Randall Munroe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Randall Munroe
Nome completo Randall Patrick Munroe
Nascimento 17 de outubro de 1984 (36 anos)
Easton, Estados Unidos
Nacionalidade Norte-americano
Principais trabalhos xkcd, What If, Thing Explainer
Área Caneta e lápis
webcomics, Física
Assinatura
Randall Munroe Sig.png
Página oficial
https://www.xkcd.com

Randall Patrick Munroe (Easton, 17 de outubro de 1984)[1] é um cartunista norte-americano, autor, engenheiro, teórico científico, e o criador da webcomic xkcd. Randall e sua webcomic reuniram uma grande fanbase, e pouco tempo após se formar na faculdade ele se tornou um cartunista profissional.[2]

Início de vida[editar | editar código-fonte]

Munroe nasceu em Easton, Pensilvânia, filho de um engenheiro. Ele possui dois irmãos mais novos.[3] Ele chegou a ser fã das tiras de quadrinhos de jornais ainda novo,[2] começando com Calvin and Hobbes.[4] Após se formar no Mathematics and Science High School at Clover Hill, localizado em Midlothian (Virgínia), ele formou-se na Universidade Christopher Newport em 2006, com uma graduação em física.[5][6]

Carreira[editar | editar código-fonte]

NASA[editar | editar código-fonte]

Munroe trabalhou como um programador de contrato e roboticista para a NASA no Langley Research Center[4][7] antes e depois de concluir sua graduação. Em outubro de 2006 a NASA não renovou o seu contrato,[8] e ele se mudou para Boston para começar a produzir a xkcd em tempo integral.[7]

Webcomic[editar | editar código-fonte]

SEMO-PROTECT THE CONSTITUTION
"Manifestante da Wikipédia", publicada em xkcd.com com otooltip: "SEMIPROTEJA A CONSTITUIÇÃO".[9] Na Wikipédia, algumas páginas semiprotegidas não podem ser editadas por usuários novos ou não-registrados.

A xkcd é essencialmente uma coleção de histórias em quadrinhos de bonecos palitos retratando temas de ciência da computação, tecnologia, matemática, ciência, filosofia, linguagem, cultura pop, romance e física.[10]

Munroe originalmente utilizou a palavra xkcd como um apelido em aplicativos de mensagens, já que ele buscava um nome que não fizesse sentido para que não se cansasse do mesmo.[11] Ele havia registrado o domínio do website, mas o deixou inativo até setembro de 2005, quando começou a postar seus desenhos.[12] A webcomic rapidamente se tornou muito popular, reunindo cerca de 70 milhões de visualizações em outubro de 2007.[13] Munroe já chegou a afirmar, "Eu acho que a tirinha que me deu o maior feedback foi aquela sobre semáforos."[13][14]

Munroe atualmente se sustenta da venda de mercadorias relacionadas à xkcd, principalmente das milhares de camisetas vendidas todo mês.[2][11] Ele licencia seus quadrinhos sob a Atribuição-NãoComercial 2.5 da Creative Commons, e afirma que não só faz isso por causa do movimento pela cultura livre, mas também porque faz sentido negocialmente.[11]

Em 2010, Randall publicou uma coleção de seus quadrinhos.[15] Ele também realizou um circuito de palestras, visitando lugares como o Googleplex em Mountain View (Califórnia).[16]

A popularidade das tirinhas entre fãs de ficção científica fez com que Munroe fosse nomeado para o Prêmio Hugo de Melhor Fã Artista em 2011, e novamente em 2012.[17] Em 2014, ele ganhou o Prêmio Hugo de Melhor História em Quadrinhos pela tirinha "Time" da xkcd.[18]

Outros projetos[editar | editar código-fonte]

Várias doses de radioatividade em sieverts, desde as insignificantes às mais letais.

Munroe é o criador dos sites (atualmente extintos) "The Funniest",[19] "The Cutest",[20] e "The Fairest", cada um oferece aos usuários duas opções e então os pede que escolham uma delas.

