Quiralidade (matemática)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pegadas esquerda e direita são individualmente quirais enantiomorfas num plano porque são como imagens num espelho, enquanto que não contém qualquer simetria espelhada individualmente.

Em geometria, uma figura é quiral (e diz-se ter quiralidade) se não é idêntica a sua imagem no espelho (especular), ou, mais precisamente, se não pode ser mapeada a sua imagem no espelho somente por rotações e translações. Um objeto que não é quiral é dito aquiral. Em 3 dimensões, nem todos os objetos quirais têm um plano de espelhamento. Os termos quiral e quiralidade foram introduzidos por Lord Kelvin.[1][2][3][4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Thomson W. (1904) Baltimore Lectures on Molecular Dynamics and the Wave Theory of Light, Appendix H., sect. 22, footnote p. 619, London: Cambridge University Press Warehouse.
  2. Darvas G. (2007) Symmetry (section 12), Basel/Berlin/Boston: Birkhäuser.
  3. Weyl H. (1952) Symmetry, Princeton, New Jersey: Princeton University Press.
  4. Michel Petitjean; CHIRALITY IN METRIC SPACES; Symmetry: Culture and Science, Vol. 21, Nos.1-3, 27-36, 2010.