Rali Dakar de 2016

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Rali Dakar de 2016
Mapa da rota
Informações do Rali
País  Argentina e  Bolívia
Data 3 a 16 de Janeiro
Percurso Argentina Buenos Aires - Argentina Rosário
Etapas 13
Distância total 9237 km (Percurso máximo para os carros)
Equipas à partida 136 motocicletas
45 quadriciclos
111 carros
55 Camiões
Equipas à chegada 84 motocicletas
23 quadriciclos
67 carros
41 Camiões
Vencedores
Motos Austrália Toby Price (KTM)
Quads Argentina Marcus Patronelli (Yamaha)
Carros França Stephane Peterhansel (Peugeot)
Camiões Países Baixos Gerard de Rooy (Iveco)
Rali Dakar
2015
2017

O Rali Dakar 2016 foi a 37ª edição do rali-raid mais exigente do mundo. Teve lugar entre 3 e 16 de Janeiro e pela oitava vez consecutiva ocorreu na América do Sul. A empresa francesa ASO (Amaury Sport Organisation) é a organizadora do Dakar, que percorreu terras da Argentina e Bolívia. Pela primeira vez desde que a prova é realizada no continente americano, o Chile não fez parte da rota.[1] Marc Coma, após conquistar o 5º título em motos na edição de 2015, assumiu o papel de director da prova de 2016.[2]

O rali foi ganho pelo estreante de 2015 Toby Price, continuando o domínio da KTM, com a Honda a continuar a sofrer de falta de fiabilidade. Os irmãos Patronelli dominaram nos Quads (desta vez por Marcos), enquanto a Peugeot voltou com um carro superior que a concorrência. O estreante Sébastien Loeb dominou a primeira semana, mas no final a vitória foi para o Sr. Dakar Stephane Peterhansel. Gerard de Rooy ganhou o Dakar novamente, pondo fim ao domínio Kamaz. Honda, Mini, Toyota e Kamaz 2016 foram maiores decepções.

Historia da prova[editar | editar código-fonte]

Desde cedo o ASO enfrentou problemas de planeamento do rali de 2016. O Chile recusou-se a receber o rali, pela primeira vez desde que o Dakar se realiza na América do Sul, e a apenas 4 meses para o início, o Peru também se recusou receber o rali. Sem o Deserto do Atacama e os Andes, o rali foi baseado principalmente na Argentina, com muitas etapas rápidas em pistas fechadas ao estilo WRC, e com poucas etapas de navegação em terreno aberto. O maior problema que os competidores enfrentaram foi o fenómeno climático El Niño, que encurtou a maioria das etapas devido à chuva forte (na primeira semana) e calor enorme (na segunda). Todos estes problemas levaram a muitas críticas e o diretor do Dakar Étienne Lavigne chegou a anunciar uma possível mudança do rali para o sul do continente africano,[3] com o objetivo de pressionar os países sul-americanos. Mais tarde, ele viria anunciar que o rali permaneceria na América do Sul estando à procura de novos países.[4]

Participantes[editar | editar código-fonte]

Número de participantes
Etapa Motos Quads Carros Camiões Total
Início do Rali 136 45 111 55 347
Dia de descanso 112 36 90 51 289
Fim do Rali 84 (61%) 23 (51%) 67 (60%) 41 (75%) 215 (62%)

Motos[editar | editar código-fonte]

Principais Candidatos
Marca No. Piloto
Áustria KTM 3 Austrália Toby Price
5 Eslováquia Štefan Svitko
9 França David Casteu
10 França Olivier Pain
11 Espanha Jordi Viladoms
14 Áustria Matthias Walkner
25 Reino Unido Sam Sunderland
36 Bolívia Juan Carlos Salvatierra
Japão Honda 2 Portugal Paulo Gonçalves
6 Espanha Joan Barreda
19 França Michael Metge
22 Argentina Javier Pizzolito
24 Brasil Jean Azevedo
Japão Yamaha 7 Portugal Hélder Rodrigues
15 Países Baixos Frans Verhoeven
18 Itália Alessandro Botturi
Suécia Husqvarna 4 Chile Pablo Quintanilla
8 Portugal Ruben Faria
França Sherco 17 Espanha Juan Pedrero
20 França Alain Duclos

Camiões[editar | editar código-fonte]

Principais Candidatos
Marca No. Piloto Co-Pilotos
Rússia Kamaz 500 Rússia Ayrat Mardeev Rússia Aydar Belyaev Rússia Dmitriy Svistunov
502 Rússia Eduard Nikolaev Rússia Evgeny Yakovlev Rússia Vladimir Rybakov
504 Rússia Andrey Karginov Rússia Andrey Mokeev Rússia Igor Leonov
508 Rússia Dmitry Sotnikov Rússia Igor Devyatkin Rússia Ruslan Akhamadeev
Itália Iveco 501 Países Baixos Gérard de Rooy Polónia Darek Rodewald Bélgica Jurgen Damen
503 República Checa Aleš Loprais Espanha Ferran Alcayna Países Baixos Bernard der Kinderen
518 Espanha Pep Vila Espanha Xavi Colome Espanha Marc Torres Sala
Alemanha MAN 506 Países Baixos Hans Stacey Bélgica Serge Bruynkens Bélgica Jan van der Vaet
República Checa Tatra 505 República Checa Martin Kolomý República Checa David Kilián República Checa René Kilián
Países Baixos Ginaf 520 Países Baixos Jan Lammers Países Baixos Emiel Megens Países Baixos Erik Kofma
Bielorrússia MAZ 507 Bielorrússia Siarhei Viazovich Bielorrússia Pavel Haranin Bielorrússia Andrei Zhyulin

