Rádio Z FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde outubro de 2011).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A Rádio Z FM é uma emissora de radiodifusão comunitária do município de Mauá - SP. Foi inaugurada em 16 de dezembro de 2006 e funciona diariamente. A grade de programação inclui programas musicais, religiosos, educativos, esportivos e informativos, que atendem a todos os públicos. Seu prefixo é ZYU 699 e sua freqüência é 87,5 MHz. É mantida pela Associação Comunitária Ecológica Educativa e Cultural “Z”.


Rádio Z FM
País  Brasil
Frequência(s) 87,5 MHz FM
Sede Avenida Luiz Marcolino, 711B, Jardim Zaíra, Mauá–SP
Slogan Essa é legal
Fundação 01 de março de 1997
Pertence a Associação Comunitária Ecológica Educativa e Cultural “Z”
Proprietário(s) Presidente - Valmir Maia da Silva
Formato Rádio Comunitária
Gênero Jornalismo, Entretenimento, Esportes.
Prefixo ZYU 699
Cobertura Perímetro urbano de Mauá
Página oficial http://www.radiozfm.org

História[editar | editar código-fonte]

No ano de 1993 começou, na cidade de Mauá, no bairro Jardim Zaíra, um movimento organizado por Valmir Maia da Silva para a criação de uma rádio comunitária no município. Até então, Mauá não possuía uma emissora de rádio própria.

Maia envolveu a comunidade e diversos representantes do poder público municipal, ONGs (organizações não governamentais) e entidades sociais para a questão e, a partir desse ano, nasceu a Rádio Z FM.

Com o objetivo de tratar das questões locais, específicas da cidade, por meio de uma comunicação comunitária, a Z FM obteve grande repercussão inicial, porém ainda não possuía registro no Ministério das Comunicações.

Entre 1993 e 1998, a direção da emissora iniciou o processo de obtenção da licença para radiodifusão comunitária, junto com outras entidades e movimentos sociais.

A batalha resultou na criação do Conselho Regional de Comunicação Comunitária do ABC e, no dia primeiro de março de 1997, na Associação Comunitária, Ecológica, Educativa e Cultural “Z”, que tem como principais alvos oferecer oportunidade para difusão de ideias, elementos culturais, tradições e hábitos sociais da comunidade e também desenvolver o espírito comunitário e solidário segundo os princípios humanistas.

No ano de 1998, é aprovada a lei nº 9612, que autoriza a instalação de rádios comunitárias pelo país. Valmir Maia, em Mauá, passou a coletar assinaturas para obter a licença.

No total, foram colhidas 192 assinaturas de representantes dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário de Mauá, além de diversas entidades sociais da cidade com atuação de destaque na época. Até o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (na época, presidente de honra do Partido dos Trabalhadores) assinou o manifesto de apoio.

A Rádio Z, para obter o registro, decidiu interromper sua programação diária para protocolar o pedido de registro, no Ministério das Comunicações, em 23 de setembro de 1998. Porém, a autorização foi liberada apenas em 16 de dezembro de 2006: catorze anos depois da primeira transmissão.

A partir de então, a Rádio Z FM foi oficialmente ao ar pela freqüência 87,5 FM.

Objetivos[editar | editar código-fonte]

  • democratizar a comunicação e a informação;
  • valorizar os novos talentos e as manifestações culturais na nossa comunidade;
  • cumprir o efetivo papel mediador entre os internautas e os seus respectivos projetos de vida;
  • praticar a cidadania e defender a liberdade de expressão.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]