Rádio Caiari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio Caiari
Sociedade de Cultura Rádio Caiari Ltda.
País  Brasil
Frequência(s)
  • FM 103.1 MHz
  • Antigas frequências: 1430 kHz (1961-2018)
Sede Bandeira de Porto Velho.svg Porto Velho, RO
Avenida Nações Unidas, 605 - Nossa Senhora das Graças.
Slogan "Há 50 Anos no Coração da Gente”
Fundação 18 de dezembro de 1961 (56 anos)
Fundador Padre Victor Hugo e Bispo Dom João Batista Costa
Pertence a Arquidioce de Porto Velho-RO
Proprietário(s)
  • Dom Roque Paloschi - Presidente
  • Padre Geraldo Siqueira - Diretor Geral
Gênero Católica, Jornalismo, Músicas, Esportes.
Afiliações Rádio Bandeirantes e Rede Católica de Rádio
Idioma Português (Brasil)
Prefixo ZYJ 671
Dados técnicos Potência: 10 kW
Webcast [1]
Aplicativo móvel Google Play: [2]
Página oficial [3]

A Rádio Caiari é uma estação de rádio brasileira com sede na cidade de Porto Velho, Rondônia. Opera nos 1430 KHz e na transmissão online com com alcance mundial.

História[editar | editar código-fonte]

A Rádio Caiari é uma emissora católica localizada na capital de Estado de Rondônia, com mais de 50 anos de existência e em atividade até hoje, atualmente é controlada pela Arquidiocese de Porto Velho, sob a presidência de Dom Roque Paloschi – Arcebispo; em sua programação, tem o segmento religioso e jornalístico, com o apoio da Rede Católica de Rádio na qual a mesma é afiliada; Esporte, com a Rede Bandeirantes de Rádio, também afiliada; e muita evangelização aos seus ouvintes.

Foi fundada na década de 60, com a finalidade de ser “uma voz para tirar do isolamento o povo de uma cidade cravada no extremo noroeste do país e abrir os horizontes da comunicação com o Brasil e o mundo". Teve sua primeira transmissão no dia 18 de dezembro de 1961 direto da instalação provisória localizada nas dependências do Colégio Dom Bosco, num vão debaixo de uma escadaria.

A inauguração ocorreu sem alarde, a título experimental e consistiu na transmissão vespertina da novena de Natal desde a catedral Sagrado Coração de Jesus de Porto Velho/RO através de LP (linha particular).

Em 9 de Janeiro de 1962, a emissora recebeu a primeira correspondência de um ouvinte do programa: Catecismo para Adultos, programa gravado da Paulinas Editora.

O transmissor, na ocasião, precisava de licença das autoridades federais para continuar operando. O DCT (Departamento de Correios e Telégrafos), era o órgão fiscalizador das concessões em Rádio-Comunicação, concedeu a autorização em face da utilidade pública, que a emissora prestava com os Avisos para o Interior, único meio de comunicação entre a cidade e o interior.

Dom João Batista Costa, Bispo de Porto Velho, foi grande incentivador pela criação da emissora. Ele colocou à disposição da rádio, um salão e um auditório mais amplo, para que pudesse iniciar as atividades radiofônicas. Também solicitou uma ajuda do Vaticano, para dar continuidade à iniciativa que daí passava assim, a ser da prelazia.

Enquanto eram dados os primeiros passos para a legalização, surgiu a pergunta: Qual nome sereia dado à emissora? No começo, tratava-se de uma iniciativa sem nome: Transmissor do Colégio Dom Bosco. "Uirapuru", o pássaro cuja voz silencia os demais da floresta. Já existia no Nordeste uma emissora com o nome "Rádio Uirapuru". Portanto, outro nome, mas qual?

Foi então que o padre, Vitor Hugo escolheu Caiari, o nome primitivo do Rio Madeira, e o nome também do único bairro então organizado com simetria na cidade de Porto velho.

Entre os programas de maior audiência estava: Transmitindo o Pensamento e o Bico do Arara, um chiste mordaz, uma alerta, uma crítica com duração de poucos segundos e de grande audiência.

Tem na sua programação até hoje o “jornal de integração”, o noticiário mais antigo da emissora, com 30 minutos de notícias da capital e do interior do Estado, tendo como slogan “Jornalismo Verdade”.

Enfim a Rádio Caiari é tida como um patrimônio histórico em atividade até hoje, pois já atravessou geração e continua informando com muita responsabilidade seus ouvintes; e atualmente está trabalhando para o processo de migração de AM (amplitude modulada) para FM (frequência modulada), com isso melhorar ainda mais o que já era bom e continuar sendo uma emissora cujos trabalhos diários se voltam para a população de Rondônia.

Programas[editar | editar código-fonte]

  • Amanhecer com a Ave Maria
  • Bom Dia Caiari
  • Entardecer com a Ave Maria
  • Diálogos
  • Terço dos Homens
  • Jornal de Integração
  • Cremos na Família
  • Programa Bote Fé
  • Sertanejo 1430
  • Tarde Legal
  • Viva Feliz
  • Voz de Rondônia

Comunicadores[editar | editar código-fonte]

  • Adilson Miranda
  • Edson dos Anjos
  • Jonas Felizardo
  • Dejane Silva

Sonoplastas[editar | editar código-fonte]

  • Albertino Fortunato
  • Fatima Martins
  • José Oliveira

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Sônia Caldas Pessoa (6 de setembro de 2010). «Panorama do rádio em Porto Velho» (PDF). Intercom – Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação. p. 8 e 9. Consultado em 23 de abril de 2017

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.