Rafaela Miranda Félix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rafaela Félix
Voleibol
Nome completo 'Rafaela Miranda Félix
Apelido Rafa
Modalidade Voleibol indoor
Voleibol de praia
Nascimento 7 de março de 1974 (45 anos)
Osasco, SP
Nacionalidade brasileira
Compleição Peso: 78 kg Altura: 1,76 m
Clube Brasil Aposentada
Período em atividade Seleção:1998 e 2002
Medalhas
Grand Prix de Voleibol
Ouro Hong Kong 1998 Equipe
Campeonato Sul-Americano de Clubes
Prata Lima 1996 Transmontano

Rafaela Miranda Félix (Osasco, 7 de março de 1974) é uma ex-voleibolista indoor brasileira, atuou na posição de Ponta, com marca de alcance de 284cm no ataque e 278cm no bloqueio, também mais tarde exerceu a função de Líbero e nesta posição conquistou através da Seleção Brasileira a medalha de ouro no Grand Prix de 1998 em Hong Kong e semifinalista na BCV Cup no mesmo ano na Suíça. Em clubes foi vice-campeã do Campeonato Sul-Americano de Clubes em 1996 no Peru e disputou uma edição da Copa Challenge CEV de 2005-06.Também competiu na modalidade do vôlei de praia.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O primeiros passos no voleibol iniciou aos 7 anos na escola, e foi revelada nas categorias de base do E.C. Continental , depois passou pelo Pão de Açúcar por este foi campeã Paulista Metropolitana em 1989[1].

Representou a Seleção Paulista no Campeonato Brasileiro de Seleções e alcançou o tetracampeonato consecutivo na categoria juvenil nos anos de 1987,1988, 1989 e 1990, quando eleita Melhor Jogadora da competição[1].Transferiu-se para o Circulo Militar e depois foi contratada pelo Esporte Clube Pinheiros, alcançando o tetracampeonato do Campeonato Paulista Metropolitano nos anos de 1991,1992, 1993[1].

Disputou pelo Tensor/Pinheiros a Superliga Brasileira A 1994-95 e obteve a sexta posição[2] .Na temporada seguinte foi contratada pelo Transmontano/J.C. Amaral comandada pelo técnico Chico dos Santos[3], conquistando o pentacampeonato no Campeonato Paulista Metropolitano de 1995[1] e encerrou na quarta posição por este clube na Superliga Brasileira A 1995-96[2].

No ano de 1996 renovou com o mesmo clube e conquistou a medalha de prata no Campeonato Sul-Americano de Clubes de 1996 em Lima-Peru[4], obteve o título dos Jogos Abertos do Interior neste mesmo ano[1] e novamente alcançou a quarta posição na Superliga Brasileira A 1996-97[2] além do título da Superliga Brasileira A 1996-97[5].

Foi contratada pela Uniban/São Caetano cujo técnico era William Carvalho e obteve o bicampeonato dos Jogos Abertos do Interior de 1997[1] e alcançou o quinto lugar na Superliga Brasileira A 1997-98[2] época que exerceu a função de Líbero, sendo orientada pelo técnico após sofrer a primeira torção no joelho por tática e depois torceu o outro joelho assumindo em definitivo a função[1].

No ano de 1998 foi convocada pelo técnico Bernardo Rezende surge sua primeira convocação para Seleção Brasileira e disputou a BCV Cup na Suíça e alcançou a quarta colocação[6][7][8] e também disputou o Grand Prix no mesmo ano, cuja fase final foi em Hong Kong[9][10].

Permaneceu no mesmo clube e este utilizou a alcunha Uniban/São Bernardo representando-o nas competições do período esportivo 1998-99, conquistando o bronze no Campeonato Paulista de 1998 [11] e obteve seu primeiro título na Superliga Brasileira A referente a esse período[2].Defendeu o Blue Life/Pinheiros nas competições de 1999-00 conqusitou o título do Campeonato Paulista de 1999[11][12] e encerrou na quarta posição na Superliga Brasileira A 1999-00[2].Realizou um sonho de jogar ao lado da atleta que a inspirou desde o início da carreira:Ana Moser , participando de seu jogo de despedida das quadras no ano de 2000[1][13].

Defendeu na jornada seguinte o Blue Life/Pinheiros no período esportivo 2000-01, quando alcançou o ouro na Copa São Paulo[14] e o vice-campeonato paulista em 2000[11][15][16] e encerrou no sétimo lugar na correspondente Superliga Brasileira A[2][17] destacando-se individualmente recebendo o prêmio de Melhor Recepção da edição[18].

Jogou mais uma temporada pelo Blue Life /Pinheiros [2] e disputou o Campeonato Paulista de 2001[19] e novamente obteve a sétima colocação por este clube na Superliga Brasileira A 2001-02[2][20].

Em 2002 foi convocada para Seleção Brasileira pelo técnico Marco Aurélio Motta e foi contratada pelo Açúcar União/São Caetano[21] para as disputas de 2002-03, conquistando o vice-campeonato paulista em 2002[11][22] e na correspondente Superliga Brasileira A encerrou em sexto lugar [2][23].

