Raggedy Ann

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Raggedy Ann
Raggedy Ann & Andy - Project Gutenberg eText 17371.jpg
Raggedy Ann e Andy, ilustrados por Johnny Gruelle
Língua original inglês
Sexo feminino
Criado por Johnny Gruelle
Género(s) infantil
Primeira aparição Raggedy Ann Stories (1918)

Raggedy Ann é uma personagem criada pelo escritor americano Johnny Gruelle (1880-1938), que figura em uma série de livros infantis escritos e ilustrados por ele. Raggedy Ann é uma boneca de pano de cabelos de lã vermelha e um nariz triangular.

Gruelle criou Raggedy Ann como um brinquedo em 7 de setembro de 1915, pelo qual recebeu a patente US D47789, e foi apresentada ao público no livro de 1918 Raggedy Ann Stories.

Quando a boneca foi comercializada com o livro, o conceito teve grande sucesso. Uma continuação, Raggedy Andy Stories (1920), apresentou o personagem Raggedy Andy, irmão da boneca. Outros personagens, como Beloved Belindy, uma boneca negra, foram apresentados como brinquedos e personagens em livros.[1][2][3]

Origens[editar | editar código-fonte]

Os detalhes exatos da origem de Raggedy Ann e histórias relacionadas não são especificamente conhecidos, embora numerosos mitos e lendas sobre as origens da boneca tenham sido amplamente repetidos.[4] Patricia Hall, historiadora e biógrafa de Gruelle, observa que os bonecos "se encontraram no centro de vários ciclos de lendas - grupos de histórias que, embora contenham núcleos de verdade, são mais mitos do que história. O que torna isso ainda mais intrigante é o fato de que Johnny Gruelle, inconscientemente ou com o grande senso de humor pelo qual era conhecido, iniciou muitas dessas lendas, algumas das quais são continuamente repetidas como a história factual de Raggedy Ann e Andy. "[5]

Hall explica ainda que, de acordo com um mito muitas vezes repetido, a filha de Gruelle, Marcella, trouxe do sótão da avó uma boneca de pano sem rosto no qual o artista desenhou um rosto, e que Gruelle sugeriu que a avó de Marcella costurasse um botão de sapato no lugar de um olho perdido. Hall diz que essa suposta ocorrência teria acontecido entre 1900 e 1914, com o local dado variadamente como no subúrbio de Indianápolis, Indiana, no centro de Cleveland, Ohio ou na zona rural de Connecticut.[6] O mais provável, como relatou a esposa de Gruelle, Myrtle, é que seu marido tenha recuperado uma boneca de pano caseira esquecida há muito tempo do sótão da casa de seus pais em Indianápolis, por volta da virada do século XX antes da filha do casal nascer. Embora o incidente não tenha sido confirmado, Myrtle Gruelle relembrou: "Havia algo que ele queria no sótão. Enquanto procurava por isso, encontrou uma velha boneca de pano que sua mãe fizera para sua irmã. Ele disse que a boneca daria uma boa história. "[5] Myrtle Gruelle também indicou que seu marido "manteve [a boneca] em sua mente até que tivéssemos Marcella. Ele se lembrou quando a viu brincar de boneca .... Ele escreveu as histórias em torno de algumas das coisas que ela fazia. Ele costumava ter ideias ao observá-la ".[5]

Nome[editar | editar código-fonte]

Em 17 de junho de 1915, pouco depois de apresentar seu pedido de patente para o design da boneca, Johnny Gruelle solicitou uma marca registrada para o nome Raggedy Ann, que ele criou combinando palavras de dois poemas de James Whitcomb Riley , " The Raggedy Man " e " Little Orphan Annie ". (Riley era um poeta conhecido de Indiana, amigo da família Gruelle e vizinho dos anos em que residiam em Indianápolis.[6][7] ) O Escritório de Patentes dos EUA registrou o pedido de registro de Gruelle (107328) para o nome Raggedy Ann em novembro. 23, 1915.[8]

Primeiros livros e design de bonecos[editar | editar código-fonte]

Raggedy Ann Stories (1918), escrito e ilustrado por Johnny Gruelle e publicado pela PF Volland Company, foi o primeiro de uma série de livros sobre a boneca de pano seus amigos.[9][10] A primeira edição do livro também incluiu a versão de Gruelle das origens da boneca e histórias relacionadas.[4] Dois anos após a publicação do primeiro livro de Raggedy Ann, Gruelle apresentou o irmão de Raggedy Ann, Raggedy Andy, em Raggedy Andy Stories (1920).[11]

