Raphael Montes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Raphael Montes
Nascimento 22 de setembro de 1990 (31 anos)
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Nacionalidade Brasileiro
Alma mater Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Ocupação escritor
Principais trabalhos Suicidas (2012)
Dias Perfeitos (2014)
Bom Dia, Verônica (2020)
Prêmios Prêmio Jabuti (2020)
Gênero literário policial, suspense
Página oficial
www.raphaelmontes.com

Raphael Montes (Rio de Janeiro, 22 de setembro de 1990) é um escritor e roteirista brasileiro de literatura policial.

Estima-se que, até outubro de 2020, todos os seus livros juntos tenham vendido cerca de 125 mil cópias no Brasil [1] e que a sua obra já tenha sido traduzida para 10 idiomas. [2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Raphael Montes estudou no tradicional Colégio de São Bento[3] e formou-se em direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).[4] Começou a se interessar pela literatura ainda criança, quando sua tia-avó lhe deu de presente o livro Um estudo em vermelho, de Sir Arthur Conan Doyle. Após concluir a sua leitura, ele sentiu a necessidade de não somente continuar a consumir esse tipo de literatura, mas também de produzí-la. Em entrevista, Montes conta que começou a escrever contos curtos quando tinha cerca de 13 anos para seus colegas de sala, fato que o tornou popular em sua turma, pois os demais alunos sempre queriam saber a continuação da história.[5] Além disso, na adolescência, escrevia fanfics com os personagens de Agatha Christie numa comunidade de fãs da escritora no Orkut.[6]

Estreou na literatura em 2009, publicando na antologia policial Assassinos S/A: contos policiais brasileiros (Editora Multifoco), pelas mãos do editor Frodo Oliveira e da organizadora Jana Lauxen[7]. Seu primeiro conto a ganhar as páginas de um livro foi A professora, no volume 1 da antologia em questão. Publicou ainda na antologia Beco do Crime (Frodo Oliveira e André Esteves) também em 2009, pela mesma Editora Multifoco[8].

Em 2012 lançou o seu primeiro romance, Suicidas, que foi finalista dos prêmios Benvirá.[9][10] Mesmo não sendo o vencedor do prêmio, Thales Guaracy, editor da Benvirá na época, decidiu publicá-lo mesmo assim, por ter gostado muito da história e visto potencial no autor.[11]. Após o seu lançamento, o romance também foi finalista dos prêmios São Paulo e Biblioteca Nacional, sendo este último na categoria Machado de Assis (romance).[12] Suicidas também ganhou adaptações para o teatro em 2015.[13] Em entrevista, Montes comentou que escreveu o livro entre os seus 16 e 19 anos de idade, entre o final de seu ensino médio e os primeiros semestres da graduação.[14]

Devido à indicação ao Prêmio São Paulo de Literatura, a editora Companhia das Letras entrou em contato com o autor para saber se ele tinha um novo romance para ser publicado. Raphael Montes respondeu que estava escrevendo Dias Perfeitos. Após esse contato, o livro foi publicado pouco após Raphael Montes concluir a graduação pela editora em questão.[15] A obra foi lançada em mais de 14 países, incluindo Estados Unidos, Inglaterra, Espanha, Holanda, Itália e França[16]. Esse romance, assim como Suicidas, teve os direitos vendidos para adaptação para o cinema.[17] O sucesso dessa obra permitiu que Raphael Montes parasse de estudar para concursos públicos, sua principal atividade na época, e se dedicasse à literatura e cinema, um dos maiores sonhos de sua vida [18]. Montes conta que, após lançar o livro Suicidas, sua mãe ficou chocada com a história e pediu para que o filho escrever uma história de amor. Foi a partir dessa sugestão que nasceu a ideia de escrever Dias perfeitos, história em que um psicopata sequestra uma mulher e decide mantê-la em cárcere privado com o intuito de fazê-la se apaixonar por ele.[19]

O Vilarejo, sua terceira publicação, é um livro de contos cujas histórias se passam num mesmo vilarejo e os seus personagens se encontram abandonados à própria sorte. A obra reúne sete contos, sendo que cada um gira em torno de um dos sete pecados capitais. Durante uma live feita no instagram em maio de 2020, o autor revelou que, dentre todos os seus livros lançados até então, este é o favorito de sua mãe.[20] Anos mais tarde, na Bienal do livro de 2022, ocorrida em São Paulo, O Vilarejo entrou para a lista dos 10 livros mais vendidos durante o evento pela Editora Suma, que detém os seus direitos autorais. Montes foi, também, o único escritor brasileiro a figurar nessa lista.[21]

Sua publicação lançada em 2016, o livro Jantar secreto, recebeu o seguinte elogio de Aguinaldo Silva [22]:

