Rádio Clube do Pará

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde fevereiro de 2016).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rádio Clube do Pará
{{{alt}}}
Rádio Clube do Pará PRC5 Limitada
País  Brasil
Frequência(s)
Canais
Sede Bandeira de Belém.svg Belém, PA
Avenida Almirante Barroso, 2190 - Marco
MAPA
Slogan A voz que fala e canta para a planície
Sem Clube, não há futebol (jornadas esportivas)
Já nem é Clube, é seleção (jogos do Brasil)
Fundação 22 de abril de 1928 (89 anos)
Fundador
  • Edgar Proença
  • Roberto Camelier
  • Eriberto Pio
Pertence a Grupo RBA de Comunicação
Proprietário(s) Jader Barbalho
Antigo(s) proprietário(s)
Outras emissoras
Formato Emissora comercial
Gênero Entretenimento, Jornalismo e Esportes
Faixa etária Público de 30 à 75 anos
Idioma (português brasileiro)
Prefixo
  • ZYI 532 (AM)
  • ZYG 362 (OT)
Prefixo(s) anterior(es)
  • PRAT
  • PRC 5
Emissoras irmãs
Cobertura Estado do Pará
Coord. do transmissor 1° 24' 17.7" S 48° 24' 50.5" O
Potência 20 kW
Webcast Ouça ao vivo
Página oficial radioclube.diarioonline.com.br

Rádio Clube do Pará é uma emissora de rádio brasileira sediada em Belém, capital do estado do Pará. Opera no dial AM, na frequência 690 kHz, e pertence ao Grupo RBA de Comunicação. Fundada em 1928, é a pioneira do estado e também da região Norte do Brasil. Seus estúdios estão na sede do Grupo RBA de Comunicação no Marco, e seus transmissores estão no bairro Guanabara, dentro do Parque Ambiental do Utinga.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada por Roberto Camelier, Eriberto Pio e Edgar Proença, a transmissão inaugural da Rádio Clube ocorreu em 22 de abril de 1928,[1] cinco anos depois da primeira rádio brasileira, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro. Como as primeiras rádios do Brasil, a emissora surgiu na forma de uma associação, em que os integrantes pagavam mensalidades fixas para manter a emissora. A publicidade nas rádios somente seria regulamentada em 1932. Discos eram emprestados por comerciantes locais que, por sua vez, recebiam divulgação de seus locutores. As transmissões ao vivo eram noturnas, e contavam com cantores, instrumentistas e poetas da cidade.

Foi pioneira na região Norte em transmitir uma partida de futebol, em 1935, e a um jogo de Copa do Mundo, a final de 1950 no Rio de Janeiro, narrada por Edyr de Paiva Proença, filho de Edgar. O programa Cartaz Esportivo, criado em 1939, permanece no ar até os dias de hoje.

Em seu apogeu, passou a ser conhecida como "A Poderosa", trazendo a Belém artistas consagrados como Carmen Miranda, Silvio Caldas, Dalva de Oliveira, Carlos Galhardo e Orlando Silva. Seu declínio começou com a chegada da televisão ao Pará, a concorrência com a Rádio Marajoara e, nos anos 70, das primeiras FMs do estado.

O prefixo pertenceu a família Proença até 1983, quando Adolpho Bloch comprou a Clube, dois meses depois de inaugurar a Rede Manchete. Bloch se interessou pela rádio por ouvi-la quando estava em viagem à Belém, e adquiriu a emissora. Em 1985, a Clube unificou suas transmissões esportivas com a Rádio Manchete do Rio de Janeiro, cobrindo sete campeonatos brasileiros (incluindo a polêmica Copa União de 1987), duas Copas do Mundo, dois Jogos Panamericanos e uma Olimpíada. Em 1993, foi adquirida pelo Grupo RBA de Comunicação. Revitalizada, desde 1996 é líder de audiência na região.

Em 9 de junho de 2017, a emissora suspendeu suas transmissões através do dial AM, continuando a emitir seu sinal apenas através da internet. A medida ocorreu em função de uma determinação acatada pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, após processo movido pelo Ministério Público Federal, utilizando como pretexto o artigo 54 da Constituição que proíbe parlamentares de possuírem concessões públicas.[2]

Programas[editar | editar código-fonte]

  • Clube da Madrugada
  • Acorda Pará
  • As Primeiras do Esporte
  • Clube da Manhã
  • Programa da Clube
  • Repórter 690
  • Jornal da Manhã
  • Resenha Policial
  • Clube na Bola
  • Linha de Frente
  • Clube da Tarde
  • Última Edição
  • Cartaz Esportivo
  • Turma do Bate-Papo
  • Musical Esporte Clube
  • As Últimas do Esporte
  • Top Pará
  • Eu e Você na Madrugada
  • Encontro com o Rei
  • Clube da Saudade
  • Ritmo do Jogo
  • Sábado Esporte Clube
  • Clube do Mid Back
  • Clube no Campo
  • Arquibancada Futebol Clube
  • Gastando a Bola
  • Futebol Total
  • Intervalo Inteligente
  • Terceiro Tempo
  • Balanço Geral