Etapas[editar | editar código-fonte]

Distância de acordo com o site oficial.[5]

Etapa Data Partida Chegada Motos Quads Carros Camiões
km SS Vencedor Vencedor Tot SS Vencedor Tot SS Vencedor
P 2 Janeiro Argentina Buenos Aires Argentina Rosário 346 11 Espanha J. Barreda Chile I. Casale 346 11 Países Baixos B. Ten Brinke 346 11 Etapa neutralizada
1 3 Janeiro Argentina Buenos Aires Argentina Villa Carlos Paz 632 227 Etapa cancelada devido ao mau tempo 662 258 Etapa cancelada 662 258 Etapa cancelada
2 4 Janeiro Argentina Villa Carlos Paz Argentina Termas Río Hondo 786 450
354
Austrália T. Price Chile I. Casale 858 521
387
França S. Loeb 858 521
387
Países Baixos P. Versluis[N 1]
3 5 Janeiro Argentina Termas Río Hondo Argentina San Salvador de Jujuy 663 314
200
Argentina K. Benavides[N 2] África do Sul B. Baragwanath 663 314
200
França S. Loeb 663 314
130
República Checa M. Kolomy
4M 6 Janeiro Argentina San Salvador de Jujuy Argentina San Salvador de Jujuy 629 429 Portugal P. Gonçalves[N 3] Itália Juan C. Carignani[N 4] 629 429 França S. Peterhansel 619 418 Países Baixos G. Rooy
5 7 Janeiro Argentina San Salvador de Jujuy Bolívia Uyuni 624 327 Austrália T. Price Peru A. Hernández 624 327 França S. Loeb 624 327 Rússia E. Nikolaev
6 8 Janeiro Bolívia Uyuni Bolívia Uyuni 723 542 Austrália T. Price Argentina M. Patronelli 723 542 França S. Peterhansel 600 295 Países Baixos H. Stacey
7 9 Janeiro Bolívia Uyuni Argentina Salta 793 353
230
França A. Meo Argentina L. Bonetto 793 353 Espanha C. Sainz 793 353 Rússia E. Nikolaev
10 Janeiro Argentina Salta Dia de descanso
8 11 Janeiro Argentina Salta Argentina Belén 766 393 Austrália T. Price Argentina M. Patronelli 766 393 Catar N. Al-Attiyah 766 393 Países Baixos G. Rooy
9 12 Janeiro Argentina Belén Argentina Belén 436M 285M Austrália T. Price Argentina P. Copetti 396 285 Espanha C. Sainz 396 285 Países Baixos G. Rooy
10 15 Janeiro Argentina Belén Argentina La Rioja 561 278 Eslováquia Š. Svitko África do Sul B. Baragwanath 763 278 França S. Peterhansel 763 431 Países Baixos P. Baar
11 14 Janeiro Argentina La Rioja Argentina San Juan 712 431 França A. Méo Argentina A. Patronelli 712 431 Catar N. Al-Attiyah 712 431 Rússia E. Nikolaev
12 15 Janeiro Argentina San Juan Argentina Villa Carlos Paz 931 481 Portugal H. Rodrigues Argentina M. Patronelli 866 481 Finlândia M. Hirvonen 866 267 Países Baixos P. Versluis
13 16 Janeiro Argentina Villa Carlos Paz Argentina Rosário 699 180 Chile P. Quintanilla África do Sul B. Baragwanath 699 180 França S. Loeb 699 180 Países Baixos H. Stacey

Notas:

  • M: Etapa Maratona (sem parque de assistência).
  • Prólogo neutralizado após um despiste de um automóvel, que impediu os camiões de partirem.
  • 1ª etapa cancelada devido ao mau tempo.
  • 2ª etapa encurtada devido ao mau tempo.
  • 3ª etapa encurtada devido ao mau tempo. A etapa dos camiões foi ainda encurtada uma segunda vez após a anulação do troço após o segundo waypoint devido a um abatimento da pista.
  • 7ª etapa para motos e quads foi encurtada devido ao mau tempo (anulado o segundo sector cronometrado).
  • Etapas 9 e 11 encurtadas devido às altas temperaturas
  • Etapa 10 encurtada devido à chuva que caiu aumentando o caudal dos rios no ultimo troço cronometrado.
  1. Hans Stacey fez o tempo tempo mais rápido mas foi penalizado em 2 minutos
  2. Joan Barreda fez o tempo mais rápido mas foi penalizado em 1 minuto por excesso de velocidade na ligação.
  3. Joan Barreda fez o tempo mais rápido na etapa mas foi penalizado em 5 minutos por exceder novamente a velocidade na ligação.[6]
  4. Marcus Patronelli venceu inicialmente a etapa mas depois a organização decidiu anular o último sector cronometrado.[7]

Resumo[editar | editar código-fonte]

[8]
A corrida começou com um prólogo de 11 km em Buenos Aires, marcado por um acidente quando uma piloto perdeu o controlo do seu carro atingindo os espectadores ferindo 10 pessoas, com a organização neutralizar a corrida para os restantes concorrentes. A primeira etapa "real" foi cancelada devido ao mau tempo.[9] Devido à mesma razão, as segunda e terceira etapas foram encurtados em cerca de 100 km.[10] A terceira etapa para camiões foi encurtada uma segunda vez depois de uma parte da pista ter colapsado devido à chuva forte. As quarta e quinta etapa foram as duas parte da primeira etapa maratona do rali de 2016, com a inovação deste ano os veículos entrarem em parque fechado no final da primeira etapa, com os concorrentes impedidos de intervir nas viaturas, mesmo sem assistência. A sétima etapa foi uma das mais dramáticas. Primeiro, o retorno à Argentina e El Niño, cancelando o segundo sector cronometrado para motos e quads. Em seguida, o grave acidente de Matthias Walkner e o despiste de Lionel Baud em Mitsubishi, matando um espectador na Bolívia. O calor extremo levaram ao encurtamento das etapas 9 e 11, enquanto os últimos 33 km da etapa 10 foram cancelados devido à chuva que fez aumentar o caudal dos rios.