A partir de 2003 trilhou a carreira profissional no Vôlei de Praia, disputou etapas do Circuito Brasileiro Banco do Brasil nas temporadas 2003-04 e 2004-05, sendo que em conquistou o vice-campeonato do Campeonato Cearense de Vôlei de Praia de 2003, em 2004 disputou o Rainha da Praia da ANVP-Associação Nacional de Vôlei de Praia e foi a vencedora do título[1][24] e ficou em segundo lugar por critério de desempanta na edição do referido torneio em 2005[25].

Devido ao alto custo de manter a carreira no vôlei de praia, decidiu voltar ao vôlei indoor e como os clubes estavam com seus elencos completos, recebeu uma ligação de uma amiga da Suíça e então aceitou a proposta e defendeu o VFM [1][26], por este clube foi vice-campeã da Liga A Suíça nesta mesma jornada[27].

Por este clube disputou a edição da Copa Challenge CEV 2005-06, ainda com a nomenclatura de Copa CEV,[28] encerrando na quarta posição na fase do Torneio#5[29].Foi repatriada pelo Brasil Telecom/DF no período esportivo 2006-07[30] e disputou a correspondente Superliga Brasileira A[31] quando finalizou no sétimo lugar[2].

Títulos e resultados[editar | editar código-fonte]

Premiações individuais[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o Voleibola (31 de março de 2006). «Entrevista: Sinônimo de garra e determinação!». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  2. a b c d e f g h i j k l m CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (27 de outubro de 2008). «SUPERLIGA 08/09: Histórico da Superliga». Consultado em 7 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 17 de outubro de 2014 
  3. Melhor do Vôlei (3 de novembro de 2007). «Superliga 95/96- Transmontano». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  4. El Tiempo. «Campeón brasileño» (em espanhol). Consultado em 7 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 14 de dezembro de 2014 
  5. Melhor do Vôlei (3 de novembro de 2007). «Superliga 96/97- Leites Nestlé». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  6. Todor66. «Women Volleyball XIV Montreux Volley Masters 1998 - 02-07.06 - Winner Cuba» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  7. UOL Esporte (6 de junho de 1998). «Brasil perde para Cuba na BCV Cup». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  8. a b UOL Esporte (7 de junho de 1998). «Vôlei feminino fica em quarto na BCV Cup». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  9. Todor66. «Women Volleyball VI Gran Prix 1998 Finals Hong Kong - Winner Brazil» (em inglês). Consultado em 1 de janeiro de 2015 
  10. AN-A Notícia (16 de maio de 1998). «Ana Paula». Consultado em 7 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 3 de março de 2016 
  11. a b c d e f g Wikipédia. «Artigo Campeonato Paulista de Voleibol Feminino-Resultados» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  12. a b Folha de S.Paulo Esporte (16 de novembro de 1999). «Pinheiros é campeão após 27 anos». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  13. GloboEsporte.com (18 de março de 2000). «Rainha das quadras faz sua despedida». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  14. a b Photo&Grafia (26 de julho de 2000). «VÔLEI - COPA SÃO PAULO - PINHEIROS CAMPEÃO». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  15. FPV-Federação Paulista de Volleyball. «Divisão Especial 2001- ESPORTE CLUBE PINHEIROS». Consultado em 7 de outubro de 2014 
  16. a b Terra Esportes (20 de novembro de 2000). «Flamengo se prepara em Minas para Superliga». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  17. Melhor do Vôlei (6 de novembro de 2009). «Superliga 2000/2001- Blue Life/Pinheiros». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  18. a b CBV-Confederação Brasileira de Voleibol (27 de outubro de 2008). «SUPERLIGA 08/09: Os melhores em cada fundamento na história». Consultado em 7 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2012 
  19. FPV-Federação Paulista de Volleyball. «Divisão Especial 2001- ESPORTE CLUBE PINHEIROS». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  20. Melhor do Vôlei (14 de março de 2008). «Superliga 2001/2002- Blue Life/Pinheiros». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  21. Photo&Grafia (8 de maio de 2002). «Photo&Gafia-Agência de Comunicação». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  22. FPV- Federação Paulista de Voleyball. «Divisão Especial 2002- SÃO CAETANO ESPORTE CLUBE -AÇÚCAR UNIÃO / SÃO CAETANO». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  23. Photo&Grafia (16 de março de 2002). «SUPERLIGA - FOI EM CIMA DO BLUE LIFE/ PINHEIROS». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  24. a b c Guia São João.com (2 de fevereiro de 2005). «Sanjoanense é terceira no Rainha da Praia». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  25. a b Guia São João.com (2 de fevereiro de 2005). «Atleta do volei de Praia no Torneio da ANVP -». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  26. SWI swissinfo.ch (1 de dezembro de 2005). «Vôlei suíço tem profissionais brasileiras». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  27. a b Volleyball Franches-Montagnes. «VFM - Volleyball Franches-Montagnes -passionnément volley- PALMARÈS» (em suíço). Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  28. CEV- Confederação Europeia de Voleibol. «2005/06 CEV CUP- Rafaela Félix» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  29. CEV- Confederação Europeia de Voleibol. «2005/06 CEV CUP- Competition Standings» (em inglês). Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  30. Todovoley (15 de julho de 2006). «TRANSFERÊNCIAS - Vaivém do Mercado-2/6». Consultado em 7 de janeiro de 2015 
  31. CBV-Confederação Brasileira de Voleibol. «Superliga 2006/2007- Escalação da Equipe- Brasil Telecom/». Consultado em 7 de janeiro de 2015. Arquivado do original em 31 de dezembro de 2012