Refinaria de Capuava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de RECAP)
Ir para: navegação, pesquisa

A Refinaria de Capuava (Recap) é uma refinaria de petróleo brasileira, pertencente à Petrobras. Está localizada entre os municípios paulistas de Mauá e Santo André, e tem uma área de 3,7 km².

Seus principais produtos são o propeno, o GLP, a gasolina, óleo diesel metropolitano (com baixo teor de enxofre) e solventes especiais.

Com uma capacidade instalada de 53 mil barris/dia, a empresa recolhe R$ 1,4 bilhão/ano em impostos[1].

História[editar | editar código-fonte]

Atualmente a menor refinaria de São Paulo, a Recap já teve o maior volume de produção do País. Quando foi inaugurada, em dezembro de 1954, com o nome de Refinaria e Exploração de Petróleo União S/A, processava 3.180 m³ de petróleo por dia, então a maior capacidade de refino no Brasil.

A Recap foi incorporada à Petrobras em 3 de junho de 1974. Como é uma das refinarias mais antigas, tinha muitos de seus instrumentos acionados por válvulas pneumáticas até a década de 1990. Hoje, tem elevado índice de automação e seu sistema digital de controle distribuído é dos mais modernos da Petrobras.

A instalação da refinaria acarretou o surgimento de um polo petroquímico no seu entorno, como é comum com outras unidades. Este polo, hoje em 2014 composto por empresas como Oxiteno, Cabot, Oxicap, Braskem Polipropileno, Braskem Cracker Químicos Básicos, Braskem Polietileno, etc., não processa apenas matérias-primas oriundas da Recap.

Em uma operação conjunta com a antiga Polibrasil (hoje Braskem polipropileno), foi construída na Recap uma unidade de processamento para propeno, que, depois de purificado em equipamentos nas dependências da Recap, é enviado para a Braskem polipropileno, onde é polimerizado e transformado em polipropileno.

Com a implantação da primeira unidade de URFCC do mundo [2], as margens de refino da Recap melhoraram significativamente.

Em 2012 foram implantadas novas unidades de tratamento de hidrotratamento de diesel e gasolina, para diminuir a emissão de poluentes quando da queima destes derivados, de acordo com as especificações da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Referências

  1. ICMS
  2. Unidade capaz de gerar GLP e gasolina processando 100% de RAT, um óleo muito pesado e viscoso.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.