Motos[editar | editar código-fonte]

Primeira corrida sem Cyril Despres e Marc Coma, que dominaram as 10 edições anteriores. Esperava-se uma corrida completamente aberta com um grande grupo de candidatos à vitória da KTM e Honda, mas também da Husqvarna (competindo com motos KTM) reforçada pelo candidato à vitória Ruben Faria, enquanto a Yamaha (que perdeu alguns dos seus melhores pilotos mas teve o regresso de Hélder Rodrigues) desempenhou um papel secundário. Sherco também estava à espreita de fazer uma surpresa principalmente por Alain Duclos. Joan Barreda, como lhe é habitual, começou o rali com um ritmo forte, venceu o prólogo e fez o melhor tempo na 3ª e 4ª etapas, mas foi penalizado por 2 vezes por excesso de velocidade nas ligações. Isso levou à vitória do estreante argentino Kevin Benavides e à liderança do privado Štefan Svitko na terceira etapa. Na etapa 4 uma dobradinha para Portugal com Paulo Gonçalves a vencer a etapa à frente de Ruben Faria, e garantir a liderança. Vitórias na etapas 5 e 6 para Toby Price da KTM mas Gonçalves manteve liderança. Na etapa 6, um acidente levou ao abandono de Ruben Faria com um pulso quebrado quando era 7º da geral, e Joan Barreda perdeu todas as hipóteses de ganhar o Dakar de 2016, com problemas mecânicos terminando 5 horas atrás de Price. Na etapa 7, o abandono de 2 candidatos à vitória: Joan Barreda, recusou-se a continuar após a pesada perda de tempo no dia anterior, apesar da moto ter sido reparada e se encontrar em perfeitas condições, e depois o acidente de Matthias Walkner, que levou ao seu abandono com uma fratura do fémur. Paulo Gonçalves foi o primeiro piloto a chegar e ficou como ele até o resgate médico chegar. Mais tarde, a organização tirou os 10,53 minutos, que ele ficou com seu rival. Antoine Méo venceu a etapa e Gonçalves aumentou a vantagem sobre Toby Price. Svitko foi o terceiro antes do dia de descanso.

Na etapa 8 Toby Price venceu à frente de Paulo Gonçalves (que sofreu uma aparatosa queda) e tomou a liderança. Na etapa 9 Paulo Gonçalves furou o radiador no 2º sector. No entanto a anulação deste sector permitiu que chegasse ao fim, perdendo mais de meia hora e caindo para 3º. No final, sendo etapa maratona, a moto foi reparada pelos pilotos da Honda e pelo compatriota Mário Patrão que conseguiram reconstruir o motor, sem necessidade de o substituir e consequente penalização. No entanto no final da etapa 10 viria a ser penalizado na mesma em quase 40 minutos acabando com as possibilidade de vitória. Na etapa 10 Toby price geriu a vantagem, e a vitória foi para o privado Svitko, seguido de Benavides. Na 11ª etapa, Paulo Gonçalves, após ter sofrido a penalização, partiu ao ataque mas caiu no início da prova, caindo novamente ao km 118, sofrendo um traumatismo craniano e sendo obrigado a retirar. Svitko e Benavides perderam tempo para Antoine Méo e Toby Price. Na 12ª etapa a vitória foi para Hélder Rodrigues em Yamaha, a primeira não KTM e não Honda, enquanto na 13ª etapa foi a vez da Husqvarna por Pablo Quintanilla.

Quads[editar | editar código-fonte]

2016 foi o regresso dos irmãos Patronelli, que dominaram o Dakar sul-americano entre 2010 e 2013. Mas foi o campeão de 2014 Ignacio Casale que dominou o início da corrida vencendo as primeiras etapas. O rookie Brian Baragwanath foi o herói da etapa 3, vencendo depois de ter sido segundo na etapa 2. Na etapa 4, o que poderia ser a primeira vitória para Marcos Patronelli mais tarde se tornou numa vitória para o italiano Juan Carlos Carignani, após a organização cancelar o último sector cronometrado. A segunda parte da etapa maratona revolucionou a classificação geral com muitos acidentes e problemas mecânicos que levaram a muitos abandonos, como Marcelo Medeiros (terceiro da geral) Rafal Sonik (atual campeão) e o qatari Abu-Issa. O russo vencedor 2014 Ignacio Casale perdeu uma quantidade enorme de tempo para Alexis Hernandez o vencedor do dia. O piloto russo Sergey surpreendente Karyakin assumiu a liderança. Na etapa 6, finalmente, o regresso dos irmãos Patronelli às vitórias, com Marcos vencendo à frente de Alejandro, que subiu para o topo da classificação geral, no dia do abandono de Casale devido a uma fratura na clavícula após um acidente. Na etapa 7 a vitória foi para Lucas Bonetto, sem alterações significativas em geral. Na segunda semana de corrida, os irmãos Patronelli terminaram quase todas as etapas no top-3 aumentando assim a sua vantagem.

