Ration Bored

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ration Bored

O Afanador de Gasolina
Série Pica-Pau 
 Estados Unidos

1943 ı colorido ı 6:23 min

Dire[c]ção Emery Hawkins
Milt Schaffer
Produção Walter Lantz
História Ben Hardaway
Música Darrell Calker
Animação Bob Bentley
Estúdio Walter Lantz Productions
Formato Technicolor
Distribuição Universal Pictures

Precedido por The Dizzy Acrobat
Seguido por The Barber of Seville

Ration Bored (a.k.a. The Gas Bandit na TV norte-americana, ou O Fanador de Gasolina na TV brasileira) é um dos curtas-metragens do Pica-Pau de 1943.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O carro do Pica-Pau não tem gasolina e para em um posto de combustível localizado entre duas montanhas. Para abastecer o tanque, o pássaro mostra ao frentista um livro de racionamento, que contém o ABC, porém o livro contém ofensas, o que faz Pica-Pau ser enxotado da estação e cair em um depósito de ferro velho e carros usados. Lá, vai pegar resíduos de gasolina dos veículos abandonados. Um deles está com o tanque furado e cheio de porcas e parafusos no chão, ao sugar a mangueira o biruta fica com a boca cheia de parafusos, que são cuspidos para fechar um velho tanque. Ao ver um carro novo e com tanque cheio, pega a gasolina sem saber que o carro é do departamento de polícia. O guarda estranha a situação dos sopros e o guarda quer matar o Pica-Pau, que destrói o carro após forte impacto após encher um dos pneus. No fim do curta, os dois morrem ao bater num tanque com gasolina para testes ao descer uma ladeira. Mesmo ao chegar no céu, o guarda quer pegar o Pica-Pau.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Esta é a única vez em que o Pica-Pau morre.
  • Ration Bored é o último curta-metragem de 1943 e que o Pica-Pau aparece maluco.
  • Antes deste desenho, houve outra aparição do Pica-Pau motorista com participação de guarda, foi no curta "O Rachador".
  • O episódio causou polêmica por causa da expressão demoníaca no rosto do Pica-Pau quando ele diz a frase "eu sou um diabo necessário". Culpa do tradutor. O que o Pica-Pau diz no original é que ele é um "necessary evil" (um mal necessário), não um "devil" (demônio). Esse erro de tradução dá margem a todo tipo de teoria da conspiração e visão de mensagens subliminares.

Comparação a outros curtas-metragens[editar | editar código-fonte]

  • Depois deste desenho, a aparição seguinte do Pica-Pau motorista com um policial, foi no curta "Roubando Gasolina", de 1947, com enredo similar a Ration Bored, só que com Leôncio no papel do guarda.

Ver também[editar | editar código-fonte]