de 1981 para 1982.

Em novembro de 1989, oito anos depois do último grande encontro dos amigos, tudo está bem diferente. Lena continua apaixonada por Ivan, mas nunca conseguiu perdoá-lo por ele jamais ter tido coragem para deixar a esposa Regina enquanto ela mesma rompeu seu casamento com Guto e afastou-se da filha Marina em nome desse amor. Vânia separou-se de Tito por não aguentar mais a falta de atenção dele, além de ver a família ser constantemente trocada pelas reuniões políticas, e hoje vive confortavelmente com o rico empresário Fernando. Rui e Lúcia vivem uma união perfeita, centrada no amor e na confiança, sendo um raro exemplo entre os amigos. O rico homossexual Benny, antes alegre e simpático, é hoje um completo descrente, frio e irônico, com um comportamento autodestrutivo. Flora teve um breve casamento com Léo - para desgosto da mãe dele, a judia Ester, que nunca admitiu ver o filho casado com uma negra -, do qual nasceu Davi, porém, depois da separação, fica extremamente magoada.

Pingo e Raquel parecem um casal perfeito, mas ela nem desconfia que o marido, professor de literatura, tem um caso apaixonado com sua aluna Lorena. Pedro virou o perfeito retrato do abandono: trocou uma célebre carreira de escritor por uma vida depressiva depois que perdeu a esposa, Márcia, num acidente de carro. E Bia, a mais sensível dos amigos, refugia-se na astrologia e no budismo para conviver com as lembranças da época da ditadura, quando foi violentada; e com a própria mãe: Iraci. Esta é uma viúva, funcionária pública aposentada, exuberante e vaidosa, que se deixa conduzir em deliciosos passos de mambo por seu namorado, Alberto, que é casado. Apesar de gostar dele, ela não admite que ele se separe da esposa, a amargurada Teresa.

Ninguém mais sabe ao certo se a tal "família" ainda existe; ninguém nem mesmo sabe se os antigos vínculos de amizade, inquebrantáveis no passado, ainda estão mantidos. Todos seguiram caminhos distintos e, dispersados uns dos outros por força do destino, acabaram se tornando pessoas bastante diferentes das que eram ou pensavam ser. E, o que é mais significativo: todos estão cada vez mais distantes dos antigos sonhos.

O reencontro desses amigos é tramado por Léo. Rico e generoso, mas com gotas de melancolia no temperamento, Léo é o eixo entre todos os seus amigos. Todos tem enorme consideração por ele, que sempre os ajudou em diversos momentos de suas vidas. Quando se depara com a probabilidade da própria morte, Léo fica obcecado com a ideia de resgatar os antigos sonhos, ideais e paixões de seus queridos amigos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Dan Stulbach Leonardo "Leo" Rosemberg
Débora Bloch Helena "Lena" Fernandes Moretti
Denise Fraga Beatriz "Bia" Guimarães Moutinho
Luiz Carlos Vasconcelos Ivan
Bruno Garcia Pedro Novaes
Matheus Nachtergaele Tito
Guilherme Weber Benjamin "Benny" Stain Aguilar
Drica Moraes Vânia
Maria Luísa Mendonça Raquel
Joelson Medeiros Pingo (Luís Maurício)
Malu Galli Lúcia Ferraz
Tarcísio Filho Rui
Fernanda Montenegro Iraci Guimarães Moutinho
Tato Gabus Mendes Fernando
Aracy Balabanian Teresa Fernandes Moretti
Nathália Timberg Esther Rosemberg
Juca de Oliveira Alberto Fernandes Moretti
Regina Remencius Regina
Odilon Esteves Cínthia
Aída Lerner Flora
Emílio de Mello Luís Augusto "Guto" Souza Tavares
Mayana Neiva Karina
Fernanda Machado Lorena Vianna
Jacqueline Dalabona Dra. Heloísa
Mila Moreira Marlene
Tuna Dwek Nancy
Cláudio Jaborandy Ramiro
André Frateschi Fausto
Ricardo Monastero Brenda
Nelson Diniz Nênê (Oscar Garcia da Silva)
Frank Borges Alisson
Sidney Santiago Jurandir
Henrique Ramiro Chico
Mayara Constantino Betânia
André Luiz Frambach Davi Rosemberg Neto
Edney Giovenazzi Nicola
Marco Pigossi Bruno

Elenco de apoio[editar | editar código-fonte]

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Capa: Todo o elenco da minissérie em uma única foto

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Se(c)ções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios (desde dezembro de 2009).

Audiência[editar | editar código-fonte]

O primeiro episódio teve média de 23 pontos e 41% de share[3].

O último episódio teve média de 26 pontos[4].

Teve média geral de 18 pontos.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Prêmio Qualidade Brasil (2008)
  • Melhor Projeto Especial de Teledramaturgia
  • Atriz Revelação - Malu Galli
Prêmio APCA (2008)

Referências

  1. «Uma ciranda de QUERIDOS AMIGOS». Isto É. 15 de fevereiro de 2008. Consultado em 10 de junho de 2016 
  2. «Inspirada em fatos reais, 'Queridos amigos' estréia nesta segunda». G1. 18 de fevereiro de 2008. Consultado em 10 de junho de 2016 
  3. «'Queridos amigos' estréia com ibope mais baixo do que o de suas antecessoras». Extra. 19 de fevereiro de 2008. Consultado em 10 de junho de 2016 
  4. «Exclusivo: Último capítulo de "Queridos Amigos" registra ótima audiência». O Planeta TV. 29 de março de 2008. Consultado em 10 de junho de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]