Equipe[editar | editar código-fonte]

Jornalismo/variedades
  • Amaury Silveira
  • Nonato Cavalcante
  • Jorge Anderson
  • Valmir Rodrigues
  • Paulinho Montalvão
  • Coronel Virgulino
  • Carlos Estácio
  • Gilberto Nogueira
  • Paulo Fernando
  • Toni Gonçalves
  • Fernanda Gonçalves
  • Amanda Gonçalves
Esportes
  • Hailton Silva
  • Claudio Guimarães
  • Guilherme Guerreiro
  • Valmir Rodrigues
  • Giuseppe Tommaso
  • Alex Ferreira
  • Danilo Pires
  • Saulo Zaire
  • Carlos Gaia
  • Jorge Anderson
  • Jerônimo Bezerra
  • Paulo Fernando
  • Mauro Borges
  • Jorge Luís Rodrigues
  • Paulo Sérgio Pinto
  • Adílson Brasil
  • Fábio Scerni

Departamento de jornalismo[editar | editar código-fonte]

Apresentadores
  • Nonato Cavalcante
  • Valmir Rodrigues
  • Rhayna Rauks
  • Paulinho Montalvão
  • Gilberto Nogueira
  • Assis Oliveira
Repórteres
  • Toni Gonçalves
  • Jorge Anderson
  • José Lessa
  • Paulinho Montalvão
  • Júnior Freitas
  • David Ferreira
  • Tâmara Monteiro
  • Angélica Nunes
  • Fábio Miranda
  • J.R. Avelar (Polícia)
  • Amaury Silveira (Polícia)
  • Carlos Estácio (Política)
Correspondentes
Coordenação
  • Jorge Mendes
  • Nonato Cavalcante

Departamento de esportes (Equipe Bola de Ouro)[editar | editar código-fonte]

Possui muitas horas de seu dia programadas para o desporto, característica da rádio desde o seu início, graças a fascinação pelo futebol de um de seus fundadores, Edgar Proença. Cobre todos os jogos de Remo, Paysandu, Tuna Luso e da Seleção Brasileira de Futebol, além de partidas de outros clubes paraenses e do Brasil.

Em jogos envolvendo times de Belém fora do Pará com televisionamento, o locutor é enviado junto com o repórter. Quando os mesmos não têm televisão, é contratado via freelance um locutor da cidade ou estado aonde o jogo acontece. Em grandes jogos, é enviada equipe completa ao estádio.

Narradores
  • Guilherme Guerreiro
  • Géo Araújo
  • Valmir Rodrigues
  • Ronaldo Porto
  • Claudio Guimarães
  • Jorge Anderson
  • Jones Tavares
  • Carlos Gaia
  • Rosivaldo Souza (Castanhal)
  • Tião Costa (Marabá)
  • Ray Tavares (Santarém)
  • Marco Luis (Santarém)
Comentaristas
  • Carlos Castilho
  • Rui Guimarães
  • João Cunha
  • Gerson Nogueira
  • Hailton Silva
  • Sérgio Solano (basquetebol)
  • Campos Filho (Marabá)
  • Peninha Povão (Santarém)
Repórteres
  • Giuseppe Tommaso
  • Valdo Souza
  • Paulo Sérgio Pinto
  • Paulo Fernando
  • Carlos Gaia
  • Hailton Silva
  • Francisco Urbano
  • Saulo Zaire
  • Dinho Menezes
  • Paulo Caxiado
  • Mauro Borges
  • Carlos Estácio (torcida)
  • Manoel Alves (Esportes Amadores)
  • Diego Beckman (Futebol Amador)
  • Luiz Magaiver (Basquetebol)
Setoristas/colaboradores
Banco de informações
  • Adilson Brasil
  • Fábio Scerni
  • Jerônimo Bezerra
Âncoras
  • Giuseppe Tommaso
  • Valdo Souza
  • Carlos Gaia
  • Paulo Sérgio Pinto
  • Paulo Fernando
Produção
  • Saulo Zaire
  • Caio Peres
  • Danilo Pires
Coordenação
  • Guilherme Guerreiro
  • Giuseppe Tommaso

Referências

  1. «A primeira Rádio do Norte: retomando a história». O Pará nas ondas do rádio. Consultado em 22 de março de 2017 
  2. «TRF1 acata recurso do MPF e suspende concessão de rádio do senador Jader Barbalho». Jornal do Brasil. 13 de junho de 2017. Consultado em 14 de junho de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]