Rádio de Moscou

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rádio de Moscovo
País União Soviética
Cidade de concessão Moscovo
Fundação 29 de outubro de 1929 (1929-10-29)
Extinção 1993
Voz da Rússia

A Rádio de Moscovo (em russo: Pадио Москва, transl. Radio Moskva) foi uma empresa pública da União Soviética, com sede em Moscovo, que efetuava transmissões de rádio em várias línguas para o exterior. Na sua época de maior esplendor, a Rádio de Moscovo emitia em mais de setenta línguas, a partir das suas potentes estações emissoras situadas na União Soviética, Europa de Leste e Cuba. Todos os programas, com algumas exceções, deviam ser autorizados por uma direção de programação, dissolvida em 1991.

O sua sinal de intervalo foi Vasta é a minha pátria (em russo: Широка страна моя родная), canção escrita pelo poeta Vasily Ivanovich Lebedev-Kumach.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira emissão da Rádio de Moscovo foi para o ar em 29 de outubro de 1929 em alemão.[1] Mais tarde em francês e inglês.[1] Em meados dos anos 1930, começou as transmissões em português.[1] Nos anos 1930, os boletins da Rádio de Moscovo expressaram a preocupação pela ascensão de Adolfo Hitler ao poder na Alemanha. O seu serviço em onda média em italiano foi combatido com interferências por ordem de Benito Mussolini, nos finais da mesma década.

A Rádio de Moscovo chegou aos Estados Unidos no início dos anos 1950, com transmissores na região de Moscovo. Mais tarde, com as novas estações retransmissoras construídas em Vladivostok e Magadan, as emissões alcançaram a parte ocidental dos EUA. Os primeiros programas para África foram para o ar na década de 1950 em inglês e francês. Até 1961, a Rádio de Moscovo transmitia também em três idiomas africanos: amárico, suaíli e haúça.

Em 22 de dezembro de 1993, o presidente russo Boris Yeltsin publicou um decreto que reorganizava a Rádio de Moscovo com um novo nome: a Voz da Rússia.[2][3]

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Voz da Rússia faz 85 anos». Site da Voz da Rússia. 29 de outubro de 2014. Consultado em 19 de novembro de 2014 
  2. «García Márquez se interesa por la perestroika» (em espanhol). Site da Voz da Rússia. 13 de junho de 2012. Consultado em 19 de novembro de 2014 
  3. Decreto de Boris Yeltsin em russo