RMS Etruria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
RMS Etruria
Carreira
Proprietário Reino Unido John Elder & Co., Glasgow
Operador Cunard Line
Lançamento 20 de setembro de 1884
Viagem inaugural 25 de abril de 1885
Descomissionamento Agosto de 1908
Quantidade de
conveses
5
Características gerais
Tipo de navio Transatlântico
Comprimento 158,2 m (519 pés)
Boca 17,43 m (57,2 pés)
Propulsão • 1 hélice central
Velocidade 19 nôs (35 km/h)
Carga 1885-1892: 1350 passageiros (550 em primeira classe e 800 em segunda classe).
1892-1909: 1460 passageiros (500 em primeira classe, 160 em segunda classe e 800 em terceira classe

O RMS Etruria foi um transatlântico britânico que, junto ao RMS Umbria, foi o último dos navios da companhia maritíma Cunard Line a contar com velas auxiliares.[1] O Etruria foi construído por John Elder & Co. em Glasgow (Escócia) em 1884 Ambos barcos, o Etruria e o Umbria, foram comparados com os regulares do seu tempo barcos inovadores. Tratava-se dos maiores navios em serviço, realizando o serviço regular entre Liverpool e Nova York. O RMS Etruria foi completado e lançado em março de 1885, doze semanas mais tarde que o Umbria'.

O Etruria tinha muitas características distintas, entre elas duas chaminês enormes que davam a impressão de uma potência enorme. Também dispunha de três mastros de aço, que quando estavam plenamente aparelhados albergavam um extenso conjunto de vela. Outra inovação do Etruria era que estava equipado com maquinaria de refrigeração, ainda que seria feita a sua propulsão, mediante uma unica hélice, a que reportar-lhe-ia a maior parte da sua publicidade mais tarde em sua carreira.

O barco resumia os luxos do estilo vitoriano. Os alojamentos públicos em primeira classe estavam cheios de mobiliário decorado cuidadosamente, com cortinas de veludo pesado que penduravam em todas os alojamentos, decoradas com Bric-à-brac como ditava a moda do momento. Estes alojamentos, bem como os camarotes de primeira classe, estavam situados na coberta de passeio, e as cobertas superiores tinham também um salão de música, sala de fumadores para cavalheiros, e salas de refeições separadas para a primeira e segunda classe. Seguinda a norma da época, os alojamentos de segunda classe eram normais, mais cómodos e espaçosos. O RMS Etruria contava com alojamento para 550 passageiros em primeira classe e 800 passageiros em segunda classe. Não obstante, em 1892 realizaram-se mudanças para reconfigurar o alojamento para 500 passageiros de primeira classe, 160 passageiros de segunda classe, e 800 de terceira classe.[2]


Referências

  1. RMS Umbria information
  2. A review of Lloyd's Register, The Times, Wednesday, Jan 11, 1911; pg. 21; Issue 39479

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Recordes
Precedido por:
Oregon
Recorde Atlântico via este
1885–89
Sucedido por:
City of Paris
Detentor do Flâmula Azul (Via oeste)
1885–87
Sucedido por:
Umbria
Precedido por:
Umbria
Detentor do Flâmula Azul (Via oeste)
1888–89
Sucedido por:
City of Paris