Carros[editar | editar código-fonte]

O exército Mini enfrentou as Toyotas sul-africanas e o retorno da Peugeot com um totalmente renovado 2008 DKR após o flop de 2015. O prólogo era apenas um aperitivo com os concorrentes terminando separados por pequenas diferenças, mas na 2ª e 3ª etapas ao estilo WRC, o estreante Sébastien Loeb mostrou a sua classe, numa dobradinha para a Peugeot, apesar da etapa ser mais favorável para os veículos 4X4. Na alta montanha da etapa 4, um 1-2-3 para Peugeot (primeira vitória para Stéphane Peterhansel com um Peugeot, a sua 33ª vitória em carros, 66ª vitória combinada e 50ª vitória para a Peugeot), que garantiu também o quinto lugar, com apenas o Mini de Nasser Al-Attiyah Mini pelo meio, o que demonstrou a vantagem das melhorias introduzidas no 2008 DKR. na quinta etapa, mais uma vitória para Sébastien Loeb (sua terceira) e mais um 1-2-3 para a Peugeot. Na sexta etapa, uma outra dobradinha para a Peugeot com Peterhansel terminando à frente de Carlos Sainz. Loeb teve que mudar dois pneus furados e perdeu a liderança para Peterhansel. 7ª etapa e 7 vitórias para a Peugeot, desta vez para Carlos Sainz. Peterhansel foi quarto e perdeu a liderança para Loeb (segundo na etapa). Al-Attiyad foi o melhor não-Peugeot (terceiro lugar na etapa, em quarto lugar atrás da armada francesa). O vencedor do prólogo viu a sua Toyota arder completamente e foi para casa mais cedo.

No dia após o descanso Sebastien Loeb enfrentou vários problemas, tendo atascado primeiro e depois capotado numa zona de rio seco. Apesar de ter perdido mais de 1h30, conseguiu levar o Peugeot até ao final da etapa. Foi o dia da primeira vitória da Mini por Nasser Al-Attiyah, sendo 3º na geral atrás de Peterhansel e Sainz.

Na 9ª etapa, Loeb voltou a atascar e a perder imenso tempo, enquanto Peterhansel também perdeu tempo com um furo. Nasser foi apenas 5º. O melhor foi Sainz (que assumiu a liderança) seguido pelos Mini de Van Loon e Hirvonen. Etapa 10 capotanços de Erick Van Loon e de Nasser Al-attiyah. Sainz ficou atascado e enfrentou problemas de caixas de velocidades, abandonando. Com isto Peterhansel passou para primeiro com mais de uma hora de vantagem sobre Nasser, e com as etapas mais difíceis já ultrapassadas. Peterhansel geriu a vantagem, Sébastien Loeb voltou a ter problemas mecânicos tendo sido rebocado por Cyril Déspres mas ainda assim conseguiu terminar em 2º na etapa. Nasser, fazendo parte da etapa com apenas duas rodas motrizes, venceu a etapa. No final da etapa o veiculo eléctrico Aciona, teve de abandonar. À 12ª etapa chegou a primeira vitória de Hirvonen, à frente de Nasser, na primeira etapa sem um Peugeot no top-3. Loeb terminou o Dakar como começou: a vencer.

Camiões[editar | editar código-fonte]

Após o domínio da Kamaz nas edições anteriores, foi uma grande surpresa ver os monstros russos no meio da classificação nas primeiras etapas. A corrida para os pesos-pesados, não começou antes da etapa 2 (devido a um acidente de carro no Prólogo que impediu os restantes concorrentes de competir, e o cancelamento da 1ª etapa devido ao mau tempo). A MAN dominou as primeiras etapas, com Hans Stacey definindo o tempo mais rápido na 3ª etapa, mas recebeu uma penalização de 2 minutos. Ele e seu companheiro de equipa, Peter Versluis alternaram na liderança nas primeiras etapas. As vitórias do Tatra de Martin Kolomý na 3ª etapa e do Iveco de De Rooy na 4ª etapa demonstraram a competitividade do Dakar de 2016. O ex-piloto de rali Federico Villagra com uma incrível regularidade foi o melhor Iveco (e não MAN), na terceira posição. Na etapa 5, o abandono de Ales Loprais e o regresso da Kamaz às vitórias, com Eduard Nikolaev. Villagra assumiu a liderança, mas perdeu algum tempo na etapa 6, e Hans Stacey conquistou a vitória e a liderança da corrida. Na 7ª etapa mais uma vitória para Nikolaev e o seu Kamaz. Stacey perdeu algum tempo e caiu para a quinta posição, enquanto Versluis subiu ao primeiro lugar, seguido por De Rooy e os dois Kamaz. Villagra também teve problema na etapa e caiu para sexto.

Na etapa 8 nova vitória de De Rooy, num dia em que Versluis perdeu muito tempo assim como Hans Stacey e Villagra. Na etapa 9 nova vitória de De Rooy, e novo dia complicado para Versluis que foi apenas 12º. Na 10ª etapa, tal como Peterhansel, De rooy ficou muito próximo da vitória final ao ganhar tempo a todos os adversários e passar a ter mais de uma hora de vantagem sobre o 2º da geral. A vitória foi uma surpresa por Pascal de Baar num Renault. Na 11ª etapa De Rooy geriu a vantagem, enquanto a vitória foi para o Kamaz de Nikolaev. Peter Verslsuis voltou a vencer na 12ª etapa, mas já se encontrava demasiado longe do pódio.

