Rainer Cadete

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2016). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Rainer Cadete
Img-532633-rainer-cadete20130731111375279606.jpg
Nome completo Rainer Cadete
Nascimento 24 de julho de 1987 (28 anos)
Brasília  Distrito Federal
 Brasil
Nacionalidade  brasileiro
Ocupação Ator
Página oficial

Rainer Cadete (Brasília, 24 de julho de 1987) é um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira participando de diversos cursos de interpretação. Em 2008 e 2009, participou da Oficina de Atores da Rede Globo e do curso de formação profissional de atores na Casa de Artes de Laranjeiras.

Embora tenha nascido na Asa Norte, foi em Samambaia Norte que o ator brasiliense Rainer Cadete brincou durante a infância.

Entre idas e vindas da escola, no Plano Piloto, um endereço da Asa Sul se tornou sagrado para o artista: o Espaço Cultural Renato Russo. Ali, ele começou a trilhar a trajetória que o levaria a papéis de destaque em Verdades Secretas e, em Êta mundo bom!, da TV Globo.

No espaço da 508 Sul, Rainer esbarrou com a oficina de teatro da experiente atriz e professora Adriana Lodi, responsável pela formação de tantos talentos do Distrito Federal em artes cênicas. Naquele lugar, hoje fechado, ele criou intimidade com o ofício e se descobriu intérprete. Passou a viver em virtude dos palcos, muito embora já fosse íntimo da expressão artística — Rainer dançava e cantava, e chegou a performar em igrejas evangélicas.

Apesar da repercussão nacional em virtude das aparições na tevê e da visibilidade alcançada após se mudar para a capital carioca, foi em Brasília que o ator amadureceu e se firmou, principalmente por meio de espetáculos teatrais. Por aqui, ele também desenvolveu trabalhos de destaque na formação de público, a exemplo do projeto em homenagem ao centenário de Vinicius de Moraes que ele carregou pelas cidades do DF em 2014.[1]

Teatro

Ao longo de sua carreira, atuou em diversos espetáculos como O castigo, de Sergio Menezes, Mar Morto, de Jefferson Almeida, O Muro, de Adriana Lodi, Revolução na América do Sul, de Adriana Lodi, Os Campeões, de Lygia Fagundes Telles com adaptação e direção de Francis Mayer. Entre as iniciativas do projeto, por exemplo, estava a peça Nós, dirigida pelos Irmãos Guimarães.

Em 2012, protagonizou o musical infantil Zé Vagão da Roda Fina e Sua Mãe Leopoldina, de Silvia Orthof. No inicio de 2013 produziu e atuou na peça Doroteia, com direção de Sergio Menezes, em homenagem ao centenário de Nelson Rodrigues, na Capital Federal.

Televisão e cinema

Na televisão e cinema, participou do seriado Escola Prevenia, do Canal Futura , do curta Laquê, de Cininha de Paula, da série De Cabelo em Pé do Multishow, e do programa Os Caras de Pau da Rede Globo. Está no longa metragem Cine Holiúdy, de Halder Gomes, que terá sua estreia em agosto deste ano.

Em 2009, interpretou em Caras & Bocas, de Walcyr Carrasco, o protagonista Gabriel na 1ª fase da trama. No mesmo ano em alguns meses depois, viveu Nuno na novela Cama de Gato, escrita por Duca Rachid e Thelma Guedes ambas exibidas pela Rede Globo. E pela sua atuação em Cama de Gato, foi indicado ao Prêmio Contigo como Ator Revelação, ao lado de Mateus Solano e Marco Pigossi.

Idealizou o projeto Centenário de Vinicius de Moraes, onde convida Ellen Oléria e Maria Gadú para interpretarem os grandes sucessos de Vinícius, previsto para acontecer em outubro na Capital Federal. Ainda dentro do projeto, Rainer interpretará a peça “Cordélia e o Peregrino”, adaptada por Rodrigo Nogueira.

Em 2013 participou da novela Amor à Vida, na Rede Globo de Walcyr Carrasco como advogado Rafael.

Em 2015, Rainer Cadete deu vida ao booker Visky em Verdades Secretas, novela de Walcyr Carrasco, exibida às 23h na Rede Globo, papel que o levou ao grande reconhecimento do público e foi sucesso de critica com vários prêmios conquistados naquele ano. [2] Ainda neste ano, Rainer dirigiu o episódio 'Amassa', na websérie MUTE, que foi o seu primeiro trabalho como diretor.

Em 2016 participou da novela Êta Mundo Bom!, na Rede Globo de Walcyr Carrasco, como o mulherengo Celso, seu primeiro vilão.

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Emissora
2009 Caras & Bocas Gabriel Batista da Silva (jovem) Rede Globo
2009 Cama de Gato Nuno Alves Moreira Rede Globo
2013 Amor à Vida Rafael Nero Rede Globo
2014 Zorra Total Ele Mesmo (participação especial) Rede Globo
2014 As Canalhas Caio GNT
2015 Verdades Secretas Visky Rede Globo
2016 Êta Mundo Bom! Celso Sampaio Carneiro Rede Globo

Prêmios & Indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Indicado Resultado Ref.
2015 Prêmio Extra de Televisão Melhor Ator Coadjuvante: Visky Venceu
2015 Melhores do Ano Melhor Ator de Coadjuvante Visky Venceu
2015 Prêmio Mens of the Year da Revista GQ Brasil Revelação do Ano Venceu
2015 Prêmio Jovem Brasileiro na categoria TV Venceu

Referências

  1. «Confira a entrevista com Rainer Cadete». Correio Braziliense. Consultado em 2016-05-28. 
  2. Gshow (02 de julho de 2015). «Rainer Cadete será Visky em Verdades Secretas». Gshow. Consultado em 27 de junho de 2015. 
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.