Rafael Bitencourt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura o músico do Angra, veja Rafael Bittencourt.
Rafael Bitencourt
Informação geral
Local de nascimento Nova Iguaçu, Rio de Janeiro
 Brasil
Gênero(s) Música cristã contemporânea, canto congregacional, pop rock
Instrumento(s) vocal, bateria, violão
Extensão vocal Barítono
Gravadora(s) MK Music (2016-atualmente)
Onimusic (2014-2015)
CanZion Brasil (2012-2013)
Afiliação(ões) Apascentar de Louvor
Página oficial RafaelBitencourt.org

Rafael Bitencourt (Nova Iguaçu, 11 de janeiro de 1982) é um cantor e compositor de música cristã contemporânea, conhecido por ser ex-vocalista da banda Toque no Altar. Antes disso, foi professor de geografia e jogador de futebol.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Rafael foi jogador de futebol de alguns clubes do Rio de Janeiro, passando por Fluminense, Portuguesa, Nova Iguaçú, Mesquita, Everest, entre outros. Disputou os campeonatos carioca e Brasileiro.[2]

Aos quinze anos de idade Rafael foi acometido de meningite e em estado terminal de vida, com perda de fala, audição e locomoção. No entanto, pouco a pouco foi recuperando os seus movimentos. A partir daquele fato decidiu largar o futebol. Assim, se dedicou aos estudos. Foi aprovado nos vestibulares da UFRJ para o curso de História e PUC-Rio para o curso de Geografia e Meio Ambiente. Cursou nesta última instituição, onde se formou. Através do descobrimento do seu talento musical se tornou músico e após 10 ministrando nas Igrejas Assembleia de Deus e Nova Vida, um CD seu chegou ao escritório do Toque no Altar, onde após ouvirem, decidiram convidá-lo para integrar o grupo de tempo integral no Toque no Altar.[2]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Trajetória no Apascentar[editar | editar código-fonte]

O grupo se formou em 2002, mas Rafael só entrou no grupo em 2007, durante a dissidência de sete integrantes do grupo e o nascimento do Trazendo a Arca. Com a saída dos membros originais, Rafael se tornou vocalista do Toque no Altar. Ainda naquele ano, gravaram e lançaram o disco É Impossível, mas Deus pode, seu maior êxito comercial.[3][4] e que foi indicado, também, ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Música Cristã (Língua Portuguesa).[5] Com a música "Deus do Impossível", escrita pelo músico em colaborações com outros membros, Rafael foi indicado como compositor na categoria "Melhor música".[6]

Em 2008, junto ao grupo gravou o disco Deus de Milagres.[7] A música "Não Recuarei" foi indicada ao Troféu Talento de 2009. Todas as composições deste álbum são de sua autoria.

Em 2009, gravaram o disco A Vitória da Fé. Foi o último trabalho de Rafael na banda.[8] Em 2011, o artista deixa a banda e,[9] então, lança-se em carreira solo.[10]

Carreira solo[editar | editar código-fonte]

Em 2012, lançou o seu primeiro trabalho, chamado Dias Melhores Virão, distribuído pela gravadora CanZion. Em 2014, lançou o segundo disco, Rasga o Céu, pela Onimusic.[11]

Em dezembro de 2016, assinou contrato com a gravadora MK Music[12] para o lançamento do álbum Deus de Novos Começos (2017).[11] O single escolhido para a obra foi a canção "Deus de Novos Começos", liberada em videoclipe[13] semanas antes ao disco, disponibilizado para fevereiro de 2017.[14]

Escritor[editar | editar código-fonte]

Em 2009, Rafael iniciou sua carreira de escritor. Escreveu o livro Conexões para o Sucesso.[15]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Com o Toque no Altar
Solo

Referências

  1. «Gospelz - Entrevista com Rafael Bitencourt». Gospelz.com 
  2. a b «A maravilhosa história de Rafael Bitencourt, ex-integrante do ministério Toque no Altar». Lagoinha. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  3. «Análise CD É Impossível, mas Deus Pode». Super Gospel. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  4. «Análise DVD É Impossível, mas Deus Pode». Super Gospel. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  5. «Saiba quem foram os indicados ao Grammy Latino 2008». Super Gospel. Consultado em 13 de julho de 2012 
  6. Troféu Talento (7 de abril de 2008). «Confira os vencedores do Troféu Talento 2008». Gospel+. Consultado em 20 de janeiro de 2012 
  7. «Análise CD Deus de Milagres». l. Super Gospel 
  8. «Toque no Altar lança o CD "Vitória da Fé"». Gospel+. Consultado em 8 de fevereiro de 2016 
  9. Raymundo, Luciana. «Coluna da Fé». A Gazeta. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  10. «Bate-papo com Rafael Bitencourt, ex-Toque no Altar». Rede Super. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  11. a b «Rafael Bitencourt assina com a MK Music». Gospel Prime. Consultado em 15 de dezembro de 2016 
  12. «Rafael Bitencourt assina contrato com a MK e grava seu terceiro disco solo». Guia-me. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  13. «Deus de Novos Começos (Rafael Bitencourt) - Vídeo». Super Gospel. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  14. «Deus de Novos Começos (Ao Vivo) de Rafael Bitencourt». iTunes. Consultado em 29 de janeiro de 2017 
  15. «Release Rafael Bitencourt». Rafaelbitencourt.org 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.