Em janeiro de 2008, Munroe desenvolveu um script open-source chamado "Robot9000" para a moderação de chats. Originalmente criado para moderar um de seus canais IRC relacionados à xkcd, o algoritmo do software tem como objetivo prevenir a repetição de mensagens nesses canais ao silenciar usuários que enviem mensagens idênticas entre curto períodos de tempo. Se os usuários continuam a enviar as mesmas mensagens, o Robot9000 os silencia por um maior período de tempo, quadruplicando-o para cada mensagem não original que é enviada ao canal.[21] Pouco depois da postagem de Munroe aparecer em seu blog, o administrador moot do 4chan adaptou o script para moderar a board experimental /r9k/.[22] O Twitch.tv oferece o Robot9000 ("modo r9k") como uma das funções opcionais para streamers e moderadores utilizarem nas janelas de conversa dos seus canais.[23]

Em outubro de 2008, a revista online The New Yorker publicou uma entrevista e um "Cartoon-Off" entre Munroe e Farley Katz, onde cada cartunista desenhou uma série de quatro tirinhas humorosas.[24]

Munroe possui um blog chamado What If?, onde ele responde a perguntas enviadas por fãs de seus quadrinhos. As perguntas costumam ser de natureza absurda e relacionadas à matemática ou física, e ele as responde utilizando tanto o seu próprio conhecimento quanto várias fontes acadêmicas. Em 2014, Munroe publicou uma coleção de suas respostas existentes junto de algumas novas, além de certas perguntas que foram rejeitadas, em um livro intitulado What If?: Serious Scientific Answers to Absurd Hypothetical Questions.[15]

Respondendo às preocupações quanto à radioatividade liberada pelo acidente nuclear de Fukushima em 2011, e para remediar o que ele se referiu como um relatório "confuso" dos níveis de radiação feito pela mídia, Munroe criou uma tabela comparando diferentes níveis de exposição à radiação. A tabela foi rapidamente adotada por jornalistas de diversos países, chegando a ser mencionada por escritores do The Guardian[25] e The New York Times.[26] Como resultado dos pedidos de permissão para que pudessem reimprimir e traduzir a tabela para japonês, Munroe a inseriu no domínio público, porém pediu que seu status como alguém que não é especialista fosse declarado com clareza em qualquer reimpressão.[27]

Munroe publicou um quadrinho no estilo da xkcd sobre publicações científicas e acesso aberto na Science em outubro de 2013.[28]

O livro Thing Explainer do Munroe, anunciado em maio de 2015 e publicado no final do mesmo ano, explica conceitos utilizando apenas as 1 000 palavras mais comuns da língua inglesa.[15][29][30] A editora do livro Houghton Mifflin Harcourt, considerou as ilustrações do mesmo úteis para livros didáticos, e anunciou em março de 2016 que as próximas edições de seus livros de física, biologia e química para o Ensino Médio incluiríam desenhos e textos selecionados do Thing Explainer.[31][32]

Em fevereiro de 2019, Munroe anunciou seu próximo livro how to, lançado em setembro do mesmo ano.[33]

Influência[editar | editar código-fonte]

Em setembro de 2013, Munroe anunciou que um grupo de leitores da xkcd submeteram seu nome como um dos candidatos para a renomeação do asteróide (4942) 1987 DU6 para 4942 Munroe. O nome foi aceito pela União Astronômica Internacional.[34][35]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Desde maio de 2008, Munroe vive em Somerville (Massachusetts).[2]

Em outubro de 2010, a sua noiva foi diagnosticada com câncer de mama.[36][37] O efeito emocional da enfermidade dela foi referenciado na tira "Emotion", publicada 18 meses mais tarde em abril de 2012.[38] Em setembro de 2011, ele anunciou que eles casaram-se.[39] Em dezembro de 2017, Munroe resumiu o tempo desde o diagnóstico de sua mulher na tira intitulada "Seven Years".[40]

Seus hobbies e interesses incluem kite photography, onde câmeras são anexadas à pipas, e fotografias do chão ou edifícios são tiradas.[41]

Publicações[editar | editar código-fonte]

