Raffaele Graniti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Raffaele Graniti
Informações pessoais
Nome completo Raffaele Graniti
Data de nasc. ca. 1955 (64 anos)
Local de nasc. Castrovillari, Calábria,  Itália
Nacionalidade Itália Brasil Ítalo-brasileiro
Informações profissionais
Equipa atual Blumenau
Função Treinador
Times/Equipas que treinou
1993
1994
1995
1996
1997
1997
1997–1998
1998
1998
1999
1999–2000
2000
2002
2004
2004
2005
2007
2008
2008
2009
2010
2011
2012
2013
2014–2016
2019–
Inter de Lages
Mafra
Sombrio
Joinville
Avaí
Figueirense
Criciúma
Avaí
ABC
Rio Branco-PR
Fraiburgo
Tubarão F.C.
Lages
Caxias-SC[1]
Caxias-SC[1]
Chapecoense
Nacional-PR
Campo Grande
Videira
Tubarão
Porto-SC
Inter de Lages
Caçador
Canoinhas
Fluminense de Joinville
Blumenau

Raffaele Graniti[nota 1] (Castrovillari, Calábria, ca. 1955) é um treinador italiano radicado no Brasil. Atualmente comanda o Blumenau.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Considerado um técnico folclórico e cigano, Graniti chegou ao Brasil com apenas 5 anos e, desde então, vem construindo carreira em clubes modestos do Sul do Brasil, em sua maioria equipes de Santa Catarina.

Fora dos domínios catarinenses, dirigiu times do Paraná, Rio de Janeiro e Rio Grande do Norte. Jamais conquistou um título relevante, mas, entre idas e vindas por equipes pequenas ou desconhecidas, Graniti dirigiu os cinco grandes de Santa Catarina: Avaí, Chapecoense, Criciúma, Figueirense e Joinville.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Caçador

Campanhas de destaque[editar | editar código-fonte]

Como treinador[editar | editar código-fonte]

Joinville
Lages
Fluminense-SC

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Seu filho, Raffaele Graniti Júnior, trabalha como preparador físico em suas comissões técnicas.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Notas

  1. Algumas fontes da Internet divergem quanto a ortografia do nome do treinador, existindo duas formas predominantemente: Raffaele e Rafaelle.

Referências

  1. a b Redação NSC (2 de março de 2004). «Raffaele Graniti volta atrás e reassume o Caxias». NSCTotal.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  2. «Em Chapecó, Joinville se reencontra com o fantasma de decisão de 1996». ANotícia/ClicRBS.com. 6 de maio de 2016. Consultado em 18 de janeiro de 2017 
  3. GODÓY, Begair (14 de julho de 2011). «Raffaele Graniti: uma nova esperança para o futebol lageano». CLMais.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
  4. PAVAN, Lisandro (12 de fevereiro de 2003). «Acesso e Rebaixamento no Campeonato Catarinense». RSSSFBrasil.com. Consultado em 21 de agosto de 2019 
Precedido por
Técnico do Joinville
1996
Sucedido por
Precedido por
Joceli dos Santos
Reinaldo Salomão
Técnico do Avaí
1997
1998
Sucedido por
Emílson Peçanha (interino)
Evandro Guimarães (interino)
Precedido por
Sérgio Lopes
Técnico do Figueirense
1997
Sucedido por
Paulo Roberto da Cruz (interino)
Precedido por
Lula Pereira
Técnico do Criciúma
1997–1998
Sucedido por
Pepe
Precedido por
Roberto Cavalo
Técnico da Chapecoense
2005
Sucedido por
Vacaria
Precedido por
Pedrinho
Técnico do Caçador
2012
Sucedido por
Precedido por
Técnico do Fluminense
2014–2016
Sucedido por
Valmir Israel
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) treinador(a) de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.