Resultados das etapas[editar | editar código-fonte]

Motos[editar | editar código-fonte]

Resultado da Etapa Classificação Geral
Etapa Pos Piloto Marca Tempo Dif Pos Piloto Marca Tempo Dif
Pro 1 Espanha Joan Barreda Honda 00:06:27 1 Espanha Joan Barreda Honda 00:06:27
2 Portugal Ruben Faria Husqvarna 00:06:27 00:00 2 Portugal Ruben Faria Husqvarna 00:06:27 00:00:00
3 Portugal Hélder Rodrigues Yamaha 00:06:30 00:03 3 Portugal Hélder Rodrigues Yamaha 00:06:30 00:00:03
1
Etapa cancelada devido ao mau tempo
2 1 Austrália Toby Price KTM 03:46:24 1 Austrália Toby Price KTM 03:53:09
2 Portugal Ruben Faria Husqvarna 03:47:44 01:20 2 Portugal Ruben Faria Husqvarna 03:54:11 00:01:02
3 França Alain Duclos Sherco 03:48:15 01:51 3 França Alain Duclos Sherco 03:55:02 00:01:53
3 1 Argentina Kevin Benavides Honda 02:31:03 1 Eslováquia Štefan Svitko KTM 06:27:04
2 Portugal Paulo Gonçalves Honda 02:31:29 00:26 2 Argentina Kevin Benavides Honda 06:27:38 00:00:34
3 França Antoine Meo KTM 02:31:30 00:27 3 Espanha Joan Barreda Honda 06:27:50 00:00:46
4 1 Portugal Paulo Gonçalves Honda 04:07:19 1 Portugal Paulo Gonçalves Honda 10:35:17
2 Portugal Ruben Faria Husqvarna 04:09:54 02:35 2 Argentina Kevin Benavides Honda 10:37:34 00:02:17
3 Argentina Kevin Benavides Honda 04:09:56 02:37 3 Espanha Joan Barreda Honda 10:38:20 00:03:03
5 1 Austrália Toby Price KTM 04:03:44 1 Portugal Paulo Gonçalves Honda 14:30:07
2 França Antoine Méo KTM 04:06:05 02:21 2 Eslováquia Štefan Svitko KTM 14:31:52 00:01:45
3 Eslováquia Štefan Svitko KTM 04:06:17 02:33 3 Austrália Toby Price KTM 14:31:54 00:01:47
6 1 Austrália Toby Price KTM 05:51:48 1 Portugal Paulo Gonçalves Honda 20:23:07
2 Áustria Matthias Walkner KTM 05:52:53 01:05 2 Austrália Toby Price KTM 20:23:42 00:00:35
3 Portugal Paulo Gonçalves Honda 05:53:00 01:12 3 Áustria Matthias Walkner KTM 20:25:57 00:02:50
7 1 França Antoine Meo KTM 02:27:27 1 Portugal Paulo Gonçalves Honda 22:52:30
2 Argentina Kevin Benavides Honda 02:29:20 01:53 2 Austrália Toby Price KTM 22:55:42 00:03:12
3 Portugal Paulo Gonçalves Honda 02:29:23 01:56 3 Eslováquia Štefan Svitko KTM 23:01:54 00:09:24
Dia de descanso
8 1 Austrália Toby Price KTM 04:33:14 1 Austrália Toby Price KTM 27:28:56
2 Portugal Paulo Gonçalves Honda 04:38:31 05:17 2 Portugal Paulo Gonçalves Honda 27:31:01 00:02:05
3 Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 04:39:46 06:32 3 Eslováquia Štefan Svitko KTM 27:43:10 00:14:14
9 1 Austrália Toby Price KTM 03:26:58 1 Austrália Toby Price KTM 30:55:54
2 Estados Unidos Ricky Brabec Honda 03:39:27 12:29 2 Eslováquia Štefan Svitko KTM 31:24:53 00:28:59
3 França Antoine Méo KTM 03:40:22 13:24 3 Portugal Paulo Gonçalves Honda 31:29:55 00:34:01
10 1 Eslováquia Štefan Svitko KTM 03:47:23 1 Austrália Toby Price KTM 34:49:04
2 Argentina Kevin Benavides Honda 03:50:17 02:54 2 Eslováquia Štefan Svitko KTM 35:12:16 00:23:12
3 Austrália Toby Price KTM 03:53:10 05:47 3 Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 35:31:53 00:42:49
11 1 França Antoine Méo KTM 05:19:08 1 Austrália Toby Price KTM 40:08:30
2 Austrália Toby Price KTM 05:19:26 00:18 2 Eslováquia Štefan Svitko KTM 40:43:53 00:35:23
3 Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 05:21:56 02:48 3 França Antoine Méo KTM 40:52:16 00:43:46
12 1 Portugal Hélder Rodrigues Yamaha 06:00:24 1 Austrália Toby Price KTM 46:13:26
2 Austrália Toby Price KTM 06:04:56 04:32 2 Eslováquia Štefan Svitko KTM 46:51:05 00:37:39
3 Argentina Kevin Benavides Honda 06:05:19 04:55 3 Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 47:06:36 00:53:10
13 1 Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 01:51:27 1 Austrália Toby Price KTM 48:09:15
2 Argentina Kevin Benavides Honda 01:53:08 01:41 2 Eslováquia Štefan Svitko KTM 48:48:56 00:39:41
3 Portugal Hélder Rodrigues Yamaha 01:54:04 02:37 3 Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 48:58:03 00:48:48

Quads[editar | editar código-fonte]