Design de Patentes dos EUA de Gruelle para o que ficou conhecido como o boneco Raggedy Ann

Legado[editar | editar código-fonte]

No final da década de 1940, as vendas de livros relacionados com Raggedy Ann excederam 7 milhões de cópias.[12] A Bobbs-Merrill Company de Indianápolis tornou - se a editora autorizada e licenciadora de obras literárias relacionadas a Raggedy Ann em 1962, e a Knickerbocker Toy Company começou a fabricar as bonecas Raggedy Ann e Andy no início dos anos 1960.[13] Simon & Schuster e a Hasbro reivindicam a propriedade das marcas registradas dos nomes Raggedy Ann e Raggedy Ann e Andy.  A Patente E.U.A. D47 789 para o projeto de 1915 boneca, bem como os livros Raggedy Ann Stories (1918) e Raggedy Andy Stories (1920) , são de domínio público, seus direitos autorais expiraram.  

Os bonecos Raggedy Ann e Raggedy Andy e seus objetos relacionados tornaram-se itens de colecionadores muito requisitados.[14] Além dos bonecos e livros, outros itens relacionados continuam a ser produzidos, incluindo adaptações das histórias em histórias em quadrinhos, gravações de áudio, filmes de animação e produções de televisão e teatro.[15]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

A boneca Raggedy Ann foi introduzida no National Toy Hall of Fame em Rochester, Nova York, em 27 de março de 2002. Raggedy Andy foi introduzido 5 anos depois, em 8 de novembro de 2007.[14][16]

Livros relacionados[editar | editar código-fonte]

Johnny Gruelle, criador de Raggedy Ann, escreveu e / ou ilustrou dezenas de obras relacionadas. Muitos outros livros foram lançados e, em alguns casos, creditados a Gruelle após sua morte em 1938. Além disso, numerosos trabalhos foram escritos e / ou ilustrados por outros, como Ethel Hays, que ilustrou a maior parte das histórias relacionadas publicadas a partir de 1944.[17]

Escrito e ilustrado por Johnny Gruelle[editar | editar código-fonte]

  • Raggedy Ann Stories (1918)[18]
  • Raggedy Andy Stories (1920)[18]
  • Raggedy Ann and Andy and the Camel with the Wrinkled Knees (1924)[19]
  • Raggedy Andy's Number Book (1924)[20]
  • Raggedy Ann's Wishing Pebble (1925)[20]
  • Raggedy Ann's Alphabet Book (1925)[20]
  • Beloved Belindy (1926)[18]
  • The Paper Dragon: A Raggedy Ann Adventure (1926)[21]
  • Raggedy Ann's Fairy Stories (1928)[22]
  • Raggedy Ann's Magical Wishes (1928)[18]
  • Marcella: A Raggedy Ann Story (1929)[23]
  • Raggedy Ann in the Deep Deep Woods (1930)[20]
  • Raggedy Ann's Sunny Songs (1930)[24]
  • Raggedy Ann in Cookie Land (1931)[18]
  • Raggedy Ann's Lucky Pennies (1932)[25]
  • Raggedy Ann Cut-Out Paper Doll (1935)[25]
  • Raggedy Ann's Little Brother Andy Cut-Out Paper Doll (1935)[26]
  • Raggedy Ann in the Golden Meadow (1935)[27]
  • Raggedy Ann and the Left-Handed Safety Pin (1935)[18]
  • Raggedy Ann's Joyful Songs (1937)[28]
  • Raggedy Ann and Maizie Moocow (1937)[25]
  • Raggedy Ann and Andy's Very Own Fairy Stories (1970)[22]

Escritos por Johnny Gruelle; ilustrados por outros[editar | editar código-fonte]