Também em 2016, lançou, sob o pseudônimo Andrea Killmore, o livro Bom dia, Verônica, escrito em parceria com a escritora e criminologista brasileira Ilana Casoy. Em entrevista, o autor disse que gostou da ideia de lançá-lo sob um pseudônimo, pois assim experimentou novamente a sensação de ser lançado pela primeira vez no mercado editorial. O nome Andrea foi escolhido justamente por ser andrógino, o que combina com o fato da obra ter sido escrita por duas pessoas de sexos opostos, um homem e uma mulher. O sobrenome Killmore significa Mate mais em inglês. Somente em 2019, três anos após o lançamento, a "identidade" de Andrea foi divulgada pelo jornal Estadão e, mais tarde, a obra foi lançada numa nova edição, agora com os nomes dos autores originais. Antes de ser revelado os autores da obra, Bom dia, Verônica já havia vendido 10 mil exemplares no Brasil.[23] Após fazerem essa revelação, os autores disseram que pretendem escrever mais dois livros nesse mesmo universo: Boa tarde, Verônica e Boa noite, Verônica.[24]

Cerca de um mês após a revelação, foi divulgada a notícia de que a Netflix estava produzindo uma série baseada em Bom dia, Verônica. Ainda sem data de lançamento, a série contou com a supervisão direta de ambos os autores em vários aspectos.[25]

Em agosto de 2018, o escritor carioca lançou o curso online Escreva seu romance, um curso de escrita criativa que tem por intuito ajudar escritores iniciantes ensinando técnicas de escrita literária. O curso é pago e todos os trâmites burocráticos para fazê-lo se encontram no site oficial do autor.[26]

Em maio de 2019, lançou seu quinto livro, Uma mulher no escuro, pelo qual recebeu o Prêmio Jabuti na categoria Romance de Entretenimento.[27] O livro chegou ao 11º da lista de mais vendidos da Revista Veja uma semana após o seu lançamento[28] e ao oitavo lugar da lista de mais vendidos da PublishNews quinze dias após ter sido lançado.[29] A obra foi o livro mais resenhado no Skoob durante o mês de julho desse mesmo ano.[30]

Em abril de 2020, os filmes A Menina que Matou os Pais e O Menino que Matou Meus Pais, filmes em que Montes atuou como roteirista, seriam lançados nos cinemas brasileiros, mas o lançamento foi adiado devido à pandemia de covid-19.[31]. Os filmes em questão visam contar, juntos, a história real do assassinato dos pais de suzane von Richthofen, sendo que o primeiro é baseado nos depoimentos da própria e o segundo, por sua vez, tem como referência os depoimentos do namorado dela à época, Daniel Cravinhos. Os filmes acabaram sendo lançados no ano seguinte, em setembro de 2021, na plataforma de streaming da Amazon[32]. Houve porém outro lançamento de Raphael Montes no meio audiovisual em 2020: o seriado Bom Dia, Verônica, baseado no livro escrito em parceria com Ilana Casoy. A série em questão foi lançada em outubro de 2020 na Netflix[33], estando disponível na plataforma para mais de 100 países. Bom dia, Verônica permaneceu entre as 10 produções assistidas na Netflix brasileira, além de alcançar o "Top 10" de outros países também. Em novembro do mesmo ano, a Netflix anunciou a produção da segunda temporada[34].

Montes também atuou como colunista do jornal O Globo de abril de 2015 a dezembro de 2018[35] e apresentou, entre abril de 2017 e fevereiro de 2019, o programa Trilha de letras, na TV Brasil, dedicado à literatura. [36] Após a repercussão de uma reportagem sobre o autor publicada na revista Veja em fevereiro de 2020, Montes se tornou colunista da revista, publicando colunas quinzenais na mesma até maio de 2021.[37]

Obras[editar | editar código-fonte]

Livros[editar | editar código-fonte]

Ano Livro Editora Notas
2012 Suicidas Companhia das Letras
2014 Dias Perfeitos Companhia das Letras [38]
2015 O Vilarejo Suma das Letras Contos
2016 Jantar Secreto Companhia das Letras
2016 Bom Dia, Verônica Darkside Parceria com Ilana Casoy
2019 Uma Mulher no Escuro Companhia das Letras
2022 Bom Dia, Verônica Companhia das Letras Relançamento

Parceria com Ilana Casoy

Participações em antologias de contos[editar | editar código-fonte]

  • 2009 - Assassinos S/A - participação com o conto A professora
  • 2009 - Beco do Crime - participação com o conto O amor por Esther
  • 2014 - Rio Noir - participação com o conto A história de Georges Fullar
  • 2016 - Heróis urbanos - participação com o conto Volnei
  • 2017 - Criaturas e criadores - participação com o conto O sorriso do homem mau, uma releitura de O médico e o monstro
  • 2018 - Um ótimo dia para morrer - participação com o conto Depoimento n
  • 2019 - A resistência dos vagalumes - participação com o conto Você se lembra?