Resultado da Etapa Classificação Geral
Etapa Pos Piloto Marca Tempo Dif Pos Piloto Marca Tempo Dif
Pro 1 Chile Ignacio Casale Yamaha 0:07:14 1 Chile Ignacio Casale Yamaha 00:07:14
2 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 00:07:19 00:05 2 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 00:07:19 00:00:05
3 Argentina Pablo Copetti Yamaha 00:07:21 00:07 3 Argentina Pablo Copetti Yamaha 00:07:21 00:00:07
1
Etapa cancelada devido ao mau tempo
2 1 Chile Ignacio Casale Yamaha 04:10:47 1 Chile Ignacio Casale Yamaha 04:18:01
2 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 04:14:36 03:49 2 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 04:22:01 00:04:00
3 Brasil Marcelo Medeiros Yamaha 04:14:58 04:11 3 Brasil Marcelo Medeiros Yamaha 04:22:24 00:04:23
3 1 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 02:42:35 1 Chile Ignacio Casale Yamaha 07:01:40
2 Chile Ignacio Casale Yamaha 02:43:39 01:04 2 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 07:04:36 00:02:56
3 Argentina Lucas Bonetto Honda 02:47:12 04:37 3 Brasil Marcelo Medeiros Yamaha 07:09:38 00:07:58
4 1 Itália Juan C. Carignani Yamaha 04:40:19 1 Chile Ignacio Casale Yamaha 11:55:41
2 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 04:40:29 00:10 2 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 12:03:12 00:07:31
3 Peru Umbert Okumura Yamaha 04:44:21 04:02 3 Brasil Marcelo Medeiros Yamaha 12:06:58 00:11:17
5 1 Peru Alexis Hernandez Yamaha 04:49:24 1 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 16:55:26
2 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 04:51:00 01:36 2 Peru Alexis Hernandez Yamaha 17:00:21 00:04:55
3 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 04:51:20 01:56 3 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 17:01:09 00:05:43
6 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 06:53:39 1 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 24:01:27
2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 07:00:18 06:39 2 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 24:04:15 00:02:48
3 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 07:02:00 08:21 3 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 24:08:06 00:06:39
7 1 Argentina Lucas Bonetto Honda 02:58:30 1 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 27:02:31
2 Argentina Pablo Copetti Yamaha 02:58:59 00:29 2 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 27:06:07 00:03:36
3 Bolívia Walter Nosiglia Honda 02:59:24 00:54 3 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 27:10:22 00:07:51
Dia de descanso
8 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 05:41:18 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 32:47:25
2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 05:47:00 05:42 2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 32:49:31 02:06
3 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 05:47:23 06:05 3 Peru Alexis Hernandez Yamaha 33:20:15 32:50
9 1 Argentina Pablo Copetti Yamaha 03:38:40 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 36:27:33
2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 03:39:15 00:35 2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 36:28:46 01:13
3 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 03:40:08 01:28 3 Peru Alexis Hernandez Yamaha 37:07:42 40:09
10 1 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 04:53:30 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 43:14:19
2 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 04:53:59 00:29 2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 43:15:53 00:01:34
3 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 04:54:47 01:17 3 Argentina Jeremías González Yamaha 44:49:02 01:34:43
11 1 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 06:20:15 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 49:36:00
2 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 06:21:21 01:06 2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 49:36:08 00:08
3 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 06:21:41 01:26 3 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 51:17:15 01:41:15
12 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 06:48:46 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 56:24:46
2 Bolívia Walter Nosiglia Honda 06:48:55 00:09 2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 56:29:09 04:23
3 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 06:49:35 00:49 3 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 58:16:53 01:52:07
13 1 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 02:07:18 1 Argentina Marcos Patronelli Yamaha 58:47:41
2 Argentina Giuliano Giordana Yamaha 02:15:02 07:44 2 Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 58:53:04 05:23
3 Rússia Sergei Karyakin Yamaha 02:15:13 07:55 3 África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 60:29:34 01:41:53

Automóveis[editar | editar código-fonte]

