Raça báltica oriental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Exemplo de William Z. Ripley de bálticos finlandeses

A raça báltica oriental ou europeia oriental é um conceito racial histórico da antropologia física, utilizado para descrever um dos principais subgrupos da chamada raça caucasiana.

O termo "raça báltica oriental" foi criado pelo antropólogo Rolf Nordenstreng, mas foi popularizado por Hans F. K. Günther. Esta raça seria nativa da Finlândia, Estônia e noroeste da Rússia, mas se estenderia mesmo até a Alemanha. Seria caracterizada por crânio curto e rosto largo com grande e pesada mandíbula, queixo não proeminente, nariz curto com haste baixa, cabelo loiro acinzentado claro, olhos cinzas ou azuis e pele clara em tons cinzentos.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Schmitz-Berning, Cornelia (2000). Vokabular des Nationalsozialismus (em alemão). [S.l.]: de Gruyter. p. 455 


Ícone de esboço Este artigo sobre antropologia ou um antropólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.