Rafael Antônio Maria de Orléans e Bragança

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pretendente
Príncipe Rafael
Reivindicação
Título Príncipe do Brasil e Príncipe de Orléans e Bragança
País Brasil e França
Perídodo 24 de abril de 1986presente
Último monarca Pedro II do Brasil
Luís Filipe I de França
Vida
Nome completo Rafael Antônio Maria José Francisco Miguel Gabriel Gonzaga de Orléans e Bragança e Ligne[1]
Casa Orleães e Bragança
Pai Antônio João de Orléans e Bragança
Mãe Cristina de Ligne
Nascimento 24 de abril de 1986 (30 anos)
Petrópolis,[1]  Rio de Janeiro,  Brasil
Família imperial brasileira
Ramo de Vassouras
COA Dinasty Orleães-Bragança.svg

SAI o Chefe da Casa Imperial


Rafael Antônio Maria José Francisco Miguel Gabriel Gonzaga de Orléans e Bragança e Ligne (Petrópolis, 24 de abril de 1986), príncipe do Brasil e príncipe de Orléans e Bragança. É o terceiro filho e segundo varão de Antônio João de Orléans e Bragança, príncipe do Brasil e príncipe de Orléans e Bragança, e de Cristina de Ligne, princesa de Ligne.

Rafael atualmente reside no Rio de Janeiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Como príncipe imperial[editar | editar código-fonte]

Três anos mais moço que seu irmão primogênito Pedro (falecido em acidente aéreo em 31 de maio de 2009), Rafael tem como irmã mais velha Amélia e como irmã mais moça Maria Gabriela.

Sucedeu Pedro como o quarto na linha de sucessão ao trono brasileiro. Nela, antes de Rafael, figuram seu tios D. Luiz, atual chefe da casa imperial brasileira e, portanto, de jure imperador do Brasil, e D. Bertrand, atual príncipe imperial do Brasil de jure, e seu pai, D. Antônio João, príncipe do Brasil de jure e príncipe de Orléans e Bragança. Sua sucessora dinástica é sua irmã mais nova Maria Gabriela.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

Seu nome completo é Rafael Antônio Maria José Francisco Miguel Gabriel Gonzaga de Orleans e Bragança. “Rafael Antônio” é seu nome próprio, sendo que, “Antônio” é devido a uma promessa que seu pai fez a Santo Antônio, se seu filho nascesse homem. Os nomes “Maria” e “José” estão nos nomes de todos os integrantes da família, em homenagem a Nossa Senhora e São José, assim como “Miguel” e “Gabriel”, em devoção aos arcanjos. “Francisco” é em homenagem a seu padrinho de batismo (Francisco, irmão de seu pai) e “Gonzaga” homenagem a São Luís, patrono da família.[1]

Formação acadêmica e carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Rafael é um engenheiro de produção formado pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e atualmente trabalha na Ambev - Companhia de Bebidas das Américas, onde fez o estágio.

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Dom Rafael de Orleans e Bragança: “A República tem um problema sério de governabilidade"» (php). BrasilImperial.org. 19 de junho de 2013. Consultado em 27 de setembro de 2013. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]