Resultado da Etapa Classificação Geral
Etapa Pos Pilotos Marca Tempo Dif Pos Pilotos Marca Tempo Dif
Pro 1 Países Baixos Bernhard Ten Brinke
Bélgica Tom Colsoul
Toyota 00:06:08 1 Países Baixos Bernhard Ten Brinke
Bélgica Tom Colsoul
Toyota 00:06:08
2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 00:06:11 00:03 2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 00:06:11 00:00:03
3 Espanha Xavier Pons
Argentina Ricardo Torlaschi
Ford 00:06:12 00:04 3 Espanha Xavier Pons
Argentina Ricardo Torlaschi
Ford 00:06:12 00:00:04
1
Etapa cancelada devido ao mau tempo
2 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 03:45:46 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 03:52:03
2 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 03:48:09 02:23 2 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 03:54:26 00:02:23
3 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 03:48:47 03:01 3 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 03:55:04 00:03:01
3 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 02:09:39 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 06:01:42
2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 02:11:02 01:23 2 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 06:06:45 00:05:03
3 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 02:11:04 01:25 3 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 06:06:57 00:05:15
4 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 03:42:42 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 09:44:51
2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 03:42:53 00:11 2 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 09:49:39 00:04:48
3 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 03:43:09 00:27 3 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 09:56:00 00:11:09
5 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 03:32:34 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 13:17:25
2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 03:32:56 00:22 2 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 13:25:13 00:07:48
3 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 03:35:34 03:00 3 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 13:30:51 00:13:26
6 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 05:01:07 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 18:26:20
2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 05:01:24 00:17 2 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 18:26:47 00:00:27
3 Arábia Saudita Yazeed Al-Rajhi
Alemanha Timo Gottschalk
Toyota 05:08:26 07:19 3 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 18:32:15 00:05:55
7 1 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 03:19:03 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 21:46:28
2 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 03:19:41 00:38 2 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 21:48:50 00:02:22
3 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 03:22:25 03:22 3 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 21:51:18 00:04:50
Dia de descanso
8 1 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 04:12:23 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 26:01:44
2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 04:12:35 00:12 2 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 26:03:53 00:02:09
3 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 04:12:54 00:31 3 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 26:16:27 00:14:43
9 1 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 02:35:31 1 Espanha Carlos Sainz
Espanha Lucas Cruz
Peugeot 28:39:24
2 Países Baixos Erik Van Loon
Países Baixos Wouter Rosegaar
Mini 02:35:41 00:10 2 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 28:46:27 00:07:03
3 Finlândia Mikko Hirvonen
França Michel Périn
Mini 02:35:48 00:17 3 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 28:54:02 00:14:38
10 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 03:58:32 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 32:44:59
2 França Cyril Despres
França David Castera
Peugeot 04:04:12 05:40 2 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 33:44:59 01:00:00
3 Rússia Vladimir Vasilyev
Rússia Konstantin Zhiltsov
Toyota 04:11:28 12:56 3 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 33:57:30 01:12:31
11 1 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 04:49:16 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 37:42:20
2 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 04:55:08 05:52 2 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 38:34:15 00:51:55
3 Finlândia Mikko Hirvonen
França Michel Périn
Mini 04:56:17 07:01 3 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 38:59:44 01:17:24
12 1 Finlândia Mikko Hirvonen
França Michel Périn
Mini 05:34:17 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 43:27:42
2 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 05:34:26 00:09 2 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 44:08:41 00:40:59
3 África do Sul Leeroy Poulter
África do Sul Robert Howie
Toyota 05:35:02 00:45 3 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 44:34:58 01:07:16
13 1 França Sébastien Loeb
Mónaco Daniel Elena
Peugeot 01:46:51 1 França Stéphane Peterhansel
França Jean-Paul Cottret
Peugeot 45:22:10
2 Finlândia Mikko Hirvonen
França Michel Périn
Mini 01:48:04 01:13 2 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 45:57:08 00:34:58
3 Catar Nasser Al-Attiyah
França Matthieu Baumel
Mini 01:48:27 01:36 3 África do Sul Giniel de Villiers
Alemanha Dirk von Zitzewitz
Toyota 46:24:57 01:02:47

Camiões[editar | editar código-fonte]

Resultado da Etapa Classificação Geral
Etapa Pos Pilotos Marca Tempo Dif Pos Pilotos Marca Tempo Dif
Pro
Prólogo neutralizado devido a despiste de automóvel
1
Etapa cancelada devido ao mau tempo
2 1 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 04:19:06 1 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 04:19:06
2 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 04:20:18 01:12 2 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 04:20:18 00:01:12
3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 04:21:02 01:56 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 04:21:02 00:01:56
3 1 República Checa Martin Kolomý
República Checa David Kilian
República Checa Rene Kilian
Tatra 01:42:40 1 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 06:03:15
2 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 01:42:57 00:17 2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 06:03:41 00:00:26
3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 01:43:34 00:54 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 06:04:36 00:01:21
4 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Polónia Darek Rodewald
Bélgica Jurgen Damen
Iveco 03:58:16 1 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 10:02:34
2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 03:58:53 00:37 2 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 10:02:49 00:00:15
3 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 03:59:34 01:18 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 10:04:38 00:02:04
5 1 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 04:00:03 1 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 14:09:13
2 República Checa Martin Kolomý
República Checa David Kilian
República Checa Rene Kilian
Tatra 04:02:35 02:32 2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 14:09:18 00:00:05
3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 04:04:35 04:32 3 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 14:09:34 00:00:21
6 1 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 02:55:35 1 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Países Baixos Bernard der Kinderen
MAN 17:05:09
2 Países Baixos Gerard de Rooy
Polónia Darek Rodewald
Bélgica Jurgen Damen
Iveco 02:55:42 00:07 2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 17:06:08 00:00:59
3 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 02:56:50 01:15 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 17:09:14 00:04:05
7 1 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 03:54:31 1 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 21:01:56
2 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 03:55:29 00:58 2 Países Baixos Gerard de Rooy
Polónia Darek Rodewald
Bélgica Jurgen Damen
Iveco 21:07:27 00:05:31
3 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 03:55:48 01:17 3 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 21:12:44 00:10:48
Dia de descanso
8 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 04:04:45 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 25:49:26
2 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 04:44:34 02:35 2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 25:55:55 00:06:29
3 Rússia Andrey Karginov
Rússia Andrey Mokeev
Rússia Igor Leonov
Kamaz 04:47:22 05:23 3 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 25:57:24 00:07:58
9 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 02:41:20 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 28:30:46
2 Países Baixos Ton Van Genugten
Países Baixos Anton Van Limpt
Países Baixos Peter Van Eerd
Iveco 02:45:19 03:59 2 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 28:57:58 27:12
3 Rússia Andrey Karginov
Rússia Andrey Mokeev
Rússia Igor Leonov
Kamaz 02:57:24 16:04 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 29:12:10 41:24
10 1 Países Baixos Pascal de Baar
Países Baixos Martin Roesink
Países Baixos Wouter de Graaff
Renault Trucks 04:51:41 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 33:25:03
2 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 04:54:17 02:36 2 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 34:40:22 01:15:19
3 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 05:17:47 26:06 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 34:57:50 01:32:47
11 1 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 05:31:37 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 39:10:29
2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 05:36:39 05:02 2 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 40:19:50 01:09:21
3 Países Baixos Ton Van Genugten
Países Baixos Anton Van Limpt
Países Baixos Peter Van Eerd
Iveco 05:37:13 05:36 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 40:56:14 01:45:45
12 1 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 03:14:06 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 42:29:59
2 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 03:17:20 03:14 2 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 43:43:09 01:13:10
3 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Bélgica Jan van der Baet
MAN 03:17:24 03:18 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 44:13:34 01:43:35
13 1 Países Baixos Hans Stacey
Bélgica Serge Bruynkens
Bélgica Jan van der Baet
MAN 02:06:08 1 Países Baixos Gerard de Rooy
Espanha Moisés Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 44:42:03
2 Países Baixos Peter Versluis
Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 02:07:53 01:45 2 Rússia Ayrat Mardeev
Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 45:52:30 01:10:27
3 Rússia Eduard Nikolaev
Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 02:08:16 02:08 3 Argentina Federico Villagra
Argentina Jorge Perez Companc
Argentina Andres Memi
Iveco 46:22:58 01:40:55

