Quinto Júlio Córdio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Quinto Júlio Córdio
Cônsul do Império Romano
Consulado 71 d.C.

Quinto Júlio Córdio ou Cordo (em latim: Quintus Julius Cordius ou Cordus) foi um senador romano nomeado cônsul sufecto para o nundínio de novembro a dezembro de 71 com Cneu Pompeu Colega[1]. Era aparentemente oriundo da cidade lusitana de Ebor e de uma família senatorial.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Entre 64 e 65, Córdio foi governador de Chipre. Em 69, o "ano dos quatro imperadores", era legado imperial propretor na Gália Aquitânia e declarou sua província em favor de Otão e, logo em seguida, a Vitélio.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Cônsul do Império Romano
Vexilloid of the Roman Empire.svg
Precedido por:
'Vespasiano II

com Tito I
com Caio Licínio Muciano II (suf.)
com Quinto Petílio Cerial I (suf.)
com Quinto Júlio Cordino (suf.)
com Lúcio Ânio Basso (suf.)
com Caio Lecânio Basso Cecina Peto (suf.)

Vespasiano III
71

com Marco Coceio Nerva I
com Domiciano I (suf.)
com Cneu Pédio Casco (suf.)
com Caio Calpetano Râncio Quirinal Valério Festo (suf.)
com Lúcio Flávio Fímbria (suf.)
com Caio Atílio Bárbaro (suf.)
com Cneu Pompeu Colega (suf.)
com Quinto Júlio Córdio (suf.)

Sucedido por:
'Vespasiano IV

com Tito II
com Caio Licínio Muciano III (suf.)
com Tito Flávio Sabino II (suf.)
com Marco Úlpio Trajano (suf.)
com Sexto Márcio Prisco (suf.)
com Cneu Pinário Emiliano Cicatricula (suf.)


Referências

  1. Giuseppe Camodeca, "Novità sui fasti consolari delle tavolette cerate della Campania", Publications de l'École française de Rome, 143 (1991), pp. 57–62

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Françoise Des Boscs-Plateaux. Un parti hispanique à Rome?: ascension des élites hispaniques et pouvoir politique d’Auguste à Hadrien, 27 av. J.-C.-138 ap. J.-C. Casa de Velázquez, 2005. р. 473.