Ramón da Silva Ramos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ramón
Informações pessoais
Nome completo Ramón da Silva Ramos
Data de nasc. 12 de março de 1950 (67 anos)
Local de nasc. Sirinhaém, Pernambuco, Brasil
Nacionalidade Brasileira
Canhoto
Apelido Ramón
Informações profissionais
Período em atividade 1967-1985–(18 anos)
Clube atual Aposentado
Posição ex-Atacante
Clubes de juventude
1967
1968
Usina Trapiche
Santa Cruz
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1969-1975
1976
1976
1977-1979
1979-1981
1981-1982
1983
1983
1984
1985
Santa Cruz
Internacional
Sport
Vasco da Gama
Goiás
Ceará
São José
Santa Cruz
Ferroviário
Brasília
00377 00(148)
00006 0000(4)
00011 0000(3)
00022 000(11)
00031 0000(8)
00015 000(10)
00000 0000(0)
00001 0000(0)
00000 0000(0)
00000 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 24 de outubro de 2017.

Ramón da Silva Ramos ou simplesmente Ramón, (Sirinhaém, 12 de março de 1950), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como Atacante.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Usina Trapiche[editar | editar código-fonte]

Iniciou sua carreira futebolista no time da usina Trapiche, local onde trabalhava. Quem treinava o time da usina era Dario, um ex-jogador do América e Sport que posteriormente se tornaria técnico da base do Santa Cruz e que deu oportunidade de Ramón jogar no juvenil. Não demorou para que ele fosse promovido para a equipe profissional como um dos destaques do elenco.[1] [2]

Santa Cruz[editar | editar código-fonte]

Em 1969, o técnico Gradim decidiu aproveitá-lo entre os profissionais. Mais tarde, o técnico Duque efetivou o centroavante em seu elenco. Ramón era titular incontestável e o artilheiro do Santa. Ganhou notoriedade com o penta-campeonato pernambucano (1969-70-71-72-73) e principalmente pela sua atuação no campeonato brasileiro de 1973, quando foi o artilheiro da competição com 21 gols marcados. Saiu do Santa Cruz em 1975, no total foram 148 gols em 377 jogos.[3] [4] Chegou a ser incluído entre os 40 selecionados pelo técnico Zagallo para o Mundial de 1974, na Alemanha. Mas uma contusão muscular lhe tirou qualquer chance de concorrer à vaga, pois a recuperação foi longa.[5]

Internacional e Sport[editar | editar código-fonte]

Após artilharia e excelente campeonato, despertou interesse do Internacional que o contratou em 1976. No colorado não permaneceu por muito tempo e se despede do clube gaúcho no mesmo ano rumo ao Sport. No Leão da Ilha, atuou apenas uma temporada e passou 14 jogos sem marcar gols.[6]

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Em 1977, é contratado pelo Vasco da Gama, fazendo dupla de ataque com Roberto Dinamite. Foi uma das melhores fases na carreira do jogador que foi campeão carioca no mesmo ano e transformou-se em ídolo da torcida. Foi o quarto goleador pernambucano a vestir da camisa 9 a fazer sucesso na Colina, após Ademir Menezes, Vavá e Almir.[7] Permaneceu no clube até 1979, quando foi contratado pelo Goiás.

Goiás[editar | editar código-fonte]

Passou pelo Goiás, (1979-1981), onde foi artilheiro do Esmeraldino na Série B de 1980 com 7 partidas e 4 gols.[8] Jogou também pelo Ceará (1981-1982), São José (1983), Santa Cruz (1983) onde a Revista Placar fez uma matéria sobre sua volta ao clube Coral,[9] Ferroviário (1984) e Brasília (1985), onde encerrou sua carreira de jogador.[10]

Como treinador, trabalhou na Portuguesa Santista em 2003. Vive hoje em Recife e trabalha como técnico das categorias de base do Santa Cruz.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Pernambuco Santa Cruz
Rio de Janeiro Vasco da Gama
Ceará Ceará

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Pernambuco Santa Cruz

Referências

  1. «Ramón da Silva Ramos». Acervodabola. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  2. «Ramón… uma usina de gols». tardesdepacaembu. 25 de novembro de 2012. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  3. «Ramón da Silva Ramos – Ramón». acerdodabola. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  4. «Ramón… uma usina de gols». tardesdepacaembu. 25 de novembro de 2012. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  5. «Ramón da Silva Ramos». www.paixaovascao.com.br. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  6. «Ramón… uma usina de gols». tardesdepacaembu. 25 de novembro de 2012. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  7. «Ramón da Silva Ramos». www.paixaovascao.com.br. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  8. «Dados Ramón». Futebol de Goyaz. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  9. «Matéria Revista Placar». Arquivo Coral. 16 de fevereiro de 2012. Consultado em 24 de outubro de 2017 
  10. «Ramón… uma usina de gols». tardesdepacaembu. 25 de novembro de 2012. Consultado em 24 de outubro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ramón da Silva Ramos