Rádio Bandeirantes São Paulo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio Bandeirantes São Paulo
Rádio e Televisão Bandeirantes Ltda.
Vip Rádio e Televisão Ltda.
País  Brasil
Cidade de concessão Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP (AM)
Bandeira Itanhaém.png Itanhaém, SP (FM)
Frequência(s)
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Slogan #TradiçãonoRádio
Fundação 6 de maio de 1937 (83 anos)
como Sociedade Bandeirante de Radiodifusão
Fundador José Pires Oliveira Dias
Pertence a Grupo Bandeirantes de Comunicação
Vip Rádio e Televisão Ltda.[nota 1]
Proprietário(s) Johnny Saad
Antigo(s) proprietário(s)
Formato emissora comercial
Género entretenimento
jornalismo
esportes
Afiliações Rádio Bandeirantes
Idioma português
Prefixo ZYK 687 (AM)
ZYM 680 (FM)
Prefixo(s) anterior(es)
Cobertura 180 Km (Alcance médio)(AM)
150 Km (Alcance médio)(FM)
Nacional (via satélite)
Coord. do transmissor 23° 35' 43.20" S 46° 42' 34.76" O
Dados técnicos Potência: 50 kW (AM)
47,8 kW (FM)[2]
Classe: A1
RDS: Sim
Informação de licença AM: CDB, PDF
FM: PDF, PDF
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial Rádio Bandeirantes
Rádio Vip FM

Rádio Bandeirantes São Paulo é uma emissora de rádio brasileira sediada em São Paulo, capital do estado brasileiro homônimo. Opera no dial AM, na frequência 840 kHz, e no dial FM, na frequência 90,9 MHz, e é uma emissora própria e a geradora da Rede Bandeirantes de Rádio. Seus estúdios estão localizados no bairro do Morumbi, na sede do Grupo Bandeirantes de Comunicação, ao qual a emissora pertence, e seu parque de transmissão está no bairro de Vila Liviero (região do Sacomã). [3] A concessão de FM da emissora pertence à Vip Rádio e Televisão Ltda., pela afiliada Vip FM, que tem concessão em Itanhaém e sede em São Bernardo do Campo, onde atualmente está a torre de transmissão da emissora para FM. A Vip FM retransmite o sinal da Rádio Bandeirantes cobrindo com som local o sul e centro-leste da Grande São Paulo e grande parte da Baixada Santista, inclusive uma porção do litoral sul paulista.[4]

História[editar | editar código-fonte]

A emissora, inicialmente chamada de Sociedade Bandeirante de Radiodifusão, foi inaugurada na noite de 6 de maio de 1937 por José Pires Oliveira Dias na Rua São Bento, centro de São Paulo, onde sediava seus primeiros estúdios e um auditório. [5][6]

Seus primeiros locutores foram Alexandre Kadunc, Hélio Ribeiro,[7] Joaquim Carlos Nobre, Tito Lívio Fleury Martins, Mário de Carvalho Araújo e Plínio Freire de Sá Campello. Muitos seriam os locutores que passariam pela emissora que depois de muitos anos adotou o estilo jornalismo esportivo. Sua versão em FM surgiu em 1975 com os 96,1 hoje ocupados pela Band FM, até 1976. Em agosto de 1999 inicia suas transmissões em 90,9, com antena em São Bernardo do Campo,[8] e não na tradicional Torre da TV Bandeirantes.

Em meados dos anos 40, a cobertura de esportes teve início com Ary Silva, Dárcio Ferreira, Edson Leite, Haroldo Fernandes, Fernando Solera, Silvio Luiz, José Silvério e Pedro Luiz Paoliello.[7] Em 1963, Fiori Gigliotti montou o Escrete do Rádio que foi líder no esporte por vários anos seguidos, sendo que nessa época os locutores esnobavam, gastando o inglês e referindo-se à Seleção Brasileira de Futebol como "scratch" e aproveitando esse momento, Fiori escalava o Escrete do Rádio.[7]

Em 1944, ela foi adquirida por Paulo Machado de Carvalho, dono da Rádio Record, da Rádio Jovem Pan e da Rede de Emissoras Unidas. Três anos depois ele vendeu a rádio para Adhemar de Barros. Em 1948, a emissora teve como dono o genro de Adhemar, João Jorge Saad. [9]

Dentre alguns jornalistas que trabalharam na rádio, destacam-se: Sérgio de Andrade (o Arapuã), Ennio Rodrigues, Flávio Araújo, Mauro Pinheiro, Luís Augusto Maltonne, Luís Aguiar, Ethel Rodrigues, Jorge Mello, Barbosa Filho, Borghi Júnior, Alexandre Santos, Estevan Sangirardi, José Paulo de Andrade, Engenheiro Bottini, Dieter Glaeser, Jota Júnior, Mauro Beting, Monalisa Perrone, Paulo Soares e Oscar Ulisses.[carece de fontes?]

A equipe de jornalismo da Bandeirantes em setembro de 2020, era composta, entre outros, por Eduardo Barão, Felipe Kieling, Izabella Camargo, Joel Datena, José Luiz Datena, Lana Canepa, Milton Parron, Silvania Alves, Sônia Blota, Claudio Zaidan, Elia Jr., Milton Neves, Neto, Rogério Assis e Ulisses Costa.[10]

Em julho de 2020, era a terceira rádio jornalística mais ouvida de São Paulo.[11]

A rádio integra a Rede Bandeirantes de Rádio e Televisão – que inclui também a Rede BandNews FM de rádio e o canal por assinatura BandNews TV, ambos dedicados ao jornalismo – de propriedade atualmente do neto de Adhemar de Barros, Johnny Saad que preside o grupo do qual a rádio faz parte. Com uma programação voltada para o tripé - informação, prestação de serviços, e utilidade pública – a Bandeirantes segue o slogan da rede – A rádio que tem opinião!.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas e referências

Notas

  1. Concessão da emissora em FM.

Referências

  1. «Canais de ondas curtas não são mais citados na vinheta da Rádio Bandeirantes» 
  2. «São Paulo» 
  3. «Relatório do canal». Anatel 
  4. «Folha de S.Paulo - Rádio: Bandeirantes AM "ganha" emissora FM». www1.folha.uol.com.br. 6 de agosto de 1999. Consultado em 30 de julho de 2016 
  5. «RADIOTELEPHONIA». O Estado de S. Paulo. 7 de maio de 1937 
  6. «Inaugurou se hontem a Sociedade Bandeirante de Rádio Diffusão». Folha da Manhã. 7 de maio de 1937 
  7. a b c Álvaro Bufarah, Álvaro; Ferreira, Gisele Sayeg Nunes; Albano da Silva, Júlia Lúcia de Oliveira; Villaça, Lenize; Prado, Magaly; Sergl, Marcos Júlio; Rangel, Patrícia (2010). «Panorama do Rádio em São Paulo» (PDF). Intercom 
  8. «Bandeirantes AM "ganha" emissora FM». Folha de S. Paulo (n°25.692): pg. 52. 6 de agosto de 1999 
  9. Álvaro Bufarah, Álvaro; Ferreira, Gisele Sayeg Nunes; Albano da Silva, Júlia Lúcia de Oliveira; Villaça, Lenize; Prado, Magaly; Sergl, Marcos Júlio; Rangel, Patrícia (2010). «Panorama do Rádio em São Paulo» (PDF). Intercom 
  10. Equipe
  11. Starck, Daniel (9 de julho de 2020). «Panorama: Em tempos de pandemia, audiência de rádio em São Paulo segue crescendo». tudoradio.com. Consultado em 9 de julho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.