  • Raggedy Ann in the Magic Book (1939)[29]
  • Raggedy Ann and the Laughing Brook (1940)[30]
  • Raggedy Ann and the Golden Butterfly (1940)[31]
  • Raggedy Ann and the Hoppy Toad (1940)[30]
  • Raggedy Ann Helps Grandpa Hoppergrass (1940)[30]
  • Raggedy Ann in the Garden (1940)[30]
  • Raggedy Ann Goes Sailing (1941)[30]
  • The Camel with the Wrinkled Knees (1941)[30]
  • Raggedy Ann and Andy and the Nice Fat Policeman (1942)[32]
  • Raggedy Ann and Betsy Bonnet String (1943)[33]
  • Raggedy Ann in the Snow White Castle (1946)[34]
  • Raggedy Ann's Adventures (1947)[35]
  • Raggedy Ann and the Slippery Slide (1947)[35]
  • Raggedy Ann's Mystery (1947)[35]
  • Raggedy Ann at the End of the Rainbow (1947)[35]
  • Raggedy Ann and Marcella's First Day At School (1952)[36]
  • Raggedy Ann's Merriest Christmas (1952)[36]
  • Raggedy Andy's Surprise (1953)[36]
  • Raggedy Ann's Tea Party (1954)[37]
  • A Puzzle for Raggedy Ann and Andy (1957)[38]
  • Raggedy Ann's Secret (1959)[39]
  • Raggedy Ann's Christmas Surprise (ca. 1960)[40]
  • Raggedy Ann's Stories to Read Aloud (1960)[38]
  • Raggedy Ann and the Golden Ring (1961)[41]
  • Raggedy Ann and the Hobby Horse (1961)[41]
  • Raggedy Ann and the Happy Meadow (1961)[41]
  • Raggedy Ann and the Wonderful Witch (1961)[41]
  • Raggedy Ann and Andy and the Kindly Ragman (1975)[42]
  • Raggedy Ann and Andy and the Witchie Kissabye (1975)[42]

Adaptações atribuídas a Gruelle, ou baseadas em seus trabalhos[editar | editar código-fonte]

  • Raggedy Ann and Andy—with Animated Illustrations (1944)[43]

Escrito por outros; ilustrado por Gruelle e / ou outros[editar | editar código-fonte]

  • The Bam Bam Clock, by J. P. McEvoy, Illustrated by Johnny Gruelle, P. F. Volland Co., 1920 (Later issued by Algonquin Publishing, circa 1936)
  • Raggedy Ann and the Tagalong Present (1971)[44]
  • Raggedy Andy's Treasure Hunt (1973)[44]
  • Raggedy Ann's Cooking School (1974)[45]
  • Raggedy Ann and Andy's Cookbook (1975)[46]
  • Raggedy Granny Stories (1977)[47]
  • Raggedy Ann and Andy's Sewing Book (1977)[48]

Outras adaptações[editar | editar código-fonte]

Muitas adaptações subsequentes dos livros de Raggedy Ann e Andy foram publicadas, além dos personagens que aparecem em outros formatos de mídia.

Filmes e curtas-metragens animados[editar | editar código-fonte]

Teatro / Palco[editar | editar código-fonte]

  • Raggedy Ann and Andy (1981) [52]
  • Raggedy Ann: The Musical Adventure (1986) [53]

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Raggedy Ann and Andy in The Great Santa Claus Caper (1978)[54]
  • Raggedy Ann and Andy in The Pumpkin Who Couldn’t Smile (1979)[55]
  • The Adventures of Raggedy Ann and Andy (1988–1990)[56]
  • Raggedy Ann and Andy and the Camel with the Wrinkled Knees[57]

Gravações de áudio[editar | editar código-fonte]