Classificação geral final[editar | editar código-fonte]

Referências: [11] [12] [13] [14]

Motos[editar | editar código-fonte]

Rank. Piloto Marca Tempo Diferença
1
Austrália Toby Price KTM 48:09:15 -----
2
Eslováquia Štefan Svitko KTM 48:48:56 +     39:41
3
Chile Pablo Quintanilla Husqvarna 48:58:03 +     48:48
4
Argentina Kevin Benavides Honda 49:04:02 +     54:47
5
Portugal Hélder Rodrigues Yamaha 49:04:59 +     55:44
6
França Adrien Van Beveren Yamaha 49:55:44 + 1:46:29
7
França Antoine Méo KTM 50:06:02 + 1:56:47
8
Espanha Gerard Farrés Guell KTM 50:10:15 + 2:01:00
9
Estados Unidos Ricky Brabec Honda 50:20:42 + 2:11:27
10
França Armand Monleón KTM 51:37:04 + 3:27:49

Quads[editar | editar código-fonte]

Rank. Piloto Marca Tempo Diferença
1
Argentina Marcos Patronelli Yamaha 58:47:41 -----
2
Argentina Alejandro Patronelli Yamaha 58:53:04 +     5:23
3
África do Sul Brian Baragwanath Yamaha 60:29:34 + 1:41:53
4
Rússia Sergei Karyakin Yamaha 60:32:06 + 1:44:25
5
Argentina Jeremias González Ferioli Yamaha 60:49:49 + 2:02:08
6
Paraguai Nelson Sanabria Galeano Yamaha 63:05:40 + 4:17:59
7
Bolívia Walter Nosiglia Honda 63:13:51 + 4:26:10
8
Peru Alexis Hernández Yamaha 65:21:25 + 6:33:44
9
Chile Sebastián Palma Honda 67:03:14 + 8:15:33
10
Argentina Santiago Hansen Honda 67:29:04 + 8:41:23

Carros[editar | editar código-fonte]

Rank. Piloto Navegador Marca Tempo Diferença
1
França Stéphane Peterhansel França Jean-Paul Cottret Peugeot 45:22:10 -----
2
Catar Nasser Al Attiyah França Matthieu Baumel MINI 45:57:08 +    34:58
3
África do Sul Giniel De Villiers Alemanha Dirk Von Zitzewitz Toyota 46:24:57 + 1:02:47
4
Finlândia Mikko Hirvonen França Michel Perín MINI 46:27:28 + 1:05:18
5
África do Sul Leeroy Poulter África do Sul Robert Howie Toyota 46:52:53 + 1:30:43
6
Espanha Nani Roma Espanha Alex Haro Bravo MINI 47:03:16 + 1:41:06
7
França Cyril Despres França David Castera Peugeot 47:15:14 + 1:53:04
8
Rússia Vladiir Vasilyev Rússia Konstantin Zhiltsov Toyota 47:23:55 + 2:01:45
9
França Sébastien Loeb Mónaco Daniel Elena Peugeot 47:44:19 + 2:22:09
10
Reino Unido Harry Hunt Alemanha Andreas Schulz MINI 48:33:40 + 3:11:30

Camiões[editar | editar código-fonte]

Rank. Piloto Co-pilotos Marca Tempo Diferença
1
Países Baixos Gérard De Rooy Espanha Moises Torrallardona
Polónia Darek Rodewald
Iveco 44:42:03 ----
2
Rússia Airat Mardeev Rússia Aydar Belyaev
Rússia Dmitriy Svistunov
Kamaz 45:52:30 + 1:10:27
3
Argentina Federico Villagra Argentina Jorge Pérez Companc
Argentina Andrés Memi
Iveco 46:22:58 + 1:40:55
4
Países Baixos Hans Stacey Bélgica Serge Bruykens
Bélgica Jan van der Vaet
MAN 47:05:04 + 2:23:01
5
Países Baixos Ton van Genugten Países Baixos Anton van Limpt
Países Baixos Peter van Eerd
Iveco 47:13:02 + 2:30:59
6
Países Baixos Pascal De Baar Países Baixos Martin Roesink
Países Baixos Wouter de Graaff
Renault Trucks 47:46:10 + 3:04:07
7
Rússia Eduard Nikolaev Rússia Evgeny Yakovlev
Rússia Vladimir Rybakov
Kamaz 48:21:26 + 3:39:23
9
República Checa Jaroslav Valtr República Checa Josef Kalina
República Checa Jiri Stross
Tatra 48:36:33 + 3:54:30
6
Países Baixos Pieter Versluis Países Baixos Marcel Pronk
Alemanha Artur Klein
MAN 48:39:55 + 3:57:52
10
Espanha Pep Vila Roca Espanha Xavi Colomé Roqueta
Espanha Marc Torres Sala
Iveco 49:37:07 + 4:55:04

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Referências