Rádio Espírito Santo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio Espírito Santo
Rádio e Televisão Espírito Santo - RTV/ES
País  Brasil
Frequência(s) 1160 kHz AM
Sede Vitória, ES
Avenida Nossa Senhora da Penha, 2141 - Santa Luzia
Slogan A sua companheira de todas as horas
Fundação 14 de janeiro de 1940 (79 anos)
Fundador João Punaro Bley
Pertence a Rádio e Televisão Espírito Santo
Proprietário(s) Governo do Estado do Espírito Santo
Formato Pública
Gênero Jornalismo, entretenimento e esportes
Afiliações Rádio Nacional
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYI 202
Prefixo(s) anterior(es) PRI 9
Nome(s) anterior(es) Rádio Clube do Espírito Santo
Emissoras irmãs TV Educativa do Espírito Santo
Cobertura Todo estado do Espírito Santo
Dados técnicos Potência: 50 kw
Agência reguladora ANATEL
Informação de licença
CDB
PDF
Webcast Ouça ao vivo
Aplicativo móvel Google Play: [1]
Página oficial rtv.es.gov.br

A Rádio Espírito Santo é uma emissora de rádio da cidade de Vitória, no Espírito Santo. Fundada em 1939, é a rádio mais antiga no estado. Ela opera na frequência 1160 kHz AM. Pertence ao Governo do Espírito Santo.

História[editar | editar código-fonte]

A Fundação da Rádio Espírito Santo[editar | editar código-fonte]

Fundada em 9 de setembro de 1933, na capital, Vitória, a Rádio Clube do Espírito Santo, prefixo PRI-9 foi a primeira emissora de rádio do estado.

Por volta de 1935, um grupo de capixabas entusiastas do rádio, se reuniu para fundar no estado, uma sociedade que tinha por fim a radiodifusão. Criaram, então, a Rádio Clube do Espírito Santo, uma das primeiras emissoras de rádio do país. Nos primeiros tempos, a Sociedade Rádio Clube do Espírito Santo enfrentou dificuldades financeiras, pois o material necessário para a transmissão foi adquirido no eixo Rio-São Paulo, o que, logicamente, implicava em preços elevados. Em 1936, a Sociedade Rádio Clube do Espírito Santo obteve apoio financeiro e material de várias autoridades políticas do estado, como por exemplo, do interventor do estado, João Punaro Bley e do prefeito de Vitória, Álvaro Sarlo.

Em abril de 1937, teve início a construção da sede da Rádio Clube do Espírito Santo, no Bairro da Bomba, na cidade de Vitória. E, no dia 12 de outubro de 1939 a emissora entrou em funcionamento em caráter experimental. No ano seguinte, a 15 de janeiro de 1940, foi inaugurada oficialmente, batizada de PRI-9 - Rádio Clube do Espírito Santo, "A Voz de Canaã", como anunciavam, na época, seus "speakers". Na festa de inauguração realizada no suntuoso Teatro Glória, no centro da cidade, apresentaram-se artistas consagrados nacionalmente, como o cantor Carlos Galhardo e a dupla Murilo Caldas e Lolita França. Apresentaram-se, também, artistas capixabas, entre eles, Marly Viana, Didi Chagas, Derly Santos, Joel Guilherme, Jair Amorim, Bento Machado Guimarães e Aloísio Rocha, Orquestra de Clóvis Cruz, Os Irmãos Oliveira (Maurício e José de Oliveira), Trio Capixaba e o Primeiro Regional da Rádio Clube, formado por Luiz Noronha, Cícero Dantas dos Santos, Nelson do Pandeiro, Claudionor, Jefa, Maurício Oliveira, Odil do Clarinete e José de Oliveira. Na ocasião, foi inaugurado também o Auditório da Rádio Clube, situado na Rua Araribóia, número 48, no centro de Vitória, local onde também funcionavam os estúdios da emissora. A base da programação da Rádio era a música popular. Havia, também, programas esportivos, de informação política, humorísticos e até de radio novelas. Para movimentar toda essa atividade, a Rádio Clube do Espírito Santo chegou a operar com oitocentos funcionários.

As Primeiras Programações da Rádio Clube do Espírito Santo[editar | editar código-fonte]

A programação da PRI-9 contou sempre com a participação do público. Toda ela era feita em programas ao vivo, organizados pelos animadores da emissora, com distribuição de prêmios e brincadeiras, como por exemplo, o programa Sinfonia do Gongo, apresentado por Duarte Júnior; Parabéns Pra Você, sob o comando de Gilberto Nascimento, além de Programas de Calouros e outros exclusivamente musicais. O sucesso da Rádio Clube era tamanho naquela época que as pessoas deslocavam-se do interior do Estado, em caravanas, para participar de toda a programação ao vivo que acontecia no Auditório da rua Araribóia, 48.

Os novos rumos da PRI-9: No final da década de 1940, a Sociedade Clube do Espírito Santo passou a pertencer ao Governo do Estado, por determinação do governo federal, -recebendo o nome de Rádio Espírito Santo, permanecendo até os dias atuais. No dia 8 de setembro de 1950, foi inaugurado um transmissor de 10 KW de potência, novo e moderníssimo para a época, fazendo com que a emissora passasse a ser ouvida em quase todo o território nacional, na costa do continente africano, países da América Latina e Europa. O Brasil daquela época apresentava condições propícias para a propagação das ondas.

Fonte: [2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.