Radiodifusão pública

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O termo radiodifusão pública abrange rádio, televisão e outros meios de comunicação eletrônicos cuja função primordial seja o serviço público e/ou educativo. As empresas de radiodifusão pública costumam ser financiadas por diferentes fontes de renda, como taxas de licenciamento, contribuições individuais, financiamento público e comercial.[1]

A radiodifusão pública pode ser operada nacional ou localmente, dependendo do país e da emissora. Em alguns países, a radiodifusão pública é gerida por uma única organização; outros possuem diversas organizações que operam regionalmente, ou em diferentes idiomas.

Historicamente, em diversos países - com a exceção notável dos Estados Unidos - a radiodifusão pública era a única forma, ou a forma dominante, de radiodifusão existente. A radiodifusão comercial agora existe na maior parte destes países; o número de países que apresenta apenas empresas de radiodifusão pública declinou de maneira significativa na segunda metade do século XX.

Entre as emissoras públicas de destaque no mundo estão a BBC, a PBS, a CCTV e a NHK. Na lusofonia, se destacam a RTP e a TV Brasil.

Referências

  1. Public Broadcasting - Why, How?. UNESCO & World Radio and Television Council. Página visitada em 17-8-2011.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.