Ram Dass

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ram Dass
Ram Dass em fevereiro de 2008
Nome completo Richard Alpert
Nascimento 6 de abril de 1931
Boston, Massachusetts
Morte 22 de dezembro de 2019 (88 anos)
Maui, Havaí
Nacionalidade norte-americano
Ocupação Professor, guru, psicólogo e escritor
Principais trabalhos Be Here Now

Ram Dass (nascido Richard Alpert; Boston, 6 de abril de 1931Maui, 22 de dezembro de 2019),[1] também conhecido como Baba Ram Dass, foi um professor espiritual, guru da yoga moderna,[2] psicólogo e escritor estadunidense. Seu best-selling[3] é uma obra de 1971, Be Here Now, que foi descrita por vários revisores como "seminal"[4][5][6] e ajudou a popularizar a filosofia oriental no Ocidente.[7] Ele foi autor ou co-autor de mais doze livros sobre espiritualidade nas quatro décadas seguintes, incluindo Grist for the Mill (1977), How Can I Help? (1985) e Polishing the Mirror (2013).

Dass era amigo pessoal e profissional de Timothy Leary, da Universidade Harvard, no início dos anos 1960. Até então conhecido como Richard Alpert, ele conduziu pesquisas com Leary sobre os efeitos terapêuticos de drogas psicodélicas. Além disso, auxiliou o estudante de pós-graduação Walter Pahnke, da Harvard Divinity School, em seu "Experimento da Sexta-feira Santa" em 1962 com estudantes de teologia, experiência reconhecida como o primeiro estudo científico controlado e duplo-cego sobre drogas e misticismo.[8][9] Embora não fosse ilegal na época, sua pesquisa foi controversa e levou à demissão de Leary e Alpert de Harvard em 1963.

Em 1967, Alpert viajou para a Índia e se tornou discípulo do guru Neem Karoli Baba, que lhe deu o nome de Ram Dass (em tradução livre, servo de Rama). Nos anos seguintes, fundou as organizações de caridade Seva Foundation e Hanuman Foundation. Ele viajou extensivamente dando palestras e retiros e realizando campanhas de arrecadação de fundos para causas de caridade nas décadas de 1970, 80 e 90. Em 1997, teve um derrame que o deixou com paralisia e afasia de Broca. Em seguida, ele passou a interpretar este evento como um ato de graça, aprendendo a falar novamente e continuando a ensinar e escrever livros. Depois de ficar gravemente doente durante uma viagem à Índia em 2004, ele desistiu de viajar e se mudou para Maui, no Havaí, onde realizou retiros anuais com outros professores espirituais até sua morte em 2019.

Referências

  1. Oliver, Joan Duncan (23 de dezembro de 2019). «Ram Dass, Beloved Spiritual Teacher, Has Died». Tricycle: The Buddhist Review 
  2. Charet, F. X. "Ram Dass: The Vicissitudes of Devotion and Ferocity of Grace" in Gleig, Ann; Williamson, Lola, eds. (2013). Homegrown Gurus: from Hinduism in America to American Hinduism. Albany, New York: State University of New York Press. pp. 15–40. ISBN 978-1-4384-4792-6. OCLC 862746284 
  3. Almereyda, Michael (24 de fevereiro de 2002). «Film; A Sober Documentary About an Intoxicating Life». The New York Times. Consultado em 24 de setembro de 2017 
  4. Romancito, Rick (19 de julho de 2010). «'Be Here Now' turns 40». The Taos News. Consultado em 19 de novembro de 2021 
  5. Wallace, Amy (20 de dezembro de 2012). «"I Have a Great Idea, Maybe Like the Best Idea I've Ever Had"». GQ. Consultado em 19 de novembro de 2021 
  6. Pickering, Lucy (2018). «Time-rich: 1960s counterculture and time as affluence in a dropout community in Hawai'i». University of Chicago. Journal of Ethnographic Theory. 8 (3): 625–639. doi:10.1086/701025. Consultado em 19 de novembro de 2021 
  7. Harvey, Andrew; Erickson, Karuna (2010). Heart Yoga: The Sacred Marriage of Yoga and Mysticism. [S.l.]: North Atlantic Books. ISBN 978-1-58394-291-8 
  8. Davidson, Sara (2006). «The Ultimate Trip». Tufts Magazine. Consultado em 23 de novembro de 2011. Cópia arquivada em 4 de março de 2016  Parâmetro desconhecido |url-status= ignorado (ajuda)
  9. Hiatt, Nathaniel J. (23 de maio de 2016). «A Trip Down Memory Lane: LSD at Harvard». The Harvard Crimson. Consultado em 24 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]