Rádio Brasil Central

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Rádio Brasil Central
Rádio Jornal Brasil Central S/A
País  Brasil
Frequência(s) 1270 kHz AM
11.815 kHz (OC)
4.985 kHz (OT)
Sede Goiânia, GO
Rua SC-1, Nº 299, Parque Santa Cruz
Slogan Comunicando com o Mundo
Fundação 3 de março de 1950 (71 anos)
Fundador Coimbra Bueno
Pertence a Agência Brasil Central
Proprietário(s) Governo do Estado de Goiás
Formato Pública
Afiliações anteriores Rádio Tupi (1950-1965)
Rádio Bandeirantes (1965-1979)
Rádio Aparecida (1979-1998)
Rádio Nacional (1998-2006)
Idioma (em português brasileiro)
Prefixo ZYH 753 (AM)
ZYE 440 (OC)
ZYF 690 (OT)
Emissoras irmãs
Cobertura Região Metropolitana de Goiânia
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Página oficial www.radiobrasilcentral.com.br

A Rádio Brasil Central, ou simplesmente RBC, é uma emissora de rádio brasileira da cidade de Goiânia, no estado de Goiás. Ela opera na frequência de 1270 kHz AM, 11815 kHz (OC) e 4985 kHz (OT), podendo, por meio dessas duas últimas frequências, um longo alcance, chegando a todo o território nacional, o que deu a ela um reconhecimento em todo o país.

Tem uma programação diversificada, com destaque para a música sertaneja, o jornalismo e os esportes (a equipe esportiva da rádio é conhecida como Escrete de Ouro). É uma emissora pertencente ao Governo do Estado de Goiás.

História[editar | editar código-fonte]

A Rádio Brasil Central foi fundada por Coimbra Bueno em 3 de março de 1950,[1][2] ela surgiu como “Rádio Jornal Brasil Central S/A”. Seu principal objetivo era lutar pela transferência da Capital Federal, na época o Rio de Janeiro, para o centro do país. Seu slogan era “Rádio Brasil Central, Fundação Coimbra Bueno. Pela mudança da Capital Federal para o Planalto Central”. Jerônymo Coimbra Bueno foi um engenheiro e político goiano comprometido com a causa da transferência da capital. Como engenheiro, Coimbra Bueno dirigiu a construtora responsável pelas obras de Goiânia. Durante a campanha mudancista, muitos políticos e intelectuais goianos, como o Prof. Zoroastro Artiaga escreviam cartas e artigos assinados para serem lidos nos programas da emissora.

Em 1962, a ainda chamada “Rádio Jornal Brasil Central S/A” foi adquirida pelo Governo Estadual, passando a ser uma das empresas do Consórcio de Empresas de Radiodifusão e Notícias do Estado de Goiás (CERNE) que também possuía a Imprensa Oficial de Goiás. Nesse ano a rádio mudou de nome, passando a ser somente Rádio Brasil Central. Até então, a Rádio Brasil Central operava em Ondas Curtas (OC), Ondas Tropicais (OT) e Ondas Médias (OM).

A Rádio Brasil Central tem uma equipe de jornalismo que é das mais respeitadas de Goiás, mantendo no ar um dos noticiosos mais antigos do estado, o “Mundo em sua casa”, que traz para o ouvinte noticias significantes todos os dias, há mais de 40 anos. Com uma equipe tradicional na transmissão de eventos esportivos, o Escrete de Ouro, que a mais de 30 anos, acompanha o esporte goiano brasileiro, a Brasil Central transmitiu copas – como a de 1990 na Itália e campeonatos de outras modalidades. Também foi primeira rádio goiana a transmitir diretamente do exterior um evento: o Campeonato Mundial Masculino de Basquete em 1974, na Cidade do México.

Equipe Esportiva (Escrete de Ouro)[editar | editar código-fonte]

Em 30 de dezembro de 2016, foi anunciado o fim da Equipe Esportiva da Rádio Brasil Central. A programação será substituida por conteúdo musical, mas terá comentários a cada 20 minutos de Jair Cardoso e Cid Ramos (que comentará também no Jornal Brasil Central, da TV Brasil Central).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]