Rênio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pix.gif Rênio Stylised atom with three Bohr model orbits and stylised nucleus.svg
TungstênioRênioÓsmio
Tc
  Hexagonal.png
 
75
Re
 
               
               
                                   
                                   
                                                               
                                                               
Re
Bh
Tabela completaTabela estendida
Aparência
branco prateado


Um monocristal de Rênio de alta pureza (99,999%), uma barra refundida de Rênio (99,995%) e um cubo de Rênio de 1 cm3 de alta pureza (99,99%) para comparação.
Informações gerais
Nome, símbolo, número Rênio, Re, 75
Série química Metal de transição
Grupo, período, bloco 7, 6, d
Densidade, dureza 21020 kg/m3, 7
Número CAS 7440-15-5
Número EINECS
Propriedade atómicas
Massa atômica 186,207(1) u
Raio atómico (calculado) 135 pm
Raio covalente 159 pm
Raio de Van der Waals pm
Configuração electrónica [Xe] 4f14 5d5 6s2
Elétrons (por nível de energia) 2, 8, 18, 32, 13, 2 (ver imagem)
Estado(s) de oxidação 6, 4, 2, -2 (ligeiramente ácido)
Óxido
Estrutura cristalina hexagonal
Propriedades físicas
Estado da matéria sólido
Ponto de fusão 3 459 K
Ponto de ebulição 5 869 K
Entalpia de fusão 33,2 kJ/mol
Entalpia de vaporização 715 kJ/mol
Temperatura crítica  K
Pressão crítica  Pa
Volume molar m3/mol
Pressão de vapor 10 Pa a 3614 K
Velocidade do som 4 700 m/s a 20 °C
Classe magnética Paramagnético
Susceptibilidade magnética
Permeabilidade magnética
Temperatura de Curie  K
Diversos
Eletronegatividade (Pauling) 1,9
Calor específico 137 J/(kg·K)
Condutividade elétrica 5,42 × 106 S/m
Condutividade térmica 47,9 W/(m·K)
Potencial de ionização 760 kJ/mol
2º Potencial de ionização 1260 kJ/mol
3º Potencial de ionização 2510 kJ/mol
4º Potencial de ionização 3640 kJ/mol
5º Potencial de ionização kJ/mol
6º Potencial de ionização kJ/mol
7º Potencial de ionização kJ/mol
8º Potencial de ionização kJ/mol
9º Potencial de ionização kJ/mol
10º Potencial de ionização kJ/mol
Isótopos mais estáveis
iso AN Meia-vida MD Ed PD
MeV
185Re 37,4% estável com 110 neutrões
186Re sintético 2 x 105 a β-
TI
0,218
0,149
186Os
186Re
187Re 62,6% 4 x 1035 a α
β-
1,653
0,003
183Ta
187Os
Unidades do SI & CNTP, salvo indicação contrária.

O rênioPB, rénioPE é um elemento químico, símbolo Re, número atômico 75 (75 prótons e 75 elétrons), com massa atómica 186,2 u situado no grupo 7 da classificação periódica dos elementos.

É um metal de transição branco prateado, pesado, sólido na temperatura ambiente, raramente encontrado na natureza. É obtido como subproduto do processamento de minerais de molibdênio. É empregado principalmente em catalisadores.

Sua descoberta nos minerais de platina e na columbita, na Alemanha, foi relatada por Walter Noddack, Ida Tacke e Otto Berg, em 1925.

Características principais[editar | editar código-fonte]

O rênio é um metal branco prateado, brilhante, que apresenta um dos maiores pontos de fusão, excedido somente pelo tungstênio e carbono. É também um dos mais densos, excedido somente pela platina, pelo irídio, e pelo ósmio. Os estados de oxidação do rênio incluem -1,+1,+2,+3,+4,+5,+6 e +7 , sendo os mais comuns +7,+6,+4,+2 e -1. Sua forma comercial geralmente é em pó , porém pode ser obtido na forma compacta, com até 90% da sua densidade teórica. Quando é recozido torna-se muito dúctil, podendo ser dobrado em espiral ou anel. As ligas de rênio-molibdênio são supercondutores a 10K.

Aplicações[editar | editar código-fonte]

Catalisadores de rênio-platina são usados para a obtenção de chumbo metálico, gasolina de alta octanagem , e em superligas resistentes a elevadas temperaturas usadas para fabricação de peças de motores de jatos. Outros usos:

  • Extensivamente usado como filamentos em espectrógrafos de massa e em detectores de íons.
  • Como aditivo no tungstênio ou em ligas a base de molibdênio para melhorar suas propriedades .
  • Catalisadores de rênio são muito resistentes ao envenenamento químico, sendo usados em determinados tipos de reações de hidrogenação.
  • Em material de contato elétrico devido a sua boa resistência ao desgaste e a corrosão.
  • termopares que contem ligas de rênio e tungstênio são usados para medir temperaturas de até 2200 °C.
  • Fio de rênio é usado em lâmpadas de flash para fotografias.
  • Usado em uma bactéria para o combate de câncer de pâncreas conhecido como Rênio-188.

História[editar | editar código-fonte]

O rênio (do latim Rhenus), nome dado em homenagem ao rio Reno, (Alemanha ), e foi o último elemento natural a ser descoberto. Considera-se que foi descoberto por Walter Noddack, Ida Tacke e Otto Berg, na Alemanha. Em 1925 relataram que detectaram o elemento num minério de platina e no mineral columbita. Encontraram também o rênio na gadolinita e molibdenita. Em 1928 foi possível extrair 1 grama do elemento processando 660 quilogramas de molibdenita.

Como o processo de obtenção do metal era complexo e altamente caro, a produção foi interrompida até 1950, quando ligas de tungstênio-rênio e molibdênio-rênio foram produzidas. Estas ligas encontram aplicações importantes na indústria, resultando numa grande demanda de rênio obtido a partir da molibdenita existente nos minérios de pórfiro (cobre).

Ocorrência e obtenção[editar | editar código-fonte]

O rênio não é encontrado na forma livre na natureza ou em algum mineral em especial. Este elemento encontra-se em pequenas quantidades espalhado por toda a crosta terrestre, em torno de 0,001 ppm. O rênio comercial é extraído como subproduto de minerais de molibdênio contidos em alguns minérios de cobre. Alguns minerais de molibdênio contem de 0,002% a 0,2% de rênio. O metal é preparado pela redução do perrenato de amônio (NH4ReO4) com hidrogênio em altas temperaturas.

Isótopos[editar | editar código-fonte]

O rênio natural é uma mistura de dois isótopos, o Re- 185 (estável) com abundância de 37,4% e o Re-187 (radio-instável) com abundância de 62,6%. Existem, ainda, 26 isótopos instáveis conhecidos.

Precauções[editar | editar código-fonte]

Pouco se sabe sobre a toxicidade do rênio, entretanto, deve ser manuseado com cuidado.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Rênio