Raghad Hussein

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Raghad Saddam Hussein (em árabe: رغد صدام حسين) (nascida em 2 de setembro de 1968) é a filha mais velha do antigo Presidente do Iraque, Saddam Hussein e Sajida Talfah.

Em 1987, ela se casou com Hussein Kamel al-Majid, um dissidente de alto nível do Iraque que compartilhou segredos de armas com a UNSCOM, a CIA e o MI6. Kamel foi morto, juntamente com seu irmão, por companheiros membros do clã, que declarou-os traidores. Saddam havia deixado claro que, embora perdoado, perderiam todo o status e não receberiam qualquer proteção. A irmã de Raghad, Rana Hussein, foi casada com o irmão de Saddam Kamel, Hussein Kamel, que sofreu o mesmo destino.

Raghad teve cinco filhos de Hussein Kamel, três filhos, Ali, Saddam e Wahej, e duas filhas, Haris e Banan.

Em 2 de julho de 2006, o assessor de segurança nacional do governo do Iraque, Muwaffaq al-Rubaie, declarou que Raghad e sua mãe Sajida Talfah eram procuradas por terem apoiado a insurgência iraquiana.[1] O primeiro-ministro jordaniano Marouf al-Bakhit fez uma declaração de que "Raghad estava sob a proteção da família real" e "a presença da Sra. Raghad Saddam Hussein e seus filhos na Jordânia é motivada por considerações humanitárias. Ela é convidada da família real Hachemita (do Rei Abdullah II) e está sob a sua proteção como uma requerente de asilo", de acordo com a tradição árabe. Sua localização exata, contudo, não foi divulgada.[2]

Em 30 de dezembro de 2006, Saddam Hussein foi executado no Iraque. Antes da execução, Raghad pediu o corpo de seu pai para ser enterrado temporariamente no Iêmen, até que as forças da coalizão fossem expulsas do Iraque.[3]

Em agosto de 2007, a agência de polícia internacional, a Interpol, anunciou que havia circulado um mandado de prisão para Raghad sobre as suspeitas de que ela e seus assessores haviam prestado assistência à insurgência no Iraque. [4]

Referências

  1. [1]
  2. [2]
  3. «Saddam daughter asking body be buried in Yemen». Reuters. 29 de dezembro de 2006. Consultado em 29 de dezembro de 2006 
  4. «Warrant out for Saddam daughter». BBC News. 17 de agosto de 2007. Consultado em 22 de maio de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]