Como roteirista[editar | editar código-fonte]

Séries e/ou novelas[editar | editar código-fonte]

Ano Título Cargo Emissora/Plataforma Notas
2015 Espinoza roteirista GNT [39]
A Regra do Jogo colaborador Globo [40]
2016 Supermax [41]
2020-presente Bom Dia, Verônica roteirista e criador Netflix [42]
Tá Tudo Certo roteirista Disney + [43]
Segundas Intenções autor principal HBO Max [44]

Filmes[editar | editar código-fonte]

Ano Título Notas
2018 Praça Paris
2021 A Menina que Matou os Pais
O Menino que Matou Meus Pais


Referências

  1. [1]. Oito anos após lançar seu primeiro livro, RAPHAEL MONTES estreia como Criador da série ‘Bom Dia, Verônica’ da Netflix.
  2. [2]. Nada é impossível - Raphael Montes, escritor e roteirista.
  3. «Romance do estreante Raphael Montes está na Pauliceia Literária». O Estado de S. Paulo. 19 de setembro de 2013. Consultado em 14 de dezembro de 2015 
  4. «Raphael Montes». Benvirá. Consultado em 14 de dezembro de 2015. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2015 
  5. Youtube (ed.). «Segundas Intenções – Raphael Montes». Consultado em 22 de abril de 2020 
  6. Youtube (ed.). «Bienal do Livro Rio 2019 - Suspense pela manhã com C. J. Tudor e Raphael Montes». Consultado em 26 de junho de 2020 
  7. «Jana Lauxen: Assassinos S/A». Jana Lauxen. 29 junho 2009. Consultado em 21 de maio de 2019 
  8. Elvis (27 de junho de 2015). «Autor da Semana: "Raphael Montes", O Principe dos Horrores.». Litherarium. Consultado em 21 de maio de 2019 
  9. Jovem escritor lança "Suicidas", seu romance de estreia, no Rio. Jornal do Brasil, 4 de setembro de 2012
  10. Romance de estreia de Raphael Montes narra o suicídio coletivo de nove jovens da elite. A Gazeta, 2 de novembro de 2012
  11. Elvis (21 de outubro de 2015). «Escritores jovens.». O Globo. Consultado em 27 de junho de 2020 
  12. Jovem escritor lança "Suicidas", seu romance de estreia, no Rio. Jornal do Brasil, 4 de setembro de 2012
  13. http://www.arteview.com.br/roleta-russa-adaptacao-do-livro-suicidas-do-raphael-montes/ Roleta-Russa adaptação do livro Suicidas do Raphael Montes]. Arte View, 06 de novembro de 2015
  14. Raphael Montes comenta reedição de 'Suicidas', sucesso que ele escreveu aos 19 anos. Uai, 8 de setembro de 2017
  15. Youtube (ed.). «Hangout com Raphael Montes, autor de Dias perfeitos». Consultado em 26 de junho de 2020 
  16. http://blogs.oglobo.globo.com/ancelmo/post/dias-perfeitos-livro-de-autor-brasileiro-chega-aos-eua-no-mes-que-vem.html/[ligação inativa] 'Dias perfeitos', livro de autor brasileiro, chega aos EUA no mês que vem]. O Globo, 16 de janeiro de 2016
  17. https://brasil.elpais.com/brasil/2014/11/01/cultura/1414868880_610862.html/ Arquivado em 29 de julho de 2016, no Wayback Machine. Raphael Montes: “Quero que meus leitores virem a noite lendo”]. El país, 1 de novembro de 2014
  18. https://entretenimento.uol.com.br/noticias/redacao/2014/09/03/com-segundo-livro-raphael-montes-quer-ser-referencia-de-escritor-policial.htm Com segundo livro, Raphael Montes que ser referência de escritor policial]. UOL, 3 de setembro de 2014
  19. Youtube (ed.). «Bienal do Livro Rio 2019 - Suspense pela manhã com C. J. Tudor e Raphael Montes». Consultado em 26 de junho de 2020 
  20. Instagram (ed.). «Live de O Vilarejo». Consultado em 26 de junho de 2020 
  21. Medium (ed.). «Confira os 10 livros mais vendidos pela Editora Suma na Bienal do Livro de São Paulo em 2022». Consultado em 30 de julho de 2022 
  22. «Quem foi melhor este ano?». Aguinaldo Silva. 28 de dezembro de 2016 
  23. https://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,estado-revela-quem-e-a-dupla-que-escreveu-bom-dia-veronica,70002990216 Estado revela quem é a dupla que escreveu "Bom dia, Verônica". Estadão, 30/08/2019
