Raoul Dufy

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Raoul Dufy (Le Havre, 3 de junho de 1877 - Forcalquier, 23 de março de 1953) foi um pintor, gravador e decorador francês. Impressionista a princípio, evoluiu gradativamente para o fauvismo, depois de travar contato com Matisse[1]. Iniciou seus estudos em 1892 na Escola Municipal das Belas Artes e mudou-se para Paris em 1900. Inicialmente impressionista, influenciado por Toulouse-Lautrec, abandonou o estilo, tornando-se fauvista. Conhecido como o pintor das cores alegres, o artista também se destacou como gravador e pelas tapeçarias, em obras como Eletricidade, na Exposição Internacional de 1937, em Paris[2].

Referências

  1. . Catálogo das Artes http://www.fauvismo.noradar.com/raoul-dufy.htm. Consultado em 15 de dezembro de 2016  Em falta ou vazio |título= (ajuda)
  2. BUFFAT, Cécile (2006). «La Fée Électricité et le mécénat électrique. La Fée Électricité de Dufy et le mécénat électrique dans l'entre-deux-guerres». Annales Historiques d'Électricité. ISBN 2351130251 
Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) pintor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.