Rádio Gazeta (Santa Cruz do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio Gazeta
{{{alt}}}
Anúncio da emissora, localizado na esquina das ruas Marechal Floriano e Joaquim Murtinho, em Santa Cruz do Sul.
Gazeta Comunicações Ltda.
País  Brasil
Cidade de concessão Santa Cruz do Sul, RS
Frequência(s) FM 107.9 MHz
Sede Santa Cruz do Sul, RS
Rua Ramiro Barcelos, 1206 - Centro
Slogan A rádio da sua terra.
Fundação 28 de maio de 1980
Pertence a Gazeta Grupo de Comunicações
Proprietário(s) André Luis Jungblut
Formato Musical e Jornalístico
Gênero Popular
Jornalismo
Esportes
Idioma Português
Prefixo ZYK 340
Emissoras irmãs Rádio Gazeta FM 101.7
Rádio Gazeta FM 98.1
Rádio 99.7 FM
Rádio Rio Pardo FM 103.5
Cobertura Centro-leste do Rio Grande do Sul e vales do Rio Jacuí, Rio Pardo e Rio Taquari
Coord. do transmissor 29° 42' 25.0" S 52° 27' 10.0" O
Dados técnicos Potência: 10 kW
Classe: B
RDS: Não
Webcast Streaming ao vivo
Página oficial Página oficial

Rádio Gazeta é uma estação de rádio brasileira, sediada em Santa Cruz do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. A emissora transmite na frequência FM 107.9 MHz. Por 39 anos, ela operou em AM 1180 KHz até migrar para o FM em março de 2019. Pertence à Gazeta Grupo de Comunicações, um conglomerado de mídia local que mantém também as rádios Gazeta FM 101.7, 99.7 FM, Gazeta FM 98.1 e Rio Pardo FM 103.5, além do jornal Gazeta do Sul e do portal Gaz.

Sua programação desenvolve uma mescla harmônica entre informação e entretenimento, com jornalismo, esporte, serviços e músicas segmentadas. Além da busca constante pela qualidade, em técnica e conteúdos, a emissora sustenta sua atuação no envolvimento permanente com seus públicos. Neste propósito, busca sempre contar os fatos do local onde acontecem e apoia ou promove ações beneficentes, educativas e comerciais.

Com foco local/regional, a Rádio Gazeta conquista novos ouvintes a cada dia e mostra um histórico de liderança absoluta no Ibope e todas as demais pesquisas. Em 2009 o Instituto Méthodus entrevistou 2.000 mil gaúchos e apontou a Rádio Gazeta como emissora AM mais ouvida do interior do Estado; uma das mais citadas em todo o RS. Em 2010, a pesquisa NUPES UNISC aponta audiência de 87,8 por cento na cidade de Santa Cruz do Sul.

Situada no município polo da região meso-oriental do Rio Grande do Sul, a emissora sustenta sua vocação de veículo local/regional ao desenvolver suas ações sempre com o olhar voltado ao quotidiano de pessoas vinculadas a este território, de longe ou de perto. Sua abrangência contempla a área conhecida como Região dos Vales (dos rios Pardo, Jacuí, Taquari) com mais de 700 mil habitantes distribuídos em cerca de 50 municípios. O tom intimista, neste foco, se anuncia pelos slogans: “a rádio da sua terra” e “a voz de Santa Cruz do Sul”.

História[editar | editar código-fonte]

A Rádio Gazeta AM foi a primeira emissora da Gazeta Grupo de Comunicações. Até então, existia apenas o Jornal Gazeta do Sul. A rádio entrou no ar no final de 1979, ainda em fase de testes. Até a inauguração oficial, em maio de 1980, a programação era composta somente por músicas. Nesse período, a direção da Gazeta Grupo de Comunicações começou a organizar a equipe que iria trabalhar no novo veículo. Cerca de 14 pessoas foram chamadas, entre técnicos, locutores, produtores e vendedores.

O primeiro endereço da Rádio Gazeta foi em um prédio na Rua Marechal Floriano, onde hoje funciona uma filial da rede de lojas TaQi. Inicialmente a emissora operava com apenas 1 KW de potência. Era o suficiente para cobrir Santa Cruz e atingir as cidades vizinhas. A frequência era 1.360 kHz. A inauguração, no dia 28 de maio de 1980, contou com uma grande festa. A solenidade teve a presença do então Ministro das Comunicações do presidente João Figueiredo, Haroldo Corrêa de Mattos. O início oficial das transmissões foi justamente com a cobertura da inauguração e com registros das presenças ilustres.

A programação começou principalmente com músicas. Programas como Gazeta Tempo 80 e Radioesportes Gazeta logo começaram a se destacar. Entre os primeiros locutores estão Ernani Aloísio Iser, Valentim Miguel Fischborn, João Fernando Vighi, Flávio Falleiro, Paulo Beneduzzi, Rui Alberto Kaercher, José Augusto Borowsky e Norberto Frantz.

Ainda na década de 80, a Rádio Gazeta alterou a frequência para 1.420 Khz. Em 1987, houve uma nova mudança, dessa vez para os atuais 1.180 Khz. A potência também aumentou de 1 kW para 10 kW. A partir daí, o sinal da emissora passou a cobrir boa parte da região central do Rio Grande do Sul.

Com o passar dos anos, a programação sofreu alterações. O jornalismo e o esporte ganharam mais espaço. Em agosto de 2006, o sinal da Gazeta passou a ser disponibilizado também pela internet. Com isso, ouvintes de várias partes do mundo podem sintonizar a programação da emissora. Em maio de 2011, foi a vez da estreia da nova página da emissora na internet, com a oferta de notícias e áudios e mais interatividade através de blogs e redes sociais.

A emissora era líder de audiência em Santa Cruz quando estava entre as rádios de Amplitude Modulada (hoje em Frequência Modulada, devido a sua migração pro FM), mais ouvidas no Rio Grande do Sul.

No no dia 26 de março de 2019, a Rádio Gazeta passou a transmitir a programação em FM 107.9 MHz, fruto da migração AM-FM.[1]

Referências

  1. «Rádio Gazeta inicia processo de migração do AM para o FM». Coletiva.net. 5 de abril de 2019. Consultado em 5 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.