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Washington Post
  2. «Mammy: A Century of Race, Gender, and Southern Memory» 
  3. «Beloved Belindy». www.goodreads.com 
  4. a b «A Child At Heart: The Fanciful World of Johnny Gruelle». Traces of Indiana and Midwestern History. 2 
  5. a b c «Raggedy Ann and Andy: History and Legend» 
  6. a b Patricia Hall. Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0882899084 
  7. «Raggedy Ann's Hoosier Pedigree» 
  8. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 105.
  9. «Johnny Gruelle Inspired Illustrator» 
  10. Mary Q. Burnet. Art and Artists of Indiana. [S.l.: s.n.]  Reprint edition, Evansville, Indiana: Whipporwill Publications, 1985.
  11. «Raggedy History» 
  12. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, pp. 184–85. See also: Hall, "A Child At Heart," pp. 10–11.
  13. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, pp. 187–88.
  14. a b Linda C. Gugin and James E. St. Clair, eds. Indiana's 200: The People Who Shaped the Hoosier State. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-87195-387-2 
  15. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, pp. 190–91. See also: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, pp. 158–80.
  16. (Nota de imprensa)  Em falta ou vazio |título= (ajuda) See also: «Inducted Toys: by Year Inducted List» 
  17. Patricia Hall. Raggedy Ann and More: Johnny Gruelle's Dolls and Merchandise. [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-56554-102-3 
  18. a b c d e f Banta, p. 126.
  19. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 145.
  20. a b c d Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 200.
  21. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, pp. 148, 156, 200.
  22. a b A reprint of Gruelle's early work, My Very Own Fairy Stories (1917). See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 88.
  23. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, pp. 153, 200.
  24. Lyrics and illustrations by Johnny Gruelle, music by Will Woodin. See Banta, p. 126.
  25. a b c Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 201.
  26. Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 131.
  27. Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 165.
  28. Lyrics and illustrations by Johnny Gruelle, music by Charles Miller. See Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 201.
  29. Written by Johnny Gruelle, illustrated by Justine Gruelle and/or Worth Gruelle. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 136. Also: Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 201.
  30. a b c d e f Written by Johnny Gruelle; illustrated by Justin C. Gruelle. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 37.
  31. Written by Johnny Gruelle; illustrated by Justin Gruelle. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 139.
  32. Written by Johnny Gruelle; illustrated by Worth Gruelle. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 142.
  33. Written by Johnny Gruelle; illustrated by Justin Gruelle. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 143.
  34. Written by Johnny Gruelle; illustrated by Justin Gruelle. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 147.
  35. a b c d ”Saalfield Treasure Book” series, Saalfield Publishing Company; written by Johnny Gruelle; illustrated by Ethel Hays. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 149.
  36. a b c “The Wonder Books” series, published by Grosset and Dunlap; written by Johnny Gruelle; illustrated by Tom Sinnickson. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 150.
  37. "The Wonder Books" series, published by Grosset and Dunlap; written by Johnny Gruelle; illustrated by George and Irma Wilde. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 150.
  38. a b “The Wonder Books” series, published by Grosset and Dunlap; written by Johnny Gruelle; illustrated by Rachael Taft Dixon. See Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 151.
  39. "The Wonder Books" series, published by Grosset and Dunlap; written by Johnny Gruelle. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 150.
  40. “The Wonder Books” series, published by Grosset and Dunlap; written by Johnny Gruelle; illustrated by Tom Sinnickson. See Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 151.
  41. a b c d Written by Johnny Gruelle; illustrated by Worth Gruelle with the assistance of Joni Gruelle (Worth Gruelle’s daughter) See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 136.
  42. a b Written by Johnny Gruelle; illustrated by John E. Hopper. See Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, pp. 201–02.
  43. Unattributed text; based on Gruelle’s book, The Paper Dragon; animations by Julian Wehr. See: Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 146.
  44. a b Written by Marjory Schwalje; illustrated by Becky Krehbile. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 172.
  45. Written by Marjory Schwalje; illustrated by June Goldsborough. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 172.
  46. Written by Nika Hazelton; illustrated by Johnny Gruelle, Worth Gruelle, and Justin Gruelle. See Hall, Johnny Gruelle, Creator of Raggedy Ann and Andy, p. 154.
  47. Written by Doris Thorner Salzberg; illustrated by Johnny Gruelle, Worth Gruelle, Justin Gruelle, and others. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 155.
  48. Written by Lydia Encinas; illustrated by Johnny Gruelle, Worth Gruelle, John Hopper, and others. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 155.
  49. a b c Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 179.
  50. An animated feature film directed by Richard Williams. Raggedy Ann was voiced by Didi Conn, and drawn by Tissa David, who became one of the first women to animate a leading character in an animated feature film. See: «Thérèse "Tissa" David (1921–2012): Her Animating Spirit». The Wall Street Journal 
  51. «Master animator Tissa David dies at 91, She was one of first women in male-dominated field». Variety 
  52. A stage play adapted from screenwriter Patricia Thackray's 1977 film. See: «Dramatic Publishing Raggedy Ann & Andy» [ligação inativa] 
  53. A Broadway musical by songwriter Joe Raposo and playwright William Gibson. See: «Raggedy Ann: The Musical Adventure» 
  54. A Christmas television special directed by Chuck Jones. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 179.
  55. A Halloween television special, also directed by Chuck Jones. See Hall, Raggedy Ann and Johnny Gruelle, p. 179.
  56. An animated television series[carece de fontes?]
  57. An episode of the animated anthology series CBS Storybreak[carece de fontes?]
  58. «Children's book character and doll, Raggedy-Ann, is depicted in a...». Getty Images 
  59. Brittle, Gerald (13 de setembro de 2002) [1980]. «Annabelle». The Demonologist: The Extraordinary Career of Ed and Lorraine Warren. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-595-24618-2 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]