Publicações do Munroe[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Difference between revisions of "Denizens" - XKCD Wiki». wiki.xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 1 de dezembro de 2018 
  2. a b c d Noam, Cohen (8 de maio de 2008). «This Is Funny Only if You Know Unix». The New York Times. Consultado em 23 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  3. Tupponce, Joan (24 de novembro de 2009). «A Cartoonist's Mind». richmondmagazine.com (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019 
  4. a b Talks at Google (11 de dezembro de 2007), Randall Munroe: "xkcd" | Talks at Google, consultado em 25 de março de 2019, cópia arquivada em |arquivourl= requer |arquivodata= (ajuda) 🔗 
  5. «xkcd - A webcomic». xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 29 de março de 2019 
  6. «Many news things, some overdue | xkcd». web.archive.org. 1 de janeiro de 2014. Consultado em 25 de março de 2019 
  7. a b Lineberry, Denise. «NASA - Robots or Webcomics? That was the Question.». NASA (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  8. Randall (6 de outubro de 2006). «Many news things, some overdue». xkcd (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  9. «Wikipedian Protester». xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 22 de março de 2019 
  10. «xkcd - explain xkcd». www.explainxkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 22 de março de 2019 
  11. a b c «redhat.com | xkcd: a comic strip for the computer geek». web.archive.org. 6 de março de 2007. Consultado em 25 de março de 2019 
  12. Talks at Google (11 de dezembro de 2007), Randall Munroe: "xkcd" | Talks at Google, consultado em 25 de março de 2019 
  13. a b So, Adrienne (13 de novembro de 2007). «Real Geek Heart Beats in Xkcd's Stick Figures». Wired. ISSN 1059-1028. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2019 
  14. «xkcd: Long Light». xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  15. a b c Alter, Alexandra (23 de novembro de 2015). «Randall Munroe Explains It All for Us». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  16. «Randall Munroe's visit to Google (xkcd) | Beyond Satire». web.archive.org. 5 de outubro de 2008. Consultado em 25 de março de 2019 
  17. «2012 Hugo Awards». The Hugo Awards (em inglês). 7 de abril de 2012. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 9 de abril de 2012 
  18. «2014 Hugo Awards». The Hugo Awards (em inglês). 18 de abril de 2014. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 6 de setembro de 2015 
  19. «The Funniest». web.archive.org. Consultado em 25 de março de 2019 
  20. «The Cutest». web.archive.org. Consultado em 25 de março de 2019 
  21. Randall (14 de janeiro de 2008). «ROBOT9000 and #xkcd-signal: Attacking Noise in Chat». xkcd (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  22. «A short history of /r9k/ — the 4chan message board some believe may be connected to the Oregon shooting». Public Radio International (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  23. «Customer Support». help.twitch.tv. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  24. «Cartoon-Off: XKCD - The New Yorker». web.archive.org. 1 de abril de 2015. Consultado em 25 de março de 2019 
  25. Monbiot, George (21 de março de 2011). «Why Fukushima made me stop worrying and love nuclear power | George Monbiot». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 26 de junho de 2015 
  26. Revkin, Andrew C. (23 de março de 2011). «The 'Dread to Risk' Ratio on Radiation and Other Discontents». Dot Earth Blog (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  27. Randall (19 de março de 2011). «Radiation Chart». xkcd (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  28. Science, American Association for the Advancement of (4 de outubro de 2013). «The Rise of Open Access». Science (em inglês). 342 (6154): 58–59. ISSN 0036-8075. PMID 24092724. doi:10.1126/science.342.6154.58. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  29. Kastrenakes, Jacob (13 de maio de 2015). «XKCD has a new book about explaining complicated subjects in simple ways». The Verge. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  30. Alderman, Naomi (17 de dezembro de 2015). «Thing Explainer: Complicated Stuff in Simple Words by Randall Munroe – funny, precise and beautifully designed». The Guardian (em inglês). ISSN 0261-3077. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  31. Chang, Kenneth (21 de março de 2016). «Randall Munroe, XKCD Creator, Goes Back to High School». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  32. Jao, Charline (23 de março de 2016). «XKCD Creator Randall Munroe Making Content For High School Textbookx». The Mary Sue. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  33. «xkcd: How to». xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 29 de março de 2019 
  34. «4942 Munroe (1987 DU6)». Jet Propulsion Laboratory. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 5 de março de 2017 
  35. Randall (30 de setembro de 2013). «Asteroid 4942 Munroe». xkcd (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 22 de março de 2019 
  36. Randall. «November | 2010 | xkcd» (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  37. Randall (30 de junho de 2011). «Family Illness». xkcd (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  38. «xkcd: Emotion». xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 8 de março de 2019 
  39. «xkcd». xkcd (em inglês). 12 de setembro de 2011. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 
  40. «xkcd: Seven Years». xkcd.com. Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 4 de março de 2019 
  41. Kuchera, Ben (2 de julho de 2007). «The joys of kite photography». Ars Technica (em inglês). Consultado em 25 de março de 2019. Cópia arquivada em 25 de março de 2019 

Links externos[editar | editar código-fonte]