  24. https://cultura.estadao.com.br/noticias/literatura,estado-revela-quem-e-a-dupla-que-escreveu-bom-dia-veronica,70002990216 Estado revela quem é a dupla que escreveu "Bom dia, Verônica". Estadão, 30/08/2019
  25. https://www.omelete.com.br/netflix/bom-dia-veronica-netflix Bom Dia, Verônica | Netflix anuncia nova série policial brasileira". Omelete, 17/09/2019
  26. https://www.publishnews.com.br/materias/2018/08/30/raphael-montes-lanca-curso-de-escrita Raphael Montes lança curso de escrita. PublishNews, 30/08/2018
  27. «Premiados 2020». Câmara Brasileira do Livro. Consultado em 9 de dezembro de 2020 
  28. https://veja.abril.com.br/livros-mais-vendidos/ficcao/12-06-2019/ Os livros mais vendidos. Revista Veja, 16/06/2019
  29. https://www.publishnews.com.br/ranking/semanal/9/2019/6/14/0/0. Lista de Mais Vendidos de Ficção de 03/06/2019 a 09/06/2019. PublishNews, 16/06/2019
  30. https://twitter.com/montesraphael/status/1161318367602585601 Twitter, 13/08/2019
  31. https://g1.globo.com/pop-arte/cinema/noticia/2020/03/12/estreia-dos-filmes-sobre-suzane-von-richtofen-e-adiada-por-causa-do-coronavirus.ghtml. Estreia dos filmes sobre Suzane von Richthofen é adiada por causa do coronavírus. g1, 12/03/2020
  32. https://vogue.globo.com/Shopping/noticia/2021/09/tudo-sobre-estreia-de-menina-que-matou-os-pais-e-o-menino-que-matou-meus-pais.html#:~:text=O%20Amazon%20Prime%20Video%20anunciou,de%20240%20pa%C3%ADses%20e%20territ%C3%B3rios.. Tudo sobre a estreia de "A Menina Que Matou os Pais" e "O Menino Que Matou Meus Pais". Vogue, 24/09/2021
  33. https://natelinha.uol.com.br/series/2020/10/26/taina-muller-celebra-alcance-mundial-com-bom-dia-veronica-experiencia-inedita-para-mim-153079.php. Tainá Müller celebra alcance mundial com Bom Dia, Verônica: "Experiência inédita para mim". Na telinha, 26/10/2020
  34. https://estacaonerd.com/bom-dia-veronica-2a-temporada-confirma-novos-nomes-no-elenco-confira/. Bom dia, Verônica | 2ª temporada confirma novos nomes no elenco; Confira!. Estação nerd, 21/09/2021
  35. https://oglobo.globo.com/cultura/o-filho-artista-15808301 O filho artista]. O Globo, 08/04/2015
  36. https://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/raphael-montes-leva-literatura-tv-de-maneira-informal-21243960 Raphael Montes leva literatura à TV de maneira informal]. O Globo, 23/04/2017
  37. [3]. Raphael Montes é o nome da hora da literatura criminal brasileira.
  38. Raphael Montes desponta como promessa da literatura policial brasileira. O Globo, 15 de fevereiro de 2014
  39. https://omelete.uol.com.br/quadrinhos/entrevista/literatura-nao-precisa-viver-longe-do-entretenimento-diz-raphael-montes-revelacao-do-suspense-policial-brasileiro/ “Literatura não precisa viver longe do entretenimento”, diz revelação do suspense policial brasileiro]. Omelete, 14/12/2016
  40. https://extra.globo.com/tv-e-lazer/raphael-montes-leva-literatura-tv-de-maneira-informal-21243994.html Raphael Montes leva literatura à TV de maneira informal]. Extra, 23/04/2017
  41. http://www.adorocinema.com/noticias/series/noticia-122702/ Supermax: "A gente foi livre para imaginar. Esta é a grande diferença que podemos propor neste momento à TV brasileira"]. Adoro Cinema, 06/07/2016
  42. «'Bom dia, Verônica': conheça o thriller literário de suspense que inspirou série de sucesso da Netflix – Correio do Cidadão». Consultado em 17 de novembro de 2020 
  43. «Tá Tudo Certo: série brasileira do Disney+ ganha imagens com Toni Garrido, Ana Caetano, Vitão, Manu Gavassi e outros; veja!». Consultado em 26 de junho de 2022 
  44. «HBO Max foge de briga com Globo e muda estreia de Segundas Intenções». Consultado em 26